5

Gostaria de extrair todas as chaves de referência que uso em um documento markdown que começam com o caractere @.

Segue um exemplo das diferentes formas que posso citar um documento usando essa chave:

line <- 'According to @REF1, north American trees are lagging behind climate change [@REF2; @REF3]. However, some species have shown range limits expansion following warming temperature [*e.g.* white spruce @REF4; @REF5].'

A partir desse exemplo, gostaria de obter um vetor com as seguintes chaves:

citations
# [1] REF1
# [1] REF2
# [1] REF3
# [1] REF4
# [1] REF5

3 Respostas 3

4

Depende do formato que essas citações podem ter. Uma opção seria:

str_extract_all(line, "(?<=@)\\w+")

Que retorna:

[1] "REF1" "REF2" "REF3" "REF4" "REF5"

Esta regex usa lookbehind - o trecho entre (?<= e ) - e serve para verificar se algo existe antes da posição atual. No caso, dentro do lookbehind só tem a @.

O detalhe é que a @, por estar em um lookbehind, não fará parte do match, então a regex só retornará o que está depois dela, que no caso é \\w+. O atalho \w significa "letras, números ou o caractere _", e o quantificador + significa "uma ou mais ocorrências".

Na outra resposta foi sugerido usar \\w*, mas o * significa "zero ou mais ocorrências", o que quer dizer que se tiver uma @ sozinha (sem nenhum caractere corresponde a \w depois), é retornado um match vazio. Veja a diferença:

line <- 'Teste @ abc @REF1'

str_extract_all(line, "(?<=@)\\w+")
str_extract_all(line, "(?<=@)\\w*")

O primeiro retorna:

[1] "REF1"

E o segundo retorna:

[1] ""     "REF1"

Se quiser, pode ser mais específico (mas aí vai depender do formato exato da citação). Por exemplo, se o formato sempre for "3 letras maiúsculas e um dígito", então você pode usar:

str_extract_all(line, "(?<=@)[A-Z]{3}[0-9]")

Como não foram dados mais detalhes quanto ao formato, deixo apenas esta sugestão, mas o ideal é que você seja o mais específico possível para evitar falsos positivos.

Por exemplo, como \w também considera o caractere _, então o trecho @___ é considerado válido (veja). Mas claro que se você "sabe" que esses casos não ocorrem com suas strings, não tem tanto problema usar \w. Tudo depende.

  • Obrigado! Para ser mais específico, eu sei que todas as citações são no formato @sobrenomeAnodePublicação: @Vieira2019. Então sei que os ultimas 4 dígitos serão números. Não sei se isso pode ajudar?! – Willian Vieira 7/11/19 às 18:04
  • 2
    @WillianVieira Neste caso poderia ser "(?<=@)[A-Za-z]+[0-9]{4}" (se terminar com exatamente 4 números, e com uma quantidade variada de letras). – hkotsubo 7/11/19 às 18:06
3

Com o modelo que você colocou consegui fazer assim.

library(tidyverse)

#usando o tidyverse
citations <- str_extract_all(line, "@\\w*") %>% 
  as_vector() %>% 
  str_remove("@")

citations
#> [1] "REF1" "REF2" "REF3" "REF4" "REF5"

#R base
gregexpr(pattern = "@\\w*", text = line) %>% 
  regmatches(line, m = .) %>% 
  unlist() %>% 
  gsub("@","",.)
#> [1] "REF1" "REF2" "REF3" "REF4" "REF5"

Created on 2019-11-07 by the reprex package (v0.3.0)

1

Não há necessidade de usar o stringr nesse exercício. Podemos utilizar regmatches com gregexpr.

regmatches vai extrair as substrings que foram encontradas com gregexpr –essa última função encontra todas as sequências possíveis na string.

regmatches retornará uma list onde, nesse caso, o único objeto é um vetor com as substrings desejada. Então você fecha a expressão regmatches(...) em unlist para receber o resultado desejável.

Sobre a pattern que você deve usar, acredito que um modo mais fléxivel seja utilizando a POSIX class [[:alnum:]]. Esse tipo de classe corresponde a letras maiúsculas e minúsculas bem como números. Atente para o uso do parâmetro pearl=TRUE em gregexpr. Isso permite o uso de [[:alnum:]] como pattern. Também adicionamos quantificador + ao fim da pattern, que é um quantificador "greedy", ou seja, acha as substrings que tem letras e números em mais de uma vez sendo que o "match" é sempre para a maior substring possível. Por fim, usamos o lookaround tipo lookbehind (?<=...) para achar pedaços da string que comecem em @ como já foi explicado nas respostas acima.

Portanto a solução fica assim:

unlist(regmatches(line, gregexpr("(?<=@)[[:alnum:]]+", line, perl = TRUE)))

O que retorna:

[1] "REF1" "REF2" "REF3" "REF4" "REF5"

Veja que essa solução é aproximadamente 5x mais rápida que unlist(stringr::str_extract_all(...):

microbenchmark::microbenchmark(
  base= unlist(regmatches(line, gregexpr("(?<=@)[[:alnum:]]+", line, perl = TRUE))),
  stringr = unlist(str_extract_all(line, "(?<=@)[[:alnum:]]+"))
)

Resultado:

Unit: microseconds
    expr      min        lq      mean   median       uq      max neval cld
    base  323.824  335.3105  381.1747  366.854  388.370 1300.399   100  a 
 stringr 1596.873 1632.4270 1772.1564 1666.888 1723.958 5634.818   100   b

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.