5

Qual das duas opções de código tem uma performance melhor?

Vou exibir um exemplo bem simples, geralmente há mais código dentro do if.

A)

string mensagem = "OI";
if(exibirAdeus)
   mensagem = "Adeus";

B)

string mensagem = "";
if(exibirAdeus)
  mensagem = "Adeus";
else 
  mensagem = "OI";
6

A pergunta é pertinente sim caso o bloco de código no if contenha alta complexidade computacional, escritas no banco de dados ou em arquivos, etc..

O ideal, entre os dois, seria o (A).

Porque Performance(A) >= Performance(B)

Caso 1: a execução do programa tenha sempre exibirAdeus = true, Performance(A) = Performance(B). Tanto (A) como (B), acabarão sempre tendo o mesmo fluxo:

Algoritmo (A), Algoritmo (B):

1. Atribui "" ou "Oi" para `message`
2. Verifica `exibirAdeus == true`
3. Atribui "Adeus" para `message`

Caso 2: a execução do programa tenha 1 ou mais exibirAdeus = false, Performance(A) > Performance(B). Porque para esses casos (B) será mais custoso:

Algoritmo (A):

1. Atribui "Oi" para `message`
2. Verifica `exibirAdeus == true`: falso, não faz nada (message já é "Oi"). continua adiante.

Algoritmo (B):

1. Atribui "" para `message`
2. Verifica `exibirAdeus == true`: falso, precisa atribuir "Oi".
3. Atribui "Oi" para `message`

Mundo Real

No entanto, caso esse bloco seja pequeno e de baixa complexidade, isso se torna extremamante desnecessário.

O caminho que tu iria seguir é: O quão esse código está legível e fácil de dar manutenção (legibilidade & manutenabilidade). Digo isso porque há um consenso* que nesse caso apresentado, deverias se preocupar mais em colocar as chaves ({}) para demarcar os blocos do if-else.

string mensagem = "OI";     // padrão: caso mais provável...
if (exibirAdeus) {
   mensagem = "Adeus";
}

ou ainda, caso o código comece a ficar mais complicado como lembrado por C. E. Gesser:

private bool Teste(){
    [..]
    string mensagem = initMensagem(condicao);
    [..]
}

private string initMensagem(bool condicao){
    if (condicao) {
      return "Adeus";
    }
    return "OI";
}

Outro caso comum

string message = "";
if (condicao == 1){
   message = "blablbla";
}
else if (condicao == 2){
   message = "Lorem";
}
else if (condicao == 3){
   message = "Ipsum";
}
[..]
else {
   message = "Dolor";
}

Seria melhor escrito assim** por performance, legibilidade e manutenabilidade:

string message = "";
switch (condicao) {
    case 1: 
       message = "blablbla";
       break;
    case 2: 
       message = "Lorem";
       break;
    case 3: 
       message = "Ipsum";
       break;
    [..]
    default: 
       message = "Dolor";
}

*
https://softwareengineering.stackexchange.com/questions/16528
https://softwareengineering.stackexchange.com/questions/2715
https://stackoverflow.com/questions/15786949

**
https://stackoverflow.com/questions/445067
https://stackoverflow.com/questions/767821
https://stackoverflow.com/questions/395618

  • 1
    Para casos mais complicados, a organização do código fica melhor refatorando a lógica de inicialização para uma outra função: string message = initMessage(condicao); – C. E. Gesser 3/02/14 às 12:01
  • Concordo! Melhor ainda! – Andre Figueiredo 3/02/14 às 12:04
  • @AndréFigueiredo porque e' que Porque Performance(A) >= Performance(B)? – dcastro 3/02/14 às 12:16
  • 2
    @felipe.avelar switch e' mais eficiente que if/else se houverem 5 ou mais casos. Se houverem >=5 casos, o switch e' implementado usando uma hash table*/*lookup table - e todos os casos terao acesso constante O(1). No caso demonstrado pelo @AndréFigueiredo, if/else teria melhor performance. – dcastro 3/02/14 às 13:13
  • 1
    @felipe.avelar, basicamente é o que @dcastro disse. A explicação detalhada está nos links** no SO em inglês. Por isso, para identificar que os blocos if/else e switch são largos, coloquei um [..]. – Andre Figueiredo 3/02/14 às 13:21
7

Não sei se vale a pena pensar em performance de um fragmento tão curto e de execução tão rápida. Porém podemos fazer a seguinte análise:

Em A) você inicializa a variável e ela só irá ser atualizada caso a expressão exibirAdeus seja verdadeira. Em B) você inicializa a variável com um valor que nunca será utilizado, desta forma terá o custo de atualizar a variável independente do valor de exibirAdeus.

Desta forma eu te digo que A) tem melhor performance que B). Mas não por ser C#, mas sim pelo algoritmo utilizado.

  • A) não necessariamente tem melhor performance que B). O correto seria performance igual ou melhor. – Andre Figueiredo 3/02/14 às 11:39
  • Fiquei curioso em saber porque houve um voto negativo aqui. Queria aprender onde está o problema da resposta. – Maniero 3/02/14 às 13:12
4

Vale mencionar mais uma opção que escapou nos exemplos apresentados. Aqui usando o operador ternário.

string mensagem = exibirAdeus ? "Adeus" : "OI";
3

O melhor caso não é A nem B. É C:

string mensagem;
if(exibirAdeus)
  mensagem = "Adeus";
else 
  mensagem = "OI";

Em A:

  • se exibirAdeus == true, 2 objectos são criados ("OI" e "Adeus")
  • se exibirAdeus == false, 1 objecto foi criado ("Oi")

Em B:

  • se exibirAdeus == true, 2 objectos são criados ("" e "Adeus")
  • se exibirAdeus == false, 2 objecto são criados ("" e "Oi")

Em C:

  • se exibirAdeus == true, 1 objecto foi criado ("Adeus")
  • se exibirAdeus == false, 1 objecto foi criado ("Oi")
2

Levando em conta o seu algoritmo, para o processador a diferença é quase insignificante (como quase todo mundo disse) porem é obvio que se esse if estiver dentro de um loop para bilhoes essa diferença minina se torna mais sensivel. Creio que vale a pena você pensar sobre a semantica do que está escrevendo e ver se faz mais sentido o primeiro ou o segundo, melhorando assim a legibilidade e o entendimento.

