18

Em uma pequena discussão com Maniero, nesta resposta, ele disse a respeito sobre a infraestrutura do .NET Framework:

Alias vamos começar falar do .NET ou até da BCL porque o .NET Framework morreu.

Por que o .NET Framework está morto (ou morrendo)? Isso diz que toda a família .NET está morta também?

  • 4
    Creio que não. O que está havendo (acredito eu), estão migrando para o .net Core (isso é um bom sinal). – Vinícius 21/05 às 18:10
  • 1
    Primeiro, é bom notar que ".net" é um termo abrangente que contempla muitas coisas (linguagens, VMs, frameworks, APIs...). Dito isso, saiba que o .net framework não vai mais receber funcionalidades. Isso não significa que ele está morto, mas sim que ele está finalizado. Ao contrário de coisas como o Silverlight, o .net framework não é uma aberração e você não precisa fugir dele. – Gabriel 21/05 às 18:52
20

Obviamente que o comentário foi um pouco informal e meio click bait :). Mas sim, ele está morto em certo sentido. Não em todos.

O .NET Framework é uma das implementações do CLR e de outras coisas necessárias pra tudo funcionar, como por exemplo a BCL. Como foi a primeira e meio que oficial por ser mantida pela Microsoft, e vir com o Windows e ser a única que muitos conhecem ela virou sinônimo de .NET. Mas o nome oficial dele é .NET Framework.

Tiveram algumas implementações que não foram muito pra frente e a que mais deu certo é o Mono. Este framework substitui "integralmente" o .NET Framework. As pessoas muitas vezes não se dão conta do seu papel. O Mono é a base para o Xamarin e o Unity funcionar.

Mais tarde a Microsoft percebeu que aquele modelo de framework tinha alguns problemas e de certa forma o modelo do Mono era um pouco melhor, lembrando que ambos, mesmo tendo filosofias ligeiramente diferentes, atendiam a todos requisitos para rodar o CLR, tinha a BCL e obviamente atendia a necessidade de sua principal linguagem, o C#. Então ela precisava de um produto que não fosse tão ligado ao .NET Framework, precisava ser uma coisa nova, melhor, com filosofia diferente, então nasceu o .NET Core.

Claro que ele foi baseado inicialmente no .NET Framework para não perder todo o trabalho. Não vou falar muito dele porque já tem outras perguntas sobre o tema, mas pra mim foi uma revolução, mudou tudo, era o que precisava pra ficar um ambiente muito bom. E ele é 100% código e projeto aberto, e com ajuda da comunidade ele prosperou como nenhum outro produto da Microsoft. Algumas pessoas torceram o nariz no começo mas eu vi que ele era a solução correta para maioria dos problemas que tínhamos com o .NET Framework (que não vou falar aqui porque o foco é outro). Pra saber mais tem algumas perguntas sobre o assunto:

A Microsoft também criou o .NET Native que é diferente de tudo isto mas ela não investiu muito nele. Eu gostava da ideia, mas de fato ele acabou não fazendo tanto sentido para o mundo .NET.

Em maio de 2019 a Microsoft anuncia o .NET 5. Muitos não perceberam ou entenderam o que ele é, alguns se assustaram, mas aconteceu o que eu achei que iria acontecer. O .NET 5 (note que o nome não tem Framework ou Core no nome) na verdade é a próxima versão do .NET Core depois da que sai em 2019. Antes o nome .NET sozinho era usado como um nome informal, mas nenhum produto chamava só .NET. No segundo semestre de 2019 sai o .NET Core 3, a próxima deveria ser o .NET Core 4, certo? Mas a Microsoft resolveu pular esta versão porque o .NET Framework 4 ficou forte por muito tempo e é a versão atual. Então em 2020 sai o .NET Core 5. Mas ele não terá esse nome.

