1

Sei que existem diversas informações a respeito da conversão de um código 32-bit para 64-bit no iOS. Porém, tenho ainda muitas dúvidas e acredito que sejam as mesmas de outras pessoas, principalmente na questão das variávies do tipo int. Por exemplo, como pude verificar, int é usado para 32-bit e long para 64-bit. No entatnto, estou desenvolvendo um app que possui somente variáveis do tipo int, coloco a arquitetura para Standard architectures (including 64-bit) e executo no simulador. O app é executado de forma correta sem nenhum warning ou erro. Mesmo executado (aparentemente) de forma correta, eu tenho que alterar as variáveis para o tipo long?

2

Não. Talvez possa precisar mudar se algum int for usado como um ponteiro. Essencialmente o que muda de fato quando passa para 64 bits é o tamanho do ponteiro que em geral você não precisa se preocupar. A preocupação é necessária só quando tenta intercambiar tipos numéricos com ponteiros.

  • Ok. Como não usei estas variáveis como ponteiro, vou manter o código como está. Obrigado. – IamInTrouble 29/10/14 às 19:48
2

A grande diferença entre arquiteturas 32 bits e 64 bits é quanto ao espaço de endereçamento que é muito maior em arquiteturas de 64 bits.

Portanto, a principal diferença em tipos de dados entre estas arquiteturas é em tipos que armazenam endereços de memória, ou seja, ponteiros.

Por exemplo, em uma arquitetura 32 bits, sizeof(void*) retorna 4 bytes, enquanto que em um arquitetura 64 bits o mesmo comando retorna 8 bytes. Esta diferença é necessária para que todo o espaço de endereçamento seja efetivamente endereçado.

Existem outras questões como setjmp e longjmp, mas estas estão mais associadas com as instruções (ISA).

Enfim, você deve alterar de int para long se você for usar valores que o int não comportam, Do contrário, não há com que se preocupar neste sentido.

Os int's da vida só são problemáticos se você realiza casts entre ponteiros e inteiros. Algumas bibliotecas utilizam isso ao invés de utilizarem opaque pointers. Nestes casos, espera-se que a biblioteca tome os cuidados necessários para manter a consistência quando a biblioteca é compilada em 64 bits, e o programador deve fazer uso dos tipos de dados da biblioteca, tornando estas alterações transparentes.

Por fim, deve-se tomar cuidado quando se fixa o tamanho de estruturas que contém ponteiros. Por exemplo:

typedef struct {
    int *a;
} myStruct;

Se executarmos o comando sizeof(myStruct) nas duas arquiteturas, vamos obter tamanhos diferentes para a mesma estrutura.

Imagine o código:

myStruct p;
fread(&p, 4, 1, file);

estou usando um exemplo absurdo mas que irá servir para explicar o ponto

Em uma plataforma 64 bits, ele não daria o resultado esperado, uma vez que a estrutura myStruct possui tamanho 8 bytes, mas como o tamanho da estrutura foi fixado no comando fread, iremos ignorar 4 bytes do arquivo, que podem vir a causar resultados absurdos ou o crash da aplicação.

Para evitar isso é muito simples: basta utilizar sizeof:

myStruct p;
fread(&p, sizeof(p), 1, file);
  • 1
    Obrigado. Resposta bastante esclarecedora. – IamInTrouble 29/10/14 às 19:49

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.