0

Pergunta rápida: como recuperar a instância de um objeto criada em um arquivo diferente em uma aplicação PHP?

Pergunta completa: Eu estou criando um projeto para estudos em PHP onde eu tenho o arquivo conn.php que contém a instância PDO para a conexão com o banco de dados. Um outro arquivo chamado functions.php contém a função getAllUsers() que deve realizar a consulta no banco e retornar os resultados.

Usando apenas o require('conn/conn.php') não recuperaria a instância do objeto criado no arquivo? Se não, como poderia conseguir isso?

Agradeço desde já toda a atenção!

O código dos arquivos conn.php e functions.php seguem abaixo:

conn.php

<?php

/*
** Arquivo de conexão com o banco de dados
** Quaisquer alterão irá impactar na aplicação inteira
*/

require('config.php');

// Função de conexão com o banco de dados
function databaseStartConnection() {

    $dsn = DBBRAND . ":dbname=" . DBNAME . ";host=" . DBHOST;

    // Tente se conectar ao banco com as crendenciais fornecidas
    try {
        $pdo = new PDO($dsn, DBUSER, DBPASS);

    } catch (PDOException $e) {

        // Em caso de erro, exiba a mensagem e encerre a aplicação
        echo "<p><b>Erro de conexão com o banco de dados: </b>" . $e->getMessage() . "</p><br>";
        die();
    }   
}

functions.php

<?php

/* 
** Realiza consulta teste
** Modificar este arquivo para a consulta real
*/

require('conn/conn.php');

// Inicia conexão com o banco de dados
databaseStartConnection();

// Recupera do banco todos os usuários
function getAllUsers($pdo = $this->$pdo) { // Recuperar o objeto criado no arquivo conn.php

    // Consulta vai aqui

}

// Fecha conexão com o banco de dados
databaseCloseConnection();
  • 3
    OO em PHP raramente é coisa boa. PHP quase sempre é usado em situações onde não há preservação de estado, e OO está ligada diretamente a manutenção de estado. Tem como fazer serialização e deserialização de objetos, mas geralmente é pior ainda. De qq forma, no seu exemplo dado, não tem razão nenhuma para usar nadinha de OO. Mesmo que infelizmente algo te obrigue a usar PDO, reconectar a cada script é o que se faz normalmente. E o fato de usar sintaxe de OO não impede de pensar proceduralmente. – Bacco 31/08 às 18:30
  • Entendi. Mas de qualquer forma eu gostaria de manter as minhas funções de consulta no banco dentro do arquivo functions.php e a minha conexão dentro do conn.php. Eu não consigo pensar neste momento uma outra forma viável para fazer isso. Fazer tudo dentro do mesmo arquivo ficaria muito desorganizado. – Edinaldo Ribeiro 31/08 às 18:35
  • Sim, é conveniente manter assim, mas perceba que isso não tem nada a ver com precisar da primeira instância criada. O fato de usar um "new" não significa que vc deva se apegar àquela instância. Cada vez que algo incluir aquele script, será criada uma instância e descartada ao final. – Bacco 31/08 às 18:37
  • Certo, dentro da minha função getAllUsers() eu não precisaria ter estabelecido a conexão com o meu banco, com as credenciais passadas dentro do meu arquivo conn.php? Ou eu precisaria criar uma nova conexão para cada função que eu criar? Acho que assim não ficaria muito prático. – Edinaldo Ribeiro 31/08 às 18:41
  • 1
    Muita calma nessa hora kkkk. Perceba que nao estamos falando mais nada de OO. O normal em PHP quando usado em scripts rápidos (paginas web) é você abrir a conexao 1 vez só no começo do script, guardar numa variável, e usar durante a vida do script. Se vai ser no próprio script ou se vai incluir no começo, é questão de organização de código. Normalmente se faz um require_once no começo pra isso. Novamente, isso independe do paradigma que vá usar. Seja um $var = new PDO(...); ou $var = mysqli_connect(...); a idéia é a mesma, fazer 1x no começo e usar a variável durante o script. – Bacco 31/08 às 18:45
0

Consegui resolver criando um return dentro da minha função databaseStartConnection() e recuperando seu valor dentro da mo meu arquivo functions.php, conforme pode ser visto no código a seguir.

Função databaseStartConnection() dentro do arquivo conn.php

function databaseStartConnection() {

    $dsn = DBBRAND . ":dbname=" . DBNAME . ";host=" . DBHOST;
    $dbUser = DBUSER;
    $dbPass = DBPASS;

    // Tente se conectar ao banco com as crendenciais fornecidas
    try {
        $conn = new PDO($dsn, $dbUser, $dbPass);
        return $conn;

    } catch (PDOException $e) {

        // Em caso de erro, exiba a mensagem e encerre a aplicação
        echo "<p><b>Erro de conexão com o banco de dados: </b>" . $e->getMessage() . "</p><br>";
        die();
    }   
}

Função getAllUsers() dentro do arquivo functions.php recebendo $conn como parâmetro

$conn = databaseStartConnection();

// Recupera do banco todos os usuários
function getAllUsers($conn) { 

    if(isset($conn)) {
        $v = "TRUE";
    } else {
        $v = "FALSE";
    }

    return $v;
}

echo getAllUsers($conn);

Resposta no navegador

TRUE

  • 2
    Só de curiosidade, lembre-se que não precisa estar numa function o código da conexão, aí a variável estará disponível no escopo principal. Adicionalmente, o PHP tem como forçar uso de variávels globais dentro de funções, mas sinceramente recomendo evitar, raramente é a solução correta. Não vou dizer que nunca pode usar (até pq se for purista a esse ponto, já nem devia usar PHP) mas é um hábito que geralmente acaba gerando dor de cabeça,principalmente quando o projeto aumenta. – Bacco 31/08 às 20:18

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.