0

Estou trabalhando com uma base de dados grande e que tem algumas linhas com IDs em branco. E eu quero salvar somente as linhas sem ID em branco em um arquivo de Excel.

Considerando que os IDs estão na primeira coluna da minha matriz, eis o que estou fazendo:

k <- which(is.na(Dados[,1]))
if (length(k) > 0) Dados <- Dados[-k,]
library(XLConnect)
wb <- loadWorkbook("Pasta\\Nome.xls")
writeWorksheet(wb,data=Dados,sheet=1,header=TRUE)
saveWorkbook(wb)

Não sei por que, mas a planilha resultante ten todo o conteúdo da matriz Dados mais tantas linhas em branco quantos eram os IDs em branco.

Por exemplo, se a matriz Dados tinha 1000 linhas e 5 IDs em branco, eu fiquei com uma matriz com 995 linhas, mas a planilha resultante de Excel está ficando com as 995 linhas da matriz Dados mais 5 lihas em branco no final!

Considerando que eu preciso enviar uma planilha xls (não xlsx) sem linhas em branco, como posso resolver isso?

Desde já, muito obrigado.

  • A variável id é uma string, número...? Se você disponibilizar parte do banco de dados com dput(head(dados)) ajudaria a esclarecer. – neves 27/05 às 15:34
  • 1
    Se id == NA, então você pode filtrar seu data frame antes de salvar em Excel. pt.stackoverflow.com/questions/87730/… . Ou usar na.omit() – bbiasi 27/05 às 15:37
  • Isso se id == NA. Pode ser que id == "", por exemplo. Como o AP não especificou o que significa id em branco, não temos como adivinhar. – Marcus Nunes 27/05 às 16:59
  • Vamos lá: ID é uma coluna numérica, com algumas células em branco. As duas primeiras linhas do código que postei são a filtragem do data.frame. E o problema era muito mais esquisito, pois, como teste eu substituí o filtro das duas primeiras linhas por k <- which(Dados[,2]==5) e Dados <- Dados[k,] e o resultado foi uma planilha de Excel com as linhas que têm 5 na segunda coluna no topo e todas as outras linhas abaixo. – Marcelo 27/05 às 18:13
  • Mas a matriz Dados era formada a partir de comandos e operações sobre outras matrizes. Como teste, eu apliquei o is.na em um passo mais para trás e deu certo, o problema foi resolvido. De qualquer forma, muito obrigado pelas sugestões. – Marcelo 27/05 às 18:15
0

Você inicialmente deve limpar deu data frame para posteriormente poder exporta-lo. Há diferentes maneiras de fazer isto, aqui apresentarei 3.

  • Usando o pacote dplyr
library(dplyr)
nome_seu_dataframe <- nome_seu_dataframe %>%
  dplyr::filter(id != is.na(id))
  • Usando o pacote tidyr
library(tidyr)
nome_seu_dataframe <- nome_seu_dataframe %>%
  tidyr::drop_na(id)
  • Usando o pacote data.table
library(data.table)
nome_seu_dataframe <- data.table::data.table(nome_seu_dataframe )
nome_seu_dataframe <- nome_seu_dataframe [id != is.na(id)]

Ao aplicar o pacote data.table seu quadro passará a classe data.table. Se necessário retornar a data frame, realize:

nome_seu_dataframe <- as.data.frame(nome_seu_dataframe)
  • Usando função residente na.omit()
nome_seu_dataframe <- nome_seu_dataframe %>% 
  na.omit()

Perceba que usei o pipe %>% em todas as opções. Ele é um operador do pacote dplyr, mas não necessariamente você precisará dele para proceder a remoção de NA.

Por exemplo:

library(tidyr)
nome_seu_dataframe <- tidyr::drop_na(nome_seu_dataframe, id)

Exemplo com toy data.

library(dplyr)
set.seed(1)
df <- data.frame(id = c(seq(1,9,1), rep(NA, 4), 
                        seq(10,20,1),rep(NA, 3)),
                 V = rnorm(n = 27))

df2 <- df %>%
  dplyr::filter(id != is.na(id))

df3 <- df %>% 
  na.omit()

library(tidyr)
df4 <- df %>% 
  tidyr::drop_na(id)

df5 <- tidyr::drop_na(df, id)

library(data.table)
df6 <- data.table::data.table(df)
df6 <- df6[id != is.na(id)]
df6 <- as.data.frame(df6)

Note que df2, df3, df4, df5 e df6 são iguais.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.