2

Como o @Lizard corretamente mencionou, o desempenho depende da probabilidade da condição e também da otimização que o processador é capaz de fazer. Porém, eu acrescentaria aqui a frequência de uso dessa rotina.

Veja esta interessantíssima questão sobre velocidade de processamento em C. Os processadores modernos são capazes de processar várias instruções por ciclo, então se o resultado da expressão booleana for quase sempre o mesmo, o processador tem a capacidade de "prever" o resultado e otimizar o processamento como se o if não existisse.

Eu não sei quão é avançado é o compilador de C#, mas se até numa linguagem de altíssimo nível como Ruby houve ganho de desempenho por otimizações que dependem do processador, então C# não seria uma exceção.

Além disso, se uma rotina assim for usada frequentemente, a String inicial já estará carregada em cache e o custo de apontar uma variável para ela será bem pequeno. MNo segundo exemplo, você está apontando para uma String vazia, o que já exige o processamento de atribuição de variável.

Enfim, comparando com os gargalos comuns de desempenho, a diferença desses trechos é praticamente nula. E isso pode ser aplicado para a maioria das linguagens.

Por outro lado, é importante ressaltar que se, além da atribuição, houver qualquer tipo de processamento sobre o objeto o cenário pode mudar drasticamente. Após tantas afirmações de que "não faz diferença", alguém poderia optar pela alternativa A e acrescentar ali uma conversão para upper case, por exemplo.

2

Dentre A e B, o mais eficiente seria A. Mas o melhor mesmo seria um terceiro, um C:

string mensagem;
if(condicao)
  mensagem = "Adeus";
else
  mensagem = "OI";

Mas a eficiência do algoritmo gira em torno da condição que ele for usado, de probabilidade, então, consideramos o pior caso. Em A seria ter que mudar "OI" para "Adeus" depois de verificar a condição, e em B seria mudar o "" para "OI" ou "Adeus" depois de verificar a condição, tanto faz. Agora deve vir a pergunta, por quê C se ela se parece tanto com B, que é pior que A? Porque a atribuição em B string mensagem = "" gera uma atribuição a mais independente do caso. Em A a chance de ocorrer uma mudança no valor é de 50%, e em C a chance de haver uma mudança não existe, sempre haverá uma atribuição apenas.

De fato o algoritmo é muito simples para considerar sua eficiência, mas dentro de um looping, ou dois, sendo executados milhares de vezes, com diversas possibilidades, a relevância de algo simples se torna importante, tornando o tempo de execução maior.

Consideração: O compilador sempre irá verificar se há um else, não é um processo a mais, é algo inerente ao condicional if.

1

A alternativa "A", vale muito a pena se houver uma chance maior de a mensagem ser "OI". Por exemplo, se sabe que existem mais homens que mulheres num determinado estado.

Ao fazer o cadastro, vale a pena fazer:

char sexo = 'M';
if (mulher)
    sexo = 'F';

Porém, não se preocupe com esse tipo de coisa. O processador tem uma capacidade muito grande e a diferença no tempo de execução é de milésimos. Por exemplo, um professor meu disse que:

int A = 10;

é 0,000014 mais rápido que

int A = 2 * 5;

Mas me diga, será que 0,000014 vai fazer diferença na sua aplicação? Claro que não, mas se mesmo assim você está curioso a respeito da diferença de tempo, faça o seguinte. Declare um stopwatch, execute o método A, e então pare e exibe o tempo que decorreu. Depois, declare outro stopwatch, execute o método B, e então exiba o tempo e ainda veja a diferença entre os dois. O Stopwatch marca o tempo passado até sua parada (como um cronômetro). Pode testar (:

EDIT

EXEMPLO DE USO:

Stopwatch sw = new Stopwatch();
sw.Start();
//seu código aqui
sw.Stop();
Console.WriteLine(sw.ElapsedMilliseconds.ToString());
  • 2
    Na verdade a maioria dos compiladores irá resolver 2 * 5 em tempo de compilação e apenas armazenar 10 em tempo de execução. – Raul Almeida 3/02/14 às 11:35
  • 1
    Pode ser que eu tenha me enganado então. Meu professor me ensinou assim. – Latrova 3/02/14 às 11:36
  • 4
    Que meus professores me desculpem mas o Stack Overflow é o melhor professor de programação que eu tive em minha vida! – Maniero 3/02/14 às 11:44
  • Quem sabe inglês deveria ler a série de posts sobre benchmark que o Eric Lippert escreveu em tech.pro/blog/1293/c-performance-benchmark-mistakes-part-one – Maniero 3/02/14 às 11:48
0

Isso vai depender de caso a caso. Se exibirAdeus for false na maioria dos casos, a alternativa A é mais eficiente, principalmente se a inicialização da variável for custosa. Senão, vai fazer muito pouca diferença, é mais questão de estilo mesmo.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.