9

<!DOCTYPE html>
<html lang="en">
<head>
    <meta charset="UTF-8">
    <meta name="viewport" content="width=device-width, initial-scale=1.0">
    <meta http-equiv="X-UA-Compatible" content="ie=edge">
    <title>Document</title>
    <style>
    
      #myP {
        background-color: yellow;
        padding: 20px;
        font-size: 30px;
      }

    </style>
</head>
<body>

<h2>Fullscreen with JavaScript</h2>
<p>Click on the button to open this page in fullscreen mode.</p>
<button onclick="openFullscreen()">Go Fullscreen Mode</button>
<button onclick="">Close Fullscreen</button>
<p><strong>Tip:</strong> Press the "Esc" key to exit full screen.</p>
<p id="myP">I will display the event that was fired!</p>

<script>

var elem = window.document.documentElement;

function openFullscreen() {
  if (elem.requestFullscreen)
  {
    elem.requestFullscreen();
  }
}

</script>

</body>
</html>

Esse código eu peguei do W3Schools para poder estudar, mas nesta parte:

if (elem.requestFullscreen)

Está dizendo o que? Ele não está usando nenhum operador lógico ou de comparação seria tipo, se HTML estiver em tela cheia, execute esse bloco?

16

Ao contrário do que as pessoas acreditam o if apenas decide fazer algo se ele tiver um valor verdeiro, ou faz nada ou cai no else se ele tem um valor falso. Essa coisa de ter uma condição no if é uma invenção da cabeça das pessoas, ele só desvia o fluxo de execução condicionalmente de acordo com um valor, e este valor deve ser booleano, nada mais que isso. Por acaso a maioria das vezes as pessoas colocam ali uma expressão que dá como resultado um booleano, mas isso é uma coincidência. Você poderia fazer isso:

if (true) console.log("ok");

E este bloco seria sempre executado porque sempre é verdadeiro, claro não faz sentido porque é um condicional que já se sabe o resultado.

Você pode fazer um código assim:

var variavel = true;
if (variavel) console.log("ok");

Agora faz mais sentido porque tem uma variável que vale um booleano, mas ainda não faz tanto sentido assim porque você sabe o valor dessa variável, faria mais sentido se for uma variável que você não tem tanto controle. É o caso da variável elem.requestFullscreen. Ele certamente vale true ou false e você não sabe o que é, então pode entrar no if ou não.

Outra forma que as pessoas não entendem seria algo assim:

var entrada = prompt("digita a");
var variavel = entrada == "a";
if (variavel) console.log("ok");

Coloquei no GitHub para referência futura.

Percebeu que agora você não tem o controle se vai executar o bloco do if ou não? E eu usei uma variável para estabelecer a condição, eu não fiz no if. Não faz muito sentido ter essa variável, apenas fiz assim para demonstrar que a condição não pertence ao if, você pode fazer ela em qualquer lugar que espere uma expressão e de preferência em algum lugar que espere um resultado booleano já que o operador == de comparação, assim como os outros operadores de comparação, sempre resultam em um booleano (true ou false). Os operadores relacionais também resultam em um booleano, e algumas funções também, e algumas propriedades de objetos guardam booleanos.

Em resumo o if espera um booleano e a variável que você usou é um booleano "por tabela" (explico mais abaixo), e ali a decisão é tomada se é executado ou não. Então no seu exemplo se a pro propriedade requestFullscreen está verdadeira, ou seja, entendo eu que ela indica que é permitido requisitar ficar em tela cheia (mesmo que implicitamente), ele chama o método que faz ficar tela cheia.

Neste caso específico requestFullscreen é uma função, se ela existir ela assume o valor true onde se espera um booleano (JavaScript tem tipagem fraca, isso é uma maldição porque acontece um monte de coisa esquisita, mas dá essa flexibilidade), e se a função não existir ela assume false, por isso não entraria no if, afinal se a função não existe não deve executá-la. Isso chama-se melhoria progressiva.

Então neste caso se o navegador tem a capacidade de executara função para colocar em tela cheia ela será executada, caso contrário nada será feito. Se não usar o if acontecerá um erro.

10

Esse if simplesmente verifica se a função elem.requestFullscreen existe, ou seja, se o navegador suporta tela cheia. Funções em JS são objetos, e objetos são convertidos para true em contextos que requerem valores booleanos, como o seu if.

Você encontra mais detalhes sobre isso na resposta do Maniero e numa resposta minha sobre o mesmo assunto. Um ponto relevante no seu caso específico é que elem precisa existir e ser um objeto (ou conversível em objeto), caso contrário há risco de erro em tempo de execução. Se houver chance de elem ser null, seria mais seguro verificar isso antes, assim:

if (elem && elem.requestFullScreen) { ...

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.