1

Olá!

Estou iniciando com banco de dados MySQL, e gostaria de tirar umas dúvidas. Andei dando uma pesquisada mas mesmo assim não consegui sanar essas dúvidas. Seriam elas:

1- Observei que na criação da tabela tem uma ENGINE - InnoDB, para que serve isso?

2- Tem algum padrão a se seguir na criação do banco de dados e das suas tabelas no MySQL? Padrão esses como, setar o charset, colocar esse ENGINE nas tabelas, etc, para que futuramente não sofra/ocorra algum problema caso necessite realizar algo que não foi mudado no início da criação do banco de dados.

3- Em relação ao Backup e restauração. É um procedimento feito via programação de acordo com a linguagem que está se utilizando ou é feito na máquina do qual está localizado o servidor do MySQL?

4- Se possível tiver mais algumas dicas, opiniões para manter o banco de dados consistentes, estou aceitando :)

0

O que são Engines de Armazenamento?

Engines de armazenamento, ou mecanismos de armazenamento, são componentes MySql que controlam as operações SQL para diferentes tipos de tabela que armazenam e gerenciam informações em um Banco de Dados. InnoDB é o mecanismo de armazenamento comumente utilizado como mecanismo de propósito geral e a partir da versão MySQL 5.5, e posteriores, é o engine na falta.

Existem alguns mecanismos de armazenamento em MySql e eles são utilizados para diferentes propósitos:

InnoDB

Este é o mecanismo de armazenamento padrão para o MySQL 5.5 e superior. Ele fornece tabelas seguras a transações (compatíveis com ACID), suporta restrições de integridade referencial FOREIGN KEY. Ele suporta os recursos de confirmação, reversão e recuperação de falhas para proteger os dados. Ele também suporta bloqueio em nível de linha. É "leituras nonlocking consistentes" aumenta o desempenho quando usado em um ambiente multiusuário. Ele armazena dados em índices clusterizados que reduzem a E / S de consultas com base em chaves primárias.

MyISAM

São tabelas de pouco impacto na memória. O bloqueio no nível de tabela limita o desempenho em cargas de trabalho de leitura / gravação, por isso é frequentemente usado em cargas de trabalho somente leitura ou principalmente leitura em configurações de Web e armazenamento de dados. Cada tabela MyISAM é armazenada no disco em dois arquivos. Os arquivos têm nomes que começam com o nome da tabela e têm uma extensão para indicar o tipo de arquivo. O arquivo de dados tem uma extensão .MYD (MYData). O arquivo de índice possui uma extensão .MYI (MYIndex). A definição da tabela é armazenada no dicionário de dados do MySQL.

Memory

Armazena todos os dados na RAM, para acesso rápido em ambientes que exigem pesquisas rápidas de dados não críticos. Esse mecanismo era conhecido anteriormente como o mecanismo HEAP. Seus casos de uso estão diminuindo; O InnoDB com sua área de memória do buffer pool fornece uma maneira geral e durável de manter a maioria ou todos os dados na memória, e o NDBCLUSTER fornece pesquisas rápidas de valores-chave para enormes conjuntos de dados distribuídos.

CSV

Suas tabelas são realmente arquivos de texto com valores separados por vírgulas. As tabelas CSV permitem importar ou descarregar dados no formato CSV para trocar dados com scripts e aplicativos que lêem e escrevem no mesmo formato. Como as tabelas CSV não são indexadas, você normalmente mantém os dados em tabelas InnoDB durante a operação normal e só usa tabelas CSV durante o estágio de importação ou exportação.

Archive

Essas tabelas compactas e não indexadas destinam-se a armazenar e recuperar grandes quantidades de informações históricas, arquivadas ou de auditoria de segurança raramente referenciadas. O mecanismo ARCHIVE suporta INSERT, REPLACE e SELECT, mas não DELETE ou UPDATE. Ele suporta operações ORDER BY, colunas BLOB e tipos de dados espaciais. Sistemas de referência espacial geográfica não são suportados. O mecanismo ARCHIVE usa o bloqueio em nível de linha.

Blackhole

O mecanismo de armazenamento Blackhole aceita, mas não armazena dados, semelhante ao dispositivo Unix /dev/null. Consultas sempre retornam um conjunto vazio. Essas tabelas podem ser usadas em configurações de replicação nas quais as instruções DML são enviadas para servidores escravos, mas o servidor mestre não mantém sua própria cópia dos dados.

NDB

Também conhecido como NDBCLUSTER, esse é um mecanismo de banco de dados em cluster e é particularmente adequado para aplicativos que exigem o mais alto grau possível de tempo de atividade e disponibilidade. É uma versão de alta disponibilidade e alta redundância do mecanismo MySQL adaptado para o ambiente de computação distribuída. As séries recentes de versões do NDB Cluster usam a versão 8 do mecanismo de armazenamento NDB para permitir a execução de vários computadores com servidores MySQL e outros softwares em um cluster.

Merge

Permite que um DBA ou desenvolvedor MySQL agrupe logicamente uma série de tabelas MyISAM idênticas e as refira como um único objeto. Bom para ambientes VLDB, como data warehousing.

Federated

Oferece a capacidade de vincular servidores MySQL separados para criar um banco de dados lógico a partir de vários servidores físicos. Muito bom para ambientes distribuídos ou de repositórios.

Há ainda o tipo Example que é apenas um exemplo para desenvolvedores criarem os seus próprios mecanismos.


O que é Charset?

Charset é a codificação de caracteres.

ASCII foi o primeiro padrão de codificação de caracteres (também chamado de conjunto de caracteres). O ASCII definiu 128 caracteres alfanuméricos diferentes que podem ser usados na Internet: números (0-9), letras inglesas (A-Z) e alguns caracteres especiais como! $ + - () @ <>.

ISO-8859-1 era o conjunto de caracteres padrão para HTML 4. Esse conjunto de caracteres também suportava 256 códigos de caracteres diferentes.

ANSI (Windows-1252) foi o conjunto de caracteres original do Windows. ANSI é idêntico ao ISO-8859-1, exceto que o ANSI tem 32 caracteres extras.

Como o ANSI e o ISO-8859-1 eram tão limitados, o HTML 4 também suportava o UTF-8.

UTF-8 (Unicode) abrange quase todos os caracteres e símbolos do mundo.

Hoje codificação de caracteres padrão para HTML5 é UTF-8.


Backup

Quanto a terceira pergunta, o backup tanto pode ser feito na máquina ou via script De uma lida nessa pergunta Como fazer um dump de um banco de dados MySQL com PHP?.


Uma dica?

Mantenha a leitura sempre atualizada.

  • 1
    Show de bola, gostei bastante! Sanou todas as minhas dúvidas. – ijrdev 24/07 às 10:07
0

Olá, o ideal é separar as perguntas, pois para cada pergunta podem haver várias explicações.

Simplificando tudo, para sistemas simples, pode até esquecer o ENGINE, charset...

Vai direto criar as tabelas de acordo com as definições do servidor. Prefiro UTF-8 no Banco de Dados e nas páginas e códigos.

O backup há como fazer no shell usando o mysql-dump, no painel de controle do site, ou você ter um script que faça isto para você. A maioria dos servidores tem o backup no pacote. Exceto se você tem um servidor dedicado sem a contratação de um técnico.

Para consistência, configurando os campos de acordos com os dados, criando os relacionamentos, e prefiro não inserir imagens no banco, somente o "path" de localização, assim o banco fica menor e a função dele seria para dados e não para armazenamento. :P

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.