1

Boa tarde colegas, gostaria de um auxilio para modelar um BD, a duvida é o seguinte:

É possivel eu ter mais de um ID de FK em uma tupla? EX:

tabela teste1

|id_teste1|id_teste2|teste|teste01|
| 1       |1,2,3    |tes  | les   |



tabela teste2

|id_teste2|registro1|registro2|
|1        |lalala   |lelele   |
|2        |bababa   |bebebe   |
|3        |cacaca   |cecece   |

No momento de realizar a consulta, eu conseguiria visualizar os dados ta tabela teste2?

mais ou menos desta maneira

Alguma sugestão de de como eu poderia ter tal resultado? mais ou menos desta maneira:

|id_teste1|registro1|registro2|teste|teste01|
| 1       |lalala   |lelele   |tes  | les   |
| 1       |bababa   |bebebe   |tes  | les   |    
| 1       |cacaca   |cecece   |tes  | les   |

Para não ficar fora de contexto vou explicar o que estou tentando fazer, é uma ferramenta para ler uma planilha e gravar os dados em um BD, só que as linhas de algumas áreas podem variar, minha ideia era fazer uma tabela a parte, e cada linha da planilha seria um registro, e todos esses registro, seriam referenciados no registro da tabela "superior", como se a tabela "planilha" tivesse uma coluna onde eu posso ter os ids dos registros como pk, como no exemplo acima "id_teste2" onde temos 3 referencias.

Tenho experiencia limitada em sql e gostaria da sugestão dos senhores colegas ;D

Desde já agradeço pela ajuda.

*ps: eu pesquisei um bucado e não tive resultados D:

edit:

A relação é: N resgistros ta tabela teste2 para cada(1) registro da tabela teste1 ; D

  • A relação entre a tabela teste2 e a tabela teste1 é de 1-n? Se sim, o ideal seria ter uma tupla pra cada registro da tabela referenciada, no caso, 3 itens na teste1 – Ronaldo Araújo Alves 15/05 às 16:19
  • @RonaldoAraújoAlves, a relação seria ao contrario acredito eu, varios registros na teste2 para um registro da teste1, obrigado pela resposta Ronaldo ; D – Augusto Cesar 15/05 às 16:23
  • Em uma base de dados devidamente normalizada isto não é possível pois um atributo não atômico viola as regras de normalização. Agora existem SGBD que permitem implementar tal tipo de solução, mas será uma implementação particular e fora do padrão SQL. – anonimo 15/05 às 17:01
  • Pois é @anonimo, eu verifiquei as regras de normalização e vi que fugia do padrão, se eu te contasse como estava o primeiro modelo, os DBA de plantão já me matava kkk, a proposito, muito obrigado pela resposta ;D – Augusto Cesar 15/05 às 17:24
0

Os relacionamentos de tabelas podem ser:

- 1-1

Ex: uma tabela de usuários e uma de clientes, onde cada cliente pode ter UM usuário, e cada usuário pode pertencer a UM cliente apenas

- 1-n

Ex: uma tabela de pedidos e uma de pedido_itens, onde cada pedido pode ter N itens, mas cada item pode pertencer a UM pedido apenas

- n-n

Ex: uma tabela de alunos e uma tabela de aula, onde um aluno pode ter N aulas, e cada aula pode ter N alunos


O modelo que vc deseja é 1-n (me corrija se eu tiver entendido errado a pergunta).

Nesse caso, a tabela teste1 equivale ao pedido, e a teste2 equivale aos itens.

O modelo está correto: sua tabela teste1 possui um id_teste2 que referencia o item da teste2. Mas pra cada "item de pedido" (teste1) vc precisará ter um registro, onde todos esses itens teriam o mesmo id_teste2.

Exemplo:

Considerando os modelos:

teste1

id_teste1 | id_teste2 | item    | quantidade
----------+-----------+---------+--------------
1         | 1         | mouse   | 2
2         | 1         | teclado | 1
teste2

id_teste2 | numeroPedido
----------+-------------
1         | 5001

Essa consulta:

select *
from teste2 t2
inner join teste1 t1
on t1.id_teste2 = t2.id_teste2

retornaria esses dados:

id_teste2 | numeroPedido | id_teste1 | id_teste2 | item    | quantidade |
1         | 5001         | 1         | 1         | mouse   | 2          |
1         | 5001         | 2         | 1         | teclado | 1          |
  • 1
    Entendi Ronaldo, você poderia exemplificar uma consulta neste caso por gentileza? Então o PK do teste2 não pode ser unique, né? assim a cada registro da tabela teste1 teremos diversos registros com o mesmo id_teste2, no momento de consultar eu passo a referencia do id_teste2 e consigo visualizar todos os registros eu tenham o id_teste2 referenciado né? – Augusto Cesar 15/05 às 17:18
  • Outro ponto, eu não poderia deixar como autoincrement também né?, e o durante o insert eu teria que passar manualmente os ids para eles serem iguais depois correto? – Augusto Cesar 15/05 às 17:26
  • Muito obrigado Ronaldo, marcado como resposta ; D – Augusto Cesar 15/05 às 17:45
  • O campo FK da tabela "dependente" NÃO pode ser autoincrement. E toda FK tem que referenciar uma PK de outra tabela, que na maioria dos casos é autoincremento. – Ronaldo Araújo Alves 15/05 às 17:46
  • Respondendo seu primeiro comentário: é isso mesmo :) – Ronaldo Araújo Alves 15/05 às 17:46

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.