6

Estou tentando fazer algo como:

a = {move1="oi", move2="oi2"}
for x=1, #a do
print(a.move..x)
end

Não sei explicar muito bem, mas o que estou tentando é isso:

print(a.move..x)

ficando print(a.move1) e no próximo print(a.move2), como posso fazer isso?

7

Vou colocar duas soluções para você.

A primeira é baseada em resposta que eu já lhe forneci. Preste muita atenção ao comentário do lhf, o criador da linguagem.

function table.map_length(t)
    local c = 0
    for k, v in pairs(t) do
         c = c + 1
    end
    return c
end

a =  { move1 = "oi", move2 = "oi2"}

for x=1, table.map_length(a) do
    print(a["move" .. x])
end

Para ajudar entender saiba que a tabela que você escreveu é a mesma coisa que escrever:

a =  { ["move1"] = "oi", ["move2"] = "oi2"}

A sintaxe de a.move1 é o mesmo que a["move1"]. Aí você consegue o que você quer.

A segunda é o jeito correto de fazer o que você quer.

a =  { move1 = "oi", move2 = "oi2"}

for k, v in pairs(a) do
    print(v)
end

Veja funcionando no ideone. E no Coding Ground. Também coloquei no GitHub para referência futura.


Uma observação importante: em todos os seus códigos você ignora a indentação em todas as linguagens que você está tentando. Isso dificulta a sua leitura e principalmente das outras pessoas. Pode parecer bobo, mas os melhores programadores do mundo têm dificuldade para ler códigos não indentados. Existe uma dificuldade cognitiva no jeito como você escreve. E não é só isto, espaçamentos em geral ajudam a leitura. Veja a diferença como eu escrevi.

  • Vou começar a me preocupar mais com isso. Quanto a resposta, está perfeita. – Gabriel Sales 2/11/14 às 5:27

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.