1

Considere esta variável:

x <- c('horccaeon', 'coleon', 'volues', 'mol', 'nao', 'tom', 'nada', 
'auio', 'aqoio')

Eu usei a seguinte regex para extrair as strings com a segunda letra o:

library(tidyverse)

str_detect(string = x, regex(pattern = '.o[^o]'))

[1] "horccaeon" "coleon"    "volues"    "mol"       "tom"  

Funciona, mas eu sei que isto está errado.

Também tentei usar o lookahead:

str_subset(string = x, regex(pattern = '.(?=o)'))

[1] "horccaeon" "coleon"    "volues"    "mol"       "nao"       "tom"       "auio"     
[8] "aqoio" 

Mas retorna tudo que contém o, não apenas a segunda letra.

Considere o inverso agora: retirar as strings com a antepenúltima letra o. Não consegui pensar em uma regex pra isso.

Assim:

  • como ajustar uma regex para que ela dê match com as posições/ índices da string?
2

Se quer que a letra o seja a segunda letra da string, pode usar o marcador ^, que indica o início da string:

str_subset(string = x, regex(pattern = '^.o'))

Assim, temos o início da string (^), seguido de um caractere qualquer (o ponto, que significa "qualquer caractere, exceto quebras de linha"), seguido da letra o. O resultado, neste caso, é:

[1] "horccaeon" "coleon"    "volues"    "mol"       "tom"   

Repare que as strings 'nao, 'auio' e 'aqoio' ficam de fora, pois a letra o não é o segundo caractere (a string 'nada' também não é retornada porque sequer tem um o).


Já para verificar se a antepenúltima letra é um o, pode usar o marcador $, que indica o final da string:

str_subset(string = x, regex(pattern = 'o.{2}$'))

Agora temos a letra o, seguida de dois caracteres (.{2}), seguida do final da string ($). O resultado é:

[1] "aqoio"

De maneira geral, você deve usar ^ se quiser verificar se a letra o é a enésima letra do início, ou $ se quiser verificar se ela está X posições do final. Ex:

  • ^o - começa com o
  • ^.{3}o - a quarta letra é o (pois tem 3 caracteres quaisquer antes)
  • o$ - termina com o
  • o.{3}$ - tem a letra o, mais 3 caracteres, e o final da string

Claro que se quiser, pode trocar o ponto por algo mais específico (como por exemplo [a-z], assim a regex só considera a letra o caso tenha letras antes ou depois - se usar o ponto, pode ter qualquer caractere, inclusive não-alfanuméricos).


Apenas para explicar as suas regex, nenhuma delas usa os marcadores ^ e $, o que quer dizer que o padrão pode ser encontrado no meio da string (assim, não garante que a letra o será sempre a segunda ou antepenúltima, ou qualquer outra posição específica, veja).

.o[^o] é qualquer caractere, seguido de o, seguido de um caractere que não seja o. Isso quer dizer se tiver algo como 'zoo', ela não pega, pois depois do o deve ter um caractere que não é o. Além disso, obriga a ter algo depois do o, excluindo palavras com duas letras, como 'do' (veja).

.(?=o) é qualquer caractere que tenha um o logo depois, então na prática é qualquer string com pelo menos dois caracteres, em que a letra o tem um caractere antes (mas não necessariamente a letra o será o segundo caractere, veja).

  • 1
    regex só com muito treino mesmo. Eu sei desses operadores mas não consegui aplicá-los. Obrigado de novo. – neves 6/11/19 às 2:04
0

Uai cê tá ligado no grep? Ele possui uma flag chamada (value = false), se ela estiver false ele retorna os índices, se true ele retorna os elementos selecionados de x; Não se preocupe em setar a flag, por padrão ela já é false.

Testa aí:

x <- c('horccaeon', 'coleon', 'volues', 'mol', 'nao', 'tom', 'nada', 'auio', 'aqoio')
p <- c('[^o]')
sapply(p , function(y) grep(y,x))

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.