1

Esta pergunta já tem uma resposta aqui:

Eu vi que o ES6 tende a ser mais limpo, porém eu não consigo entender algumas coisas:

1. O que é exatamente esse reticências está fazendo, em teoria?

function getHiddenHTML(el) {
  return [...el.childNodes].reduce((txt, node) => {
     //results
});

Eu sei que seria algo assim no ES5, para funcionar, que me deixou mais confuso ainda, o que exatamente estas funções estão fazendo, gostaria de uma explicação teórica sobre isso, valeu:

function _toArray(arr) { return _arrayWithoutHoles(arr) || _iterableToArray(arr) || _nonIterableSpread(); }

function _nonIterableSpread() { throw new TypeError("Invalid attempt to spread non-iterable instance"); }

function _iterableToArray(iter) { if (Symbol.iterator in Object(iter) || Object.prototype.toString.call(iter) === "[object Arguments]") return Array.from(iter); }

function _arrayWithoutHoles(arr) { if (Array.isArray(arr)) { for (var i = 0, arr2 = new Array(arr.length); i < arr.length; i++) { arr2[i] = arr[i]; } return arr2; } }

function getHiddenHTML(el) {
      return _toArray(el.childNodes).reduce(function(txt, node){
         //results
    });

marcada como duplicata por Maniero javascript 21/07 às 17:04

Esta pergunta foi feita antes e já tem uma resposta. Se essas respostas não abordarem completamente sua pergunta, faça uma nova pergunta.

3

Isso é sintaxe spread e é uma maneira simples de converter algo iterável numa array. Quando se usa querySelectorAll por exemplo, retorna algo semelhante a um array mas que não é um array de verdade. Ou seja, é iterável no sentido em que se pode usar um loop for e tem o método forEach mas não tem outros métodos de array como o reduce.

Assim com esse sintaxe é possível "converter" numa array genuína e com todos os métodos que uma array tem.

A razão do polyfill ser tão complexo é porque há tipos diferentes de "iteráveis" e o que se pretende é converter numa array.

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.