4

Em alguns casos, é interessante criar uma referência de chave estrangeira condicional, ou seja, que não permite referenciar todas os registro de outra tabela, mas apenas aqueles que assumem uma condição.

Por exemplo: Se você possui uma tabela pessoas que armazena tanto clientes como fornecedores (aceita "C" ou "F" na coluna "tipo_pessoa"). Imagine uma tabela de vendas só poderia referenciar pessoas que são clientes, mas não fornecedores. Qual a melhor maneira de criar essa restrição?

Uma possível maneira (não sei se a melhor) seria criar uma coluna adicional e uma referência composta, como no exemplo abaixo:

CREATE TABLE posts(
  id INTEGER PRIMARY KEY,
  title VARCHAR(255) NOT NULL,
  accepts_comments BOOLEAN NOT NULL,
  UNIQUE (id, accepts_comments)
);

CREATE TABLE comments(
  id INTEGER PRIMARY KEY,
  post_id INTEGER NOT NULL,
  text VARCHAR(255) NOT NULL,
  accepts_comments BOOLEAN NOT NULL DEFAULT (true) CHECK (accepts_comments = true),
  FOREIGN KEY (post_id, accepts_comments) REFERENCES posts (id, accepts_comments)
);

INSERT INTO posts (id, title, accepts_comments) VALUES (1, 'aceita', true);
INSERT INTO posts (id, title, accepts_comments) VALUES (2, 'não aceita', false);


-- a parte interessante

-- ok
INSERT INTO comments (id, post_id, text)
VALUES (1, 1, 'aceita');

-- erro de chave estrangeira violada
INSERT INTO comments (id, post_id, text)
VALUES (2, 2, 'não aceita');

-- erro da constraint check
INSERT INTO comments (id, post_id, text, accepts_comments)
VALUES (3, 2, 'não aceita valor diferente', false);

O objetivo é impedir comentários em posts marcados para não permiti-los.

Esse é o jeito certo de fazer isso, ou há uma maneira mais elegante?

4

Isto aqui:

UNIQUE (id, accepts_comments)

Não se faz necessário. Já existe a verificação da chave primária (que já garante que o registro é único).

Isto aqui:

accepts_comments BOOLEAN NOT NULL DEFAULT (true) CHECK (accepts_comments = true)

Também não faz muito sentido, visto que a tabela só vai aceitar accepts_comments com o valor true, e não com qualquer outro, o que deveria ser o caso pra fazer sentido de essa coluna existir.

Entendo que a intenção foi aproveitar a chave estrangeira:

FOREIGN KEY (post_id, accepts_comments) REFERENCES posts (id, accepts_comments)

Mas não é a maneira correta de fazer. A informação accepts_comments só precisa existir em posts. Você está criando uma redundância de dados apenas pra usar a funcionalidade do impedimento da inserção pela chave estrangeira que, a meu ver, é uma gambiarra.

A maneira correta é:

1. Impeça inserção direta na tabela

DENY INSERT ON dbo.comments TO PUBLIC

2. Crie uma Stored Procedure que realize essa inserção, conferindo se o post aceita comentários

Create PROCEDURE dbo.InsertComment
 @PostID INT,
 @Text VARCHAR(255)
AS
BEGIN

 INSERT INTO comments (post_id, text)
 SELECT p.id, @Text
 FROM posts p
 WHERE p.id = PostID
 AND accepts_comments = true

END
GO

3. Dê GRANT apenas para a Stored Procedure

GRANT EXECUTE ON dbo.InsertComment TO PUBLIC

Estou supondo que seu schema irá ficar assim:

CREATE TABLE posts(
  id INTEGER PRIMARY KEY IDENTITY,
  title VARCHAR(255) NOT NULL,
  accepts_comments BOOLEAN NOT NULL
);

CREATE TABLE comments(
  id INTEGER PRIMARY KEY IDENTITY,
  post_id INTEGER NOT NULL,
  text VARCHAR(255) NOT NULL,
  accepts_comments BOOLEAN NOT NULL DEFAULT (true),
  FOREIGN KEY (post_id) REFERENCES posts (id)
);
  • E se utilizar uma procedure para inserção não for viável? Se eu utilizar um ORM, por exemplo. Gostaria de ter acesso direto à tabela, mas com a restrição funcionando de alguma maneira. Porém entendo que sua proposta é viável se eu escrever todo o SQL na unha. – user18284 24/11/14 às 10:11
  • Aí você levanta uma trigger de inserção que faça a mesma verificação que a procedure faz. Precisa do código? – Cigano Morrison Mendez 24/11/14 às 17:46
0

Uma outra forma neste caso seria uma TRIGGER de validação verificando se na condição requerida a coluna atende a regra em questão. Eu todavia reveria o modelo pois pode se tratar de um problema de modelagem.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.