1

Tenho uma classe, exemplo:

class Animal {
  constructor(raca) {
    this._raca = raca;
  }

  get raca() {
    return this._raca;
  }

  printRaca = function() {
    console.log(this._raca);
  }
}

E aí eu estendo ela desta forma:

class Cachorro extends Animal {
	
}

Reparem que eu não chamei o construtor, nem o super(). Entretanto, se eu instanciar a classe Cachorro ela funciona da mesma forma que a classe Animal, e eu posso pegar o this._raca mesmo sem ter chamado o constructor(raca) { super(raca) } e utilizá-lo normalmente, vejam:

class Animal {
  constructor(raca) {
    this._raca = raca;
  }

  get raca() {
    return this._raca;
  }

  printRaca = function() {
    console.log(this._raca);
  }
}

class Cachorro extends Animal {
	
}

var dog = new Cachorro('poodle');
console.log(dog.raca); //'poodle'
dog.printRaca(); // 'poodle'

Qual a necessidade então de chamar o construtor e o super()? Existe alguma consequência em não chamá-los?

7

Toda classe tem um construtor padrão criado que você nem vê, se não tivesse não poderia instanciar a classe. Em classes que são derivadas de outras esse construtor faz a chamada para o construtor da classe base mesmo sem você ver que tem lá. Só é necessário fazer isto se você precisa de um construtor que faça algo mais específico. Neste caso é necessário porque precisa inicializar o construtor da base com um argumento, a classe derivada não tem como adivinhar isso. Porém o JS tenta adivinhar e ele pode acertar. Neste caso a linguagem tanta facilitar sua vida, correndo o risco de fazer algo errado, e cria um construtor para você que recebe os mesmos argumentos que tem que passar para o construtor base.

A maioria dos códigos fazem muito mais do que é visível. Por alguma razão, especialmente programadores JavaScript acreditam que quanto menos código se vê menos está fazendo e mais rápido é, quando é o oposto, "sempre" tem algo escondido sendo executado.

Se você criar um construtor seu e não chamar o super() de forma adequada não vai construir o objeto de um jeito que possa ser usado adequadamente ou vai até gerar um erro. Por isso precisa entender Para que serve um construtor?. Veja que, ao contrário da premissa da pergunta, assim não funciona:

class Animal {
    constructor(raca) {
        this._raca = raca;
    }
    get raca() {
        return this._raca;
    }
}

class Cachorro extends Animal {}

var x = new Cachorro();
console.log(x.raca);

E assim funciona:

class Animal {
    constructor(raca) {
        this._raca = raca;
    }
    get raca() {
        return this._raca;
    }
}

class Cachorro extends Animal {
    constructor(raca) { super(raca) }
}

var x = new Cachorro("raça");
console.log(x.raca);

Coloquei no GitHub para referência futura.

Note que tem erro no código da pergunta e não funciona em todo navegador, então para todos efeitos para web ele é um código inválido e não deve ser usado.

Fiat 147 todo detonada andando pelas ruas

  • Obrigado pela resposta. – Máttheus Spoo 29/07 às 16:12
  • @Maniero, vou te incomodar um pouco... Não entendi porque tu diz que teus dois exemplos funcionam diferente, mas eles se comportam de maneira parecida quando a instanciação recebe os mesmos parâmetros. Exemplo. O primeiro retorna undefined porque raca é undefined no teu primeiro exemplo. Se você passar uma string no construtor do primeiro exemplo, funcionará como o segundo. – fernandosavio 30/07 às 18:23
  • @fernandosavio de fato faltou escrever sobre isso, o fato da pergunta dele ter um erro e não dar pra testar em qq situação acabou confundindo as coisas, complementei sobre isso. – Maniero 30/07 às 19:02

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.