0

Tenho uma aplicação flask - A1 - sendo executada em um cluster Kubernetes. Essa aplicação é responsável por receber requisições HTTP e a partir delas iniciar uma outra aplicação - A2 - que também é executada nesse cluster. Nota: A2 executa em uma porta fixa, digamos 5050. Por exemplo:

Suponha que a aplicação flask receba uma mensagem que deve ser exibida no terminal.

{
  "message": "Hello World!"
}

A partir desse json recebido, eu preciso:

  1. transferir esse json para a aplicação A2
  2. aguardar a resposta de A2.
  3. retornar a resposta da execução de A2 através de A1.

No entanto, preciso que essa segunda aplicação seja criada e destruída para cada requisição HTTP feita. Preciso criar esse pod de A2 com diferentes configurações, dependendo do json que a aplicação A1 receber. Por exemplo:

  1. A1 recebe:
{
  "message":"Hello World!",
  "resources":{
    "requests":{
      "memory":"64Mi",
      "cpu":"250m"
    },
    "limits":{
      "memory":"128Mi",
      "cpu":"500m"
    }
  }
}
  1. A1 inicia um pod de A2 com as configurações de recursos presentes no JSON.
  2. A1 espera A2 terminar.
  3. O pod de A2 é destruído.
  4. A1 retorna uma resposta com o resultado da execução de A2.

Como faço para que a aplicação A2 possa ser criada e destruída da forma explicada acima?

Possível problema: A2 executa em uma porta fixa, e como ela será criada e destruída por demanda, isso significa que só poderá haver um pod sendo executado por vez em uma máquina do cluster, certo?

0

A sua pergunta na verdade são diversas em uma só, logo vou tentar responder ela por partes:

A1 fazer deploy de A2:

Uma boa maneira de fazer deploys no K8s via templates é usando o Helm https://helm.sh/ No Helm você vai criar um template de como deve ser o deploy da sua aplicação e passar um arquivo de values que são as variáveis para aquele deploy específico. Ou seja o seu JSON com as configurações que você recebeu em A1 seria o Values de um deploy de A2 que você criou no Helm.

A2 conseguir comunicar de volta com A1:

A melhor maneira que consigo pensar para resolver esse problema com os requisitos que passou é A1 passar um callback para A2, onde A2 quando finalizar vai chamar A1 de volta com o resultado em uma URL específica de A1 com um payload identificador. Esse callback pode ser passado junto dos values que A1 vai configurar para o deploy de A2.

A2 precisa de finalizar completamente todas as vezes:

Para fazer isso basta você fazer o deploy de A2 como Job, assim ele vai executar uma única vez até o fim.

A2 executa em uma porta fixa, e como ela será criada e destruída por demanda, isso significa que só poderá haver um pod sendo executado por vez em uma máquina do cluster, certo?

Dentro do K8s não é boa prática conversar aplicações via IP e porta, se você comunicar via Service do K8s isso nunca será um problema e você poderá ter quantas aplicações precisar usando a porta específica, porque isso fica abstraído para você.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.