Como eu previra o modelo de atualização do .NET Framework era insustentável e criava problemas de deploy para as pessoas, entre outros problemas. Já há algum tempo ele não consegue evoluir mais como o .NET Core consegue. Ele sequer consegue evoluir para se manter dentro das novas versões do .NET Standard. Inclusive alguns recursos do C# 7 não funciona nele, e do C# 8 piorou. Ele está perdendo muito em performance e segurança em relação ao .NET Core. Não faz mais sentido mantê-lo vivo.

Claro que a Microsoft não está o abandonando, ele faz parte do Windows, estará aí por anos ou décadas. Em março eu estive com o time do .NET, C#, etc. em Redmond e eles garantiram até extra oficialmente falando que o suporte ao .NET Framework continua sem problemas, ao mesmo tempo que disseram que ele não terá mais evolução. Portanto basicamente ele só receberá atualizações de segurança ou problemas muito graves e a Microsoft dará apoio para quem usa, ainda é um software ativo dela. Nesse ponto ele não morreu. Porém sem evoluir, morreu, não? Pra mim morreu, não me interessa algo que não evoluirá mais.

Pois bem, esse novo .NET Core 5 será a única implementação que continuará receber investimentos. A Microsoft não vai mais investir no Mono (que hoje ela é a dona dele, começou o desenvolvimento fora, mas ela comprou junto com a Xamarin, e fez acordo com a Unity para adotar o Core) e resolveu que o .NET Native não fazia mais sentido com o fim do seu celular.

Claro ainda tem cenários que o Mono ou o .NET Native ainda são necessários, e essa nova versão do Core estará apta a fazer tudo o que só essas duas implementações fazem de forma exclusiva hoje. Com toda essa capacidade em um único produto e não tendo evolução do .NET Framework, o Core passa ser a única implementação real e não precisa mais chamar Core para diferenciar das outras. Então em 2020 o .NET Core ganha uma nova versão e ela se chamará .NET 5.

Diagrama de como o .NET 5 é composto

O advento do .NET 5 enterra o .NET Framework que só deve ser usado para aplicações legadas, e isto se realmente não tiver um jeito fácil de passar para o Core.

Para quem não sabe, o .NET Core 3 já suporta alguns cenários que antes não funcionava nele, como o uso de WinForms, WPF, EF6, e outros. Os cenários que ele não suporta ainda, não será suportado porque é muito ruim e deveria ser abandonado em favor das soluções melhores que tem para o Core. E tem para todas que ainda podem ser úteis.

Pra mim o .NET Standard passa fazer pouco sentido e se torna legado, embora oficialmente não tenha um posicionamento sobre isto.

E podemos ver o roadmap usado até chegar no .NET 5 e versões futuras, que agora será lançado de forma mais previsível.

Roadmap .NET 5 e adiante

O futuro é o .NET Core, através do .NET 5 e o .NET Framework morreu pra aplicações novas (pelo menos para pessoas em sã consciência, quem foi teimoso no começo ganhou legados novos sem necessidade). Desta forma o .NET está mais forte do que nunca! Tem momento que uma morte é necessária pra se fortalecer. E continua com sua performance lendária (na verdade a versão nova está mais rápida ainda do que demonstrado aqui e deve assumir o primeiro lugar - os que estão na frente são experimentais e não rodam em projetos reais).

Comparação de performance de diversos stacks de tecnologia dando destaque para o .NET Core Fonte. Eu queria por o Node que falam que é rápido, mas ele estava muito pra baixo.

  • Ótima resposta! Acredita que elementos já do .NET Framework como o Windows Forms pode evoluir com o novo .NET 5, como criar um ".NET Forms" que seja compatível com todas as plataformas? – CypherPotato 21/05 às 19:40
  • 1
    Acho que haverá alguma evolução nas mãos da comunidade já que está tudo aberto agora github.com/dotnet/winforms, mas rodar em outras plataformas acho mais difícil, tem quem diga que fará, mas não é tão simples. Pode ser, mas não sei se o resultado será bom. De certa forma já tem um feito pro Mono e ficou bem ruim. Claro que agora pode ficar melhor. – Maniero 21/05 às 19:46

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.