2

É possível acessar o endereço, literalmente, de alguma função e C e também guardar em alguma variável do main(), etc.?

int f1()
{

}; 

int main()
{ 
    int *ponteiro; 
    ponteiro = &f1; 
    printf("%d\n", ponteiro); return 0; 
}
  • Tem o exemplo do código? – Virgilio Novic 10/08 às 23:00
  • Não tenho, mas supondo: int f1(){}; int main(){ int *ponteiro; ponteiro = &f1; printf("%d\n", ponteiro); return 0; } O objetivo seria pegar o endereço da função f1, só que não deu certo. Queria saber se isso é possível. – Sklurm 10/08 às 23:12
  • Talvez isso possa te ajudar: pt.stackoverflow.com/questions/2983/… – G. Bittencourt 10/08 às 23:13
4

Toda função é um ponteiro implícito, portanto o seu nome já é o seu endereço, basta imprimir o seu conteúdo como um ponteiro (%p) que é o endereço.

Ao contrário dos que as pessoas imaginam esses nomes todos chamados identificadores ou símbolos não são coisas soltas, isto é um padrão de projeto comum que determina que esses nomes são maneiras simples e legíveis de acessar um endereço de memória, por isso podemos dizer que elas são sempre variáveis (embora tecnicamente algumas delas sejam imutáveis). O nome de uma função nada mais é que uma variável imutável que guarda o endereço da memória onde está o código desta função.

Não precisa fazer essa confusão toda:

#include <stdio.h>

int f1() {}

int main(void) {
    printf("%p, %p, %p, %p", main, printf, scanf, f1);
}

Veja funcionando no ideone. E no repl.it. Também coloquei no GitHub para referência futura.

Quando você usa parenteses, com ou sem argumentos, neste nome está dizendo para o compilador que deseja chamar a função e ele coloca uma instrução de call no executável, mas se não usar os parênteses esse nome é usado como um valor como outro qualquer e pode ser um ponteiro, no caso para um código de uma função.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.