0

Tenho um método na qual um atributo pode não ser utilizado

Nesse caso se o valor passado não for vazio ele adiciona o parâmetro ao meu e-mail

public async Task<bool> SendEmail(string to, string subject, string body,string unsubscribeHeaderUrl = "")
{ 
    using (System.Net.Mail.MailMessage mail = new System.Net.Mail.MailMessage())
    {
        if (!String.IsNullOrEmpty(unsubscribeHeaderUrl)) mail.Headers.Add("List-Unsubscribe",unsubscribeHeaderUrl);
    }
}

Porém posso fazer isso utilizando o Overloading fazendo assim:

public async Task<bool> SendEmail(string to, string subject, string body,string unsubscribeHeaderUrl = "")
{ 
    using (System.Net.Mail.MailMessage mail = new System.Net.Mail.MailMessage())
    {
        mail.Headers.Add("List-Unsubscribe",unsubscribeHeaderUrl);
        //Restante do processo
    }
}

public async Task<bool> SendEmail(string to, string subject, string body)
{ 
    using (System.Net.Mail.MailMessage mail = new System.Net.Mail.MailMessage())
    {
        //Restante do processo
    }
}

Qual é a forma correta de se fazer? utilizar um if ou overloading

2

Depende, como sempre. na maioria dos casos o que for mais simples. Para este caso me parece que o primeiro caso é melhor porque é mais simples, eu prefiro sempre o mais simples, inclusive porque ele é naturalmente DRY que é o princípio mais importante da programação.

Se pensar em termos de performance não deve mudar muito e o segundo pode ser pior dependendo de como fizer, apesar de ter um branch e isso tem um custo maior é pequeno e só em casos de precisar extrema performance é que vale o esforço, mas o tempo que isto gastará no método MailMessage() é tão maior que não faz diferença ter isso a mais.

O primeiro só custará mais caro se você repetir o mesmo código nos dois métodos, o que pode violar o DRY e causar possível futuros problemas de manutenção. Uma solução para isto seria criar um método utilitário para chamá-lo e não repetir o código, mas aí a chamada custará mais caro que o branch do if, a não ser que ele seja privado e possa ser otimizado, mas o uso de using impede a otimização inline, então será muito mais caro, não compensa.

Só tem um detalhe o primeiro exemplo faz algo diferente do segundo, então se isso não foi um acidente nada disso vale e aí o segundo deveria ser seguido pelo simples fato dele fazer o que deve ser feito nos dois casos. Se foi um acidente, é um dos motivos para evitar fazer dois códigos separados, parece que está fazendo a mesma coisa e não estão, por isso eu valorizo muito o DRY, a questão é saber se o código é canônico ou não para decidir o que deve ser, por isso recomendo fortemente a leitura da outra pergunta linkada.

0

Sua dúvida diz respeito a padrões de projeto, ou seja a resposta vai depender deste requisito. Mas, Ambos os casos funcionam, mas utilizar o Overloading fica muito mais elegante, além de tornar de fácil compreensão.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.