1

Por favor, como posso gerar uma arquivo XML, com Xml.etree.elementtree no python, mas de forma que o mesmo crie o arquivo de 5 mil em 5 mil resgitros, sem a necessidade de esperear carregar o recordset inteiro.

  1. O dados são extraidos do DB PostgreSQL com Pandas e Numpy.
  2. O que eu fiz até o momento, esta funcinado, mas sem a geração parcial, conforme descrito acima.

Código:

import xml.etree.ElementTree as ET
import pandas as pd
import numpy as np
import sqlalchemy
from datetime import datetime

def main(query):
    df = np.array(pd.read_sql(query, engine))
    gerar_xml(df)

def gerar_xml(rs):
    add = ET.Element('add')

    for i in rs:
        doc = ET.Element('doc', abc='' + str(var) + '')
        ET.SubElement(doc, 'field', name='id').text = str(i[0])
        ET.SubElement(doc, 'field', name='cc').text = str(i[1])
        ET.SubElement(doc, 'field', name='db').text = str(i[2])

        ...
            Diversos campos e if para controle de outro elementos
        ...

        add.append(doc)

    arquivo = ET.ElementTree(add)
    arquivo.write('Name.xml', encoding='UTF-8', xml_declaration=True)

if __name__ == '__main__':
    engine = sqlalchemy.create_engine('postgresql+psycopg2://user:pwd@Server:PORT/Base')

    query = "select * from table"

    main(query)
  • (agora sim :-) - só vai dar um trabalhinho tecer umas considerações aí - mas a gente dá um jeito) – jsbueno 14/11/19 às 14:33
  • :-) vlw @jsbueno! E sim, seu que vou ter uma trabalha, mas estou meio perdido de por onde começar. – Luciano 14/11/19 às 14:39

1 Resposta 1

0

Então - da forma como você está fazendo, há duas coisas que precisam de todos os registros na memória ao mesmo tempo - uma delas é o Pandas - ele vai ler todos os seus registros do banco e criar um dataframe com todos os dados na memória no formato usado pelo Python.

Se você realmente estivesse usando alguma das características do Pandas, teriamos que paginar a leitura do banco (com a cláusula LIMIT na query), e criar dataframes parciais - se algum resultado do Pandas dependesse de todos os registros, teriamos que pensar em estratégias de agrupar isso, etc... (mas veja o projeto Dask se precisar de algo assim).

Se você quiser criar um único arquivo XML com todo o 1 milhão de registros, aí temos que abordar o segundo "vilão" - como o XML tem um elemento que é "pai" de todos os outros (o elemento "add", no caso), seria o caso de escrever as linhas de abertura desse elemento manualmente no arquiv de saída, escrever os blocos desejados, e escrever manualmente o </add> ao final do arquivo. Não é difícil fazer - mas seriam uns 10-15 minutos se eu fosse escrever tudo aqui.

Já, para gerar vários arquivos XML, cada um com 5 mil registros, a coisa é bem mais simples - é só associar um contador na sua função de saída, e criar um arquivo novo toda vez que o limite for atingido:

import xml.etree.ElementTree as ET
import pandas as pd
import numpy as np
import sqlalchemy
from datetime import datetime

RECORDS_PER_FILE = 5000

def main(query):
    # Não é necessário carregar a query toda para um  dataframe
    # df = np.array(pd.read_sql(query, engine))
    gerar_xml(query)

def write_xml(element, num):
    arquivo = ET.ElementTree(element)
    arquivo.write(f'Name{num:03d}.xml', encoding='UTF-8', xml_declaration=True)

def gerar_xml(records):
    add = None
    file_num = 0

    # voce nao ganha nada de chamar a variavel do for de "i" - 
    # deixe um nome que representa o que ela é. "i" é usado em linguagens
    # que só tem for numérico, e dentro do for você precisa recuperar o
    # objeto
    for index, record in enumerate(records):
        if index % RECORDS_PER_FILE == 0:
            if add:
                write_xml(add, file_num)
                file_num += 1
            add = ET.Element('add')
        # o seu código não mostra de onde veio 'var'. De qualquer forma
        # "somar" strings para compor uma string maior é hábito de javasctipr
        # que não tem muitos métodos para strings. Em Python,
        # use "f-strings". E mesmo assim, somar strings vazias é uma "não operação": não faz nada
        doc = ET.Element('doc', abc='' + str(var) + '')
        ET.SubElement(doc, 'field', name='id').text = str(record[0])
        ET.SubElement(doc, 'field', name='cc').text = str(record[1])
        ET.SubElement(doc, 'field', name='db').text = str(record[2])

        ...
            Diversos campos e if para controle de outro elementos
        ...

        add.append(doc)

    # Escreve os registros finais
    write_xml(add, file_num)


if __name__ == '__main__':
    engine = sqlalchemy.create_engine('postgresql+psycopg2://user:pwd@Server:PORT/Base')

    query = "select * from table"

    main(query)

Mas a boa notícia é que, como você nao está usando nada do Pandas, apenas iterando os registros, a query do Postgres que você usa já faz isso -

  • Entendi @jsbueno, vou fazer mais algumas tentativas aqui. Obrigado! – Luciano 18/11/19 às 19:08

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.