4

No termino da execução de uma função suas variáveis locais são "destruídas", correto? Os espaços na memória possuem valores quaisquer, em C podemos notar ao mandar imprimir uma variável que não inicializamos, será mostrado um valor que não foi atribuído pelo programador, pois o mesmo já estava alocado naquele espaço.

Se ao declararmos uma variável que por acaso foi atribuído a ela o espaço que pertencia à variável local "destruída" e não inicializarmos a mesma com nenhum valor, ao mandarmos imprimir essa variável o valor que irá apresentar será o valor da variável local que foi "destruída"?

Quando falo em "destruir" a variável local estou me referindo a liberar o espaço na memória onde ela residia e apagar o conteúdo, ou somente liberar o espaço deixando o conteúdo a ser sobreposto por outro que por ventura venha a utilizar aquele espaço.

  • 3
    Não ocorre "destruição", o espaço de memória simplesmente se torna disponível para novas alocações. Se ocorrer uma nova alocação e não for atribuído um valor inicial será utilizado o lixo de memória existente. – anonimo 1/08 às 13:36
  • O lixo seŕa o conteudo da variavel que ocupava aquele local da memoria? – Fabricio Paiva 1/08 às 13:40
  • O que existia gravado na posição de memória alocada que pode não coincidir com a alocação de uma variável anteriormente alocada naquela região. – anonimo 1/08 às 13:57
8

Obviamente depende da linguagem e até da implementação dela se a especificação da linguagem deixar isso livro. Em geral variáveis locais são alocadas no stack e ao final do escopo de uso dela (pode não ser a função, pode ser um escopo menor) o espaço fica livre para uso por outras variáveis, em geral uma nova chamada a uma função. Não há um apagamento do valor ali, até onde sei em nenhuma tecnologia a não ser que de alguma forma um objeto seja criado pensando nisso.

Algumas linguagens podem usar o heap até para variáveis locais, ou mesmo outro mecanismo. Geralmente neste caso precisa ter um mecanismo de liberação automática da variável porque a variável não deveria segurar um objeto mais que o seu tempo de vida. Novamente liberação não significa apagar o dado.

Note que uma variável não costuma ser destruída porque este é um conceito do seu código, as variáveis não existem em tempo de execução, existem objetos que estão em posições de memória que no seu código você referenciou através de um identificador que chamamos de variável.

Em C o comportamento é realmente uma variável declarada e não inicializada pegar o valor que estava lá, não necessariamente de uma variável anterior, simplesmente o valor existente será usado toda vez que referenciar a variável sem uma nova atribuição explícita. Fora C++ praticamente nenhuma outra linguagem age assim, em geral a especificação determina que o valor mesmo não inicializado explicitamente tenha seu valor zerado pelo compilador. Ou pode proibir um código compilar se não houver a inicialização explícita. C é considerado o Assembly portável e não tem esse tipo de preocupação.

Pode ver mais sobre consumo de memória das variáveis em Como ver o quanto de memória ocupa tal variável no C++? E como se utiliza o define?.

  • "Em C o comportamento é realmente uma variável declarada e não inicializada pegar o valor que estava lá", isso me fez lembrar um teste ainda na faculdade, e isso realmente acontecia, achei bizarro na época :) – Ricardo Pontual 2/08 às 13:54

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.