0

Hospedei o código completo no PASTEBIN: https://pastebin.com/feKaxAiz. Se trata de uma matriz onde se é possível realizar a SOMA ou MÉDIA dos elementos acima da DIAGONAL PRINCIPAL. É um tanto quanto extenso, mas o primeiro problema se encontra no MAIN, no scanf de "OP", que referencia a operação que o usuário deseja realizar. Fiz a leitura com %c e ele simplesmente ignora o scanf, encerrando o programa, porém, se utilizo %s, ele permite a leitura de OP e o programa funciona normalmente.

int main(){
int l, c;
int matriz[MAXL][MAXC];

numLC(&l, &c);
leMatriz(matriz, l, c);
printMatriz(matriz, l, c);

int soma = 0, media, cont = 0;
char OP;

printf("\nescolha uma operacao p/ ser feita com os elementos acima da DIAGONAL PRINCIPAL.\nS = soma | M = media: ");
scanf("%c", &OP);

somaUpDP(matriz, l, c, &soma, &cont);
//printf("\nsoma teste = %d", soma);
//printf("\nnum elementos teste = %d", cont);
operacao(OP, soma, cont);
return 0;

Gostaria de uma explicação p/ isso. Além do mais, gostaria de saber como funciona o INCREMENTO em um ponteiro. Na função somaUpDP (que realiza a soma dos elementos acima da diagonal principal), utilizo o ponteiro *cont para armazenar o tanto de elementos acima da D.P e assim poder realizar a média.

void somaUpDP(int matriz[][MAXC], int l, int c, int *soma, int *cont){ //realiza a soma dos elementos ACIMA da DIAGONAL PRINCIPAL.
for(int i = 0; i < l; i++){
    for(int j = 0; j < c; j++){
        if(j > i){
            *soma+=matriz[i][j]; //soma os elementos acima da D.P.
            *cont = *cont + 1; //pega o tanto de elementos acima da D.P (necessário p/ média).
            //*cont++ não funciona (?).
        }
    }
}

Tentei fazer a contagem utilizando o operador ++ de incremento na forma *cont++, porém não deu certo.

0

Vejamos...

São problemas conceituais apenas. O primeiro deles é mais "chatinho": entender a razão que levou a existir o problema em si requer entender bem como funciona o scanf. Já o segundo, basta mais atenção que você consegue enxergar tranqüilamente!


1 - SCANF

O problema relacionado ao scanf é comum. Isso se deve ao ENTER que você pressiona em algum momento prévio (função leMatriz(...)): ele se traduz no caractere \n. Como variáveis char lêem somente um caractere, o pulo de linha fica no buffer. Na leitura seguinte, ele é automaticamente capturado na variável usada pelo scanf.

Uma forma simples de contornar isso é usar sempre:

scanf("%c\n", &meuChar);

Não é a solução mais elegante e não vai funcionar para todas as situações. A melhor forma é usando a função fgets ao invés da função scanf. O @pmg escreveu uma resposta elegante com um belo exemplo. Recomendo a leitura.


2 - INCREMENTO DE PONTEIROS

Existem prioridades entre operadores. Por exemplo: * e / (multiplicação e divisão) possuem prioridade sobre + e - (soma e subtração).

Em C, ++ tem prioridade em relação ao * (deferência de ponteiro). Então, se você fizer:

*meuPonteiro++;

O que ocorre de fato é um incremento do valor dentro do ponteiro. Este valor é o endereço de memória. Assim, você incrementa um neste endereço. Em seguida, ocorre a deferência.

Portanto, "você" não está exatamente lendo o que pensa que está lendo já que acabou mudando o endereço armazenado pelo ponteiro. O modo correto de fazer é:

(*meuPonteiro)++;

Assim você incrementa o conteúdo no endereço armazenado pelo ponteiro. Os parêntesis são essenciais para definir prioridades.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.