0

Existem duas classes, classa e classb, onde é passado como parâmetro para a classb uma instância da classa e posteriormente é feita a tentativa de alterar um parâmetro da classa através da classb, porém sem sucesso, por que isso não funciona?

Código de teste:

#include <iostream>

class CLASSA
{
public:
    int attribute = 10;

    void change(int a) {
        this->attribute = a;
    }
};

class CLASSB
{
public:
    CLASSA *otherclass;

    CLASSB(CLASSA classa) {
        this->otherclass = &classa;
    }

    void changeotherclass() {
        this->otherclass->change(2);
    }
};

CLASSA  classa;
CLASSB  classb(classa);

int main(int argc, const char * argv[]) {
    classb.changeotherclass();

    std::cout << classa.attribute;

    return 0;
}
1

Em C++ os argumentos são, por defeito, passados por valor ou seja a função que recebe o argumento tem acesso a uma cópia da variável e não a variável em si. A cópia da variável é destruida no fim da execução da função. Isso significa que, quando voçê faz:

CLASSB(CLASSA classa) {
    this->otherclass = &classa;
}

O ponteiro otherclass passa a apontar para uma variável temporária que será destruída no fim da execuçao do construtor. E como consequência, o método

void changeotherclass() {
    this->otherclass->change(2);
}

escreve numa área da mémoria que pertencia a um objeto que já foi destruido (isso se não me engano resulta em comportamento indefinido).

A solução seria pegar o endereço do objeto. Por exemplo, em CLASSB:

CLASSB(CLASSA* classa) {
   this->otherclass = classa;
}

E passar o endereço como argumento:

CLASSB  classb(&classa);

É recomendado que sempre inicialize um ponteiro.

CLASSA *otherclass = nullptr;
  • Muito grato. Por que essa recomendação? Qual o risco de não inicializar ponteiros? – vinilara 8/11/19 às 18:54
  • 1
    Simples: você não teria como checar se ponteiro é inválido, porque ele seria inicializado com um endereço aleatório. Tem [uma pergunta aqui que fala do mesmo assunto] (pt.stackoverflow.com/questions/304535/…). Lembrando que em C usa-se NULL e não nullptr, mas são quase a mesma coisa. – user72726 8/11/19 às 19:58

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.