2

Estou iniciando os estudos de Flutter. Para isso, estou usando como editor o . Considero opção usar uma IDE, porém para coisas rápidas e menores, usar o vim é mandatório para o como estou estudando.

O vim que eu recebo não vem com o destaque sintático para Dart. Como faço para ativá-lo?

Estou usando o vim no WSL (Ubuntu 18.04) e via Git Bash, se isso for relevante para a resposta

  • 1
    Com algum gerenciador de plugins, acredito que instalar o dart-lang/dart-vim-plugin seja bastante simples – Woss 15/07 às 18:23
  • 1
    @AndersonCarlosWoss, na verdade já fiz no WSL isso seguindo o que está aí descrito (inclusive, instalei usando o vim-plug depois de meia horinha vendo as diferenças entre os gerenciadores). Estou aqui repesquisando para instalar no Git Bash e adicionar conhecimento à comunidade. – Jefferson Quesado 15/07 às 18:25
  • 1
    Sempre usei o vim-plug e nunca tive problema :D – Woss 15/07 às 18:26
3

Como mencionado pelo @ACWoss, o primeiro passo é instalar um gerenciador de plugins do .

Por uma questão de simplicidade, pareceu-me mais fácil usar o vim-plug.

Segundo o guia do vim-plug, a primeira coisa a se fazer é deixá-lo auto-carregável pelo próprio vim. A priori, basta colocar o script .vim no diretório ~/.vim/autoload para fazer isso. O arquivo para isso já está pronto para isso: basta baixar o plug.vim do repositório. O único branch com desenvolvimento ativo no momento é o master, sendo os demais deveras antigo. Então, precisamos acessar, do usuário do GitHub junegunn, o respositório vim-plug, no branch master, e baixar o arquivo plug.vim dentro do diretório ~/.vim/autoload. O GitHub disponibiliza acesso aos arquivos estáticos dentro do domínio raw.githubusercontent.com, na seguinte formação da URL:

https://raw.githubusercontent.com/junegunn/vim-plug/master/plug.vim
\_______________________________/ \_____/  \______/ \____/ \______/ 
               |                     |          |     |        |
               |                     v          |     v        v
               |            Usuário do GitHub   v   Branch    Path
               v                           Repositório
     Domínio de arquivos estáticos

No README, o autor do gerenciador de plugins fala para fazer o download através do seguinte comando:

curl -fLo ~/.vim/autoload/plug.vim --create-dirs \
    https://raw.githubusercontent.com/junegunn/vim-plug/master/plug.vim

Mas, o que isso significa?

  • curl: comando usado para se conectar em alguma URL
  • -f: falha silenciosamente
  • -L: seguir os links de redirecionamento (http status 3xx)
  • -o <file>: direciona o conteúdo baixado para o arquivo <file>
  • --create-dirs: garante a existência dos diretórios necessários (como se fosse um mkdir -p ~/.vim/autoload) para salvar o output

Após fazer isso, basta colocar no arquivo de configuração (normalemnte o ~/.vimrc) um bloco de vim-plug. O bloco inicia com call plug#begin() e termina com call plug#end().

Dentro desse bloco, você pode especificar os plugins que deseja usando a seguinte sintaxe:

call plug#begin()

" comentário vem precedidos de aspas

Plug 'junegunn/vim-easy-align'
" |           |
"Comando   Usuário/repositório no github

Plug 'https://github.com/junegunn/vim-github-dashboard.git'
"        |
"      Também aceita qualquer repositório git com a URL completa,
"      o github é inferido na inexistência

call plug#end()

Tem mais algumas nuances para o vim-plug, mas o principal para o fim de adicionar o destaque sintático é isso

O plugin que eu desejo é o dart-lang/dart-vim-plugin. Então, só colocá-lo no ~/.vimrc:

call plug#begin()

Plug dart-lang/dart-vim-plugin

call plug#end()

Quando iniciar mais uma vez o vim, é necessário pedir para o vim-plug instalar o necessário, através do comando PlugInstall. E voi-là:

destaque sintático de dart no vim

Os mesmos passos funcionaram para o Git Bash e para o Ubuntu via WSL

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.