5

Tenho variáveis ​​em app.js:

var G = {};
module.exports = G;

var DATA = G.DATA = 'DATA';
var F1 = G.F1 = function(val)
{
  return val;
};

Desta forma, posso exportar variáveis ​​sob o objeto G, e, ao mesmo tempo, pode aceder a variável escrever diretamente DATA sem G. prefixo.

Agora, eu quero fazer um teste para app.js em test.js

var G = require('./app.js');
console.log(G.DATA);  // -> DATA

Isso funciona, mas eu também quero acessar a variável escrevendo diretamente DATA sem G. Prefixo como console.log(DATA); // -> DATA

Certamente, eu poderia fazer como:

var DATA = G.DATA;

Para cada variáveis ​​(propriedade) de exportação e necessário módulo G objeto, mas, obviamente, é um processo tedioso para adicionar cada variável para o arquivo de teste manualmente para corresponder a G objeto.

Existe alguma maneira de fazer isso automaticamente?

Até agora, eu sou pessimista desde

JS function encerra var no próprio âmbito, então, em teoria, não há nenhuma maneira de ter uma função auxiliar para var para cada objeto de propriedade.

Eu gostaria de evitar qualquer eval ou VM de solução nó. Eu tentei-los no passado, e teve demais problemas.

3

Você pode usar with:

with (G) {
  console.log(data);
}

O with não é muito usado, nem recomendado usar, pois coloca todas as propriedades do objeto que você estiver especificando como se fossem globais, o que gera erros e atrapalha encontrar os.

Lembrando ainda, que pelo motivo acima o uso de with não é permitido no modo restrito ('use strict'), embora seja permitido no Node.js. Logo tirando por esses problemas o uso dele funcionará no seu caso.

  • De realçar mesmo que o with pode causar bugs e tem um efeito negativo no desempenho do programa. – luiscubal 19/02/14 às 1:57
2

Acredito que você queira fazer isso:

file.js

module.exports = {
   DATA: "MY DATA"
}

app.js

var f = require('file.js');
console.log(f.DATA); // MY DATA
1

Você poderia utilizar um módulo que já vem no core do Node.JS chamado vm.

Por exemplo:

var vm = require('vm');
var fs = require('fs');

var testFile = fs.readFileSync('./test.js');
var app = require('./app.js');

var local = {};
var ctx = vm.createContext(local);

// Essa função vai executar o código do `test.js`
// e todo parâmetro do objeto `local` será utilizado
// como contexto (variáveis locais)
vm.runInContext(testFile,ctx);

// Você poderá acessar o contexto manipulado
console.log(ctx);
  • 1
    Interessante sua resposta, porém ele especificou que não queria usar VM. :) – Leandro Amorim 19/02/14 às 2:03
  • Não vi esse detalhe. Mas de qualquer forma fica a dica. Eu utilizo VM em várias soluções minhas e dificilmente encontro algum problema. Normalmente problemas com VM você encontra quando precisa fazer algum isolamento. – Pedro Nasser 19/02/14 às 3:01

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.