8

Estou tentando entender como funciona a implementação de some() e every(), porém não entendi muito bem os dois algoritmos de implementação.

  • some():

    Array.prototype.mySome = function(callback, context) {
     for (var i = 0; i < this.length; i++) {
        if (callback.call(context, this[i], i, this))
            return true;
    }
    return false;
    };
    
  • every():

    Array.prototype.myEvery = function(callback, context) {
     for (var i = 0; i < this.length; i++) {
        if (!callback.call(context, this[i], i, this))
            return false;
     }
     return true;
     };
    

A minha dúvida é sobre como o if de ambas implementações funcionam:

if (!callback.call(context, this[i], i, this))

Não encontrei nada sobre isso na documentação. O que esse if retorna e por que ele retorna isso?

9

A forma que ele chama o método callback na implementação pode parecer meio estranha. Ele faz tudo isso pela maneira com que o JavaScript lida com o contexto (this). E ele faz isso para que o contexto seja mantido.

// [1]   [2]  [3]      [4]      [5][6]
callback.call(context, this[i], i, this)

Estudando o código

Vamos destrinchar:

1. Variável callback

Este callback é um predicado, ou seja, uma função que retorna verdadeiro ou falso. Por exemplo:

const isVegetarian = (food) => !food.containsMeat;
[🍔, 🥗, 🥓].filter(isVegetarian);
// resultado: [🥗]

Veja que no exemplo, isVegetarian é o predicado. Uma função que retorna verdadeiro para comidas veganas, ou falso para o contrário. O método Array.filter pede um predicado, que é a função que definirá o filtro.

Tanto Array.some quanto Array.every usam um predicado. Uma função que irá dizer se o item na lista corresponde a uma certa regra.

2. Método call

No JavaScript, existem três formas de chamar uma função:

  1. minhaFuncao(x, y, z), que é a mais comum
  2. minhaFuncao.call(this, x, y, z), que permite modificar o contexto (this)
  3. minhaFuncao.call(this, [x, y, z]), que permite modificar o context e passar argumentos como um Array

No exemplo dado, foi utilizado o Function.call.

3. Contexto

Esse argumento é o contexto em que a função será executada. É quem será retornado ao chamar this, dentro do predicado.

4. this[i]

Dentro do contexto dessa função, o this é a instância de Array, já que esse método é um método do Array. Ao chamar this[i], ele está definindo o primeiro argumento da função de predicado como o item do array. E isso é executado para todos os itens, ou até que se interrompa o loop.

5. i

Nessa implementação, o índice do loop é passado como segundo argumento da função de predicado. Veja:

const predicado = function (str, i) {
  console.log(i);
  return str.startsWith("a");
};

["avião", "ana", "alemanha"].every(predicado);

6. this

E como terceiro argumento da função de predicado, o próprio Array é passado. Veja:

const predicado = function (str, i, arr) {
  console.log(arr);
  return str.startsWith("a");
};

["avião", "ana", "alemanha"].every(predicado);

  • No ultimo exemplo não era para o predicado usar a constante letra ? – Isac 3/07 às 18:28
8

Some significa "algum", então irá retornar imediatamente caso algum item seja encontrado (true):

if (callback.call(context, this[i], i, this))
   return true;

Every significa "cada", "todos de uma lista", ou seja, se encontrar algum que não é o esperado, retorna imediatamente (false):

if (!callback.call(context, this[i], i, this))
   return false;

Resumindo, some para saber se existe algum item na lista que seja o esperado, e every para saber se todos os itens são o esperado.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.