7

Estamos adotando o uso de um servidor de homologação aqui em nossa empresa, porém ainda não sabemos como organizar o fluxo de desenvolvimento a partir deste paradigma, já que atualmente cada desenvolvedor quando deseja consolidar as modificações implementadas realiza push ou merge diretamente para origin/master, utilizando ou não um branch para isto.

Esta relação ocorre apenas entre a máquina do desenvolvedor e o servidor de produção, que por sua vez possui em cada repositório o respectivo script hooks/post-receive para realização automatizada de deploy para o diretório /var/www.

O nosso novo ambiente funcionará conforme a figura abaixo, onde cada quadrado é um remote e cada círculo representa um branch fixo:

inserir a descrição da imagem aqui

Ainda não defini se no ambiente de homologação o projeto será executado a partir do branch teste e no origin (produção) utilizarei somente o branch master, ou se realizarei esta distinção apenas a partir do remote, sendo os projetos de ambos executados a partir do mesmo branch master, pois não sei a solução ideal nestes casos. O que vocês me sugerem? Como vocês costumam usar com suas equipes?

2

Aqui no trabalho temos o master como a versão "sempre implantável" de acordo com o github flow, para cada feature criamos um branch "correcao_xxx", apos testado, é aberto um pull request, analisado, aprovado e integrado ao master. Bem simples. (claro, utilizamos o GitHub para facilitar esse processo).

Outra possibilidade (que eu acho bem interessante), é criar um branch que comporte as alterações da iteração corrente (sprint, por exemplo, um nivel abaixo do master.), acredito que esse possa ser considerado o seu branch de "desenvolvimento", com novos branchs menores representando as features. Apos o sprint, integra-se no master (branch de produção) e fecha a versão (tag).

Mas tudo depende da sua necessidade, uma boa forma de pensar é se questionar "isso faz sentido? quando vou precisar desse remote? e desse branch?"

  • execelente sugestão. A empresa em que trabalho, por não ser do ramo de desenvolvimento de software, possui uma cultura mais conservadora, por isso, em nosso caso não é possível utilizar o GitHub para facilitar este processo, porém, de qualquer forma é muito interessante trabalhar com pull requests. Também creio que adotar um branch diferente para homologação e outro para produção seja a melhor alternativa, apesar de ainda ser necessário trabalhar com diferentes remotes, já que temos dois servidores diferentes para cada situação. – mayconfsbrito 27/11/14 às 12:38

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.