1

Estou fazendo testes de erro em meu programa "Monkey Teste" e ele entra em loop infinito quando digito um caractere no teclado que não seja número.

int ActionGenerator() {

    bool Verify;
    int Action;
    Verify = true;

    while(Verify){
        cout << "\nSELECIONE UMA ACTION: " << endl;
        cout << "[1 = ActionX]\n[2 = ActionZ]" << endl;
        cin >> Action;

        if (Action == 1 || Action == 2){
            return Action;
            Verify = false;

        }else {
            cout << "\nACTION INVALIDA !" << endl;
        }
    }
}
3
  • O que especificamente você está digitando? Por que considera que está em loop? Por que fica dando a mensagem "ACTION INVALIDA"? Bom, é isto que o código está mandando fazer, sempre que tiver algo inválido ele dá esta mensagem e pede de novo. Se você tem outra intenção, descreva ela na pergunta. – Maniero 25/11/14 às 21:35
  • o usuário tem que escolher uma ação, e é apresentado para ele na tela 2 Escolhas, ou 1 ou 2 para ele digitar, e depois retorna para meu main o resultado digitado pelo usuário, neste caso eu estou filtrando erros caso o usuário digite algo errado, vamos supor que ele digite acidentalmente uma letra, o código tem que filtrar este erro, que não é o que esta acontecendo... preciso filtrar caso ele digite uma string – user17270 25/11/14 às 21:39
  • Acho que entendi, vou responder. – Maniero 25/11/14 às 21:55

3 Respostas 3

2

Eu fiz um outro teste e o código original que postei não funciona em qualquer situação. Fiz um outro que é mais complicado, mas funciona. Ele pega uma string e tenta convertê-la para int. Se falhar é o mesmo que se o número seja inválido. Antes funciona quando havia um erro específico, agora trata qualquer entrada inválida. E como é feito através de função especializada, não precisa se preocupar com o estado do stream padrão.

#include <iostream>
#include <string>
#include <sstream>

using namespace std;

int ActionGenerator() {
    int Action;
    string Input = "";
    while(true) {
        cout << endl << "SELECIONE UMA ACTION: " << endl;
        cout << "[1 = ActionX]" << endl << "[2 = ActionZ]" << endl;
        getline(cin, Input);
        stringstream myStream(Input);
         if ((myStream >> Action) && (Action == 1 || Action == 2)){
            return Action;
        } else {
            cout << endl << "ACTION INVALIDA !" << endl;
        }
    }
}

int main() {
    cout << ActionGenerator() << endl << "ok" <<endl;
    return 0;
}

Veja funcionando no ideone. E no repl.it. Também coloquei no GitHub para referência futura.

Note que fiz um teste com uma string mais que um caractere. Isto falhava no código anterior.


O código está difícil de entender porque não está mal indentado. Pode parecer bobagem mas isto faz uma diferença enorme para entender o código.

Tem parte que nunca será executada. E de fato não existe lógica para sair do loop a não ser que digite 1 ou 2. E nestes casos encerra-se a execução da função.

Mas o problema mesmo é que você não está liberando o estado do stream. Quando ocorre um erro uma flag de erro é setada para você saber que houve um problema quando tentou pegar um valor válido. Quando você digita algo que não pode ser convertido no tipo esperado, no caso um int, além do número ser convertido para 0, está flag fica setada e só se você explicitamente limpar isto é que poderá voltar trabalhar com o stream. Se a flag estiver setada o stream não funciona.

Outro problema ocorre que o dado digitado ainda fica no buffer e você precisa ignorar o que está nele.

Ou seja, o stream guarda estado e você tem que resolver isto.

Aproveitei e fiz uma melhoria para este caso:

#include <iostream>
using namespace std;

int ActionGenerator() {
    int Action;
    while(true) {
        cout << endl << "SELECIONE UMA ACTION: " << endl;
        cout << "[1 = ActionX]" << endl << "[2 = ActionZ]" << endl;
        cin >> Action;
        if (Action == 1 || Action == 2){
            return Action;
        } else {
            cout << endl << "ACTION INVALIDA !" << endl;
            cin.clear(); //Limpa a flag de erro quando há falha no parse do valor entrado
            cin.ignore(); //Limpa o buffer
        }
    }
}

int main() {
    cout << ActionGenerator() << endl << "ok" <<endl;
    return 0;
}

Veja funcionando no ideone. E no repl.it. Também coloquei no GitHub para referência futura.

Tem outras maneira de tratar isto mas acho que para o exemplo simples que você deu não tem porque fazer nada mais complexo que isto.

Note que eu simplifiquei o loop também. Não havia razão para existir aquele controle neste caso.

1
  • c.clear(); cin.ignore(); resolveu, show de bola obrigado! – user17270 25/11/14 às 22:10
0
int ActionGenerator() {

    int opcao;
    char *CleanBuffer;


    do{
        cout << "\nSELECIONE UMA ACTION: " << endl;
        cout << "[1 = ActionX]\n[2 = ActionZ]" << endl;
        scanf("%d", &opcao);
        scanf("%c", &CleanBuffer);

        if (opcao = 1) {
            return opcao;


        }else if(opcao = 2){

            return opcao;

        }

        else {
            cout << "\nACTION INVALIDA !" << endl;
        }

    }while(opcao != 3)


    return 0;
}
1
  • Você pode fazer do jeito que você quiser mas eu não faria desta forma. Primeiro porque usa um recursos que não é mais recomendado pelo C++ e segundo porque ele valida o dado o suficiente. Erros do usuário passarão batido. – Maniero 5/12/14 às 17:46
-1

O comando cin>> não trata entradas inválidas. Action é um inteiro, se alguém digitar uma string, gera um exceção não tratada, que acaba gerando o loop infinito. Você tem que gerar um código para tratar essa exceção. Você tem que capturar uma entrada do tipo array de caracteres (char[]), convertê-la para números, com tratamento de exceção para entradas inválidas, tipo:

if ( char[0] != '1' )
    ThrowException(); //Seu método para tratar e exceção
else
    number += 1 * (decimalPlace ); // primeira casa decimal neste caso.

Observação: verify = false depois de return Action nunca vai ser executado.

1
  • Notadamente o trecho de código descrito não é funcional. Mas serve para dar uma idéia do que pode ser feito. De fato, para a questão em contexto é um tanto complexa, mas é um ótimo exercício para principiantes. – Paulo 26/11/14 às 16:41

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies