5

Estou fazendo uma aplicação na qual preciso enviar via serial para um hardware externo um array de caracteres (declarados como unsigned char) que contém comandos e tempos.

Com os comandos não tenho nenhum problema, haja visto que cada comando corresponde a um unsigned char ('A','B', etc.). O problema está com o tempo.

O tempo está armazenado em uma variável unsigned short int que eu acesso byte a byte através de um vetor t de unsigned char, utilizando o seguinte union:

union tempos {
    unsigned short int tempo; //16 bits ou 2 bytes
    unsigned char t[2]; //8 bits ou 1 byte [cada posição]
}temp;

Sendo assim, um exemplo da estrutura do array de unsigned char que eu devo mandar é o seguinte:

[cabeçalho] [comando1] [comando2] [byte1 do tempo1 (temp.t[0])] [byte2 do tempo1 (temp.t[1])] [comando 3] 

O problema é quando um dos bytes de tempo é igual a 0, já que 0 corresponde a NULL na tabela ASCII e NULL é o caractere que marca o fim de um vetor de char. Então quando essa condição ocorre meu array não termina de ser formado (por haver um NULL) e consequentemente não é transferido corretamente via serial.


Editado (acrescentado um comentário importante ao corpo da pergunta):

WriteFile(hComm,Buffer,strlen(Buffer),&bytesEscritos,NULL);

O código do envio é esse. hComm é a variável de configurações da serial, Buffer o array de unsigned char que eu quero enviar, o terceiro parâmetro é o tamanho do array, o quarto é o número de bytes escritos e o último é uma configuração de overlapping. O problema é que Buffer não possui o valor que deveria devido ao NULL correspondente à 0. Por exemplo, ao invés de ter #ABTTCD@, onde A, B, C e D são comandos e T cada um dos bytes de tempo, Buffer vale #ABT ou #AB dependendo de qual dos bytes de tempo vale 0.

  • 1
    Você não pode configurar para transferir o struct inteiro pelo tamanho sizeof(SeuStruct) ao invés de transferir até o limitador NULL? Se der, posta o código do trecho que você faz a transferência serial, para a gente ver o que você está utilizando e tal. – Lucas Lima 12/11/14 às 0:37
  • Eu não transfiro até o limitador NULL, eu tenho uma variável (chamada Buffer) que armazena o que eu vou enviar pela serial. A colocação indesejada do NULL impede que essa variável Buffer seja formada até o final. É algo como se o "[comando3]" citado na pergunta não fosse incluído devido a presença do NULL. – Thiago Cavali 12/11/14 às 0:43
  • Que chamada de função de qual biblioteca você está usando para enviar os bytes? Quais são os seus parâmetros? – Victor Stafusa 12/11/14 às 1:41
  • 3
    WriteFile(hComm,Buffer,strlen(Buffer),&bytesEscritos,NULL); O código do envio é esse. hComm é a variável de configurações da serial, Buffer o array de unsigned char que eu quero enviar, o terceiro parâmetro é o tamanho do array, o quarto é o número de bytes escritos e o último é uma configuração de overlapping. O problema é que Buffer não possui o valor que deveria devido ao NULL correspondente à 0. Por exemplo, ao invés de ter #ABTTCD@, onde A,B,C e D são comandos e T cada um dos bytes de tempo, Buffer vale #ABT ou #AB dependendo de qual dos bytes de tempo vale 0. – Thiago Cavali 12/11/14 às 1:50
  • Há a possibilidade de fazer uma verificação antes de executar o código de envio e, caso algum parâmetro seja null, substituir o seu valor por um válido? – AndersonBS 12/11/14 às 1:57
1

O seu problema está na instrução que você está usando:

WriteFile(hComm,Buffer,strlen(Buffer),&bytesEscritos,NULL);

Observe que o strlen vai retornar o tamanho até o primeiro byte com valor zero e é aí que está o seu problema. Não utilize strlen para fazer isso! Você precisa usar uma outra forma para medir o tamanho do que você quer enviar, algo que consiga aceitar valores 0 dentro do seu Buffer.

A forma para medir o tamanho provavelmente consistirá na soma do tamanho de cada um dos termos, aonde um termo pode ser um cabeçalho, um comando ou um elemento do union. Me parece que o cabeçalho e o comando tem sempre o tamanho 1 (sizeof(unsigned char)) e o union sempre tem o tamanho 2 (sizeof(temp)). Basta somar tudo.

Obviamente, se o que você envia neste ponto sempre está no formato #ABTTCD@, aonde A, B, C, D e cada um dos T tem exatamente um byte, me parece trivial definir que o valor do terceiro parâmetro deveria ser sempre 8.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.