4

Oi Galera Tudo bem? Estou com alguns problemas a respeito de definir a estrutura de covariância no R. Eu preciso ajustar as seguintes matrizes de covariância:

  • AR
  • ARMA
  • compSymm
  • Uniforme.

Como vocês podem observar no código abaixo, eu consegui definir as estruturas AR e compSymm (o valor 0.3 coloquei aleatoriamente, posso fazer isso? Se não, como corrigir?), porém a estrutura ARMA não estou conseguindo. Poderiam verificar qual o problema ?

Obs: Alterei a extensão do arquivo da base de dados só para poder postar, mas venho utilizando csv separado por pontos e vírgula.

Observem as tentativas nos códigos abaixo.

rm(list=ls())
library(GGally)
library(splines)
library(nlme)
library(fields)
library(lattice)
require(ISLR)
library(grid)

setwd("C:\\Users\\breni\\Google Drive\\Acadêmica\\Mestrado\\Splines")
dados = read.table("dadosnovo.csv", header = T, sep=";", dec=",")
dados$trat=dados$G
attach(dados)
head(dados)
model1 <- lme(Peso~factor(G)+Tempo,random=list(S=pdIdent(~1)),
              data=dados)
summary(model1)

model2 <- lme(Peso~factor(G)+Tempo,random=list(S=pdIdent(~1)),
              correlation = corAR1(form = ~ 1 | S ), data=dados)
summary(model2)

anova(model1,model2)
model3 <- lme(Peso~factor(G)+Tempo,random=list(S=pdIdent(~1)),
              correlation = corCompSymm(0.3, form= ~ 1 | S ), data=dados)
summary(model3)
model4 <- lme(Peso~factor(G)+Tempo,random=list(S=pdIdent(~1)),
              correlation = corARMA(form= ~ 1 | S ), data=dados) #ERROR

  • Fica muito difícil te dar alguma sugestão definitiva sem termos uma descrição a respeito de que experimento foi rodado. Vou enumerar três dúvidas que tenho. 1) À primeira vista, pela experiência que tenho na área, me causa estranheza que Tempo seja considerado um fator no ajuste do modelo. Há algum motivo especial para esta covariável específica não ser considerada contínua? 2) Suponho que S seja a variável que identifica o sujeito no experimento e G seja o grupo ao qual cada sujeito faz parte. É isso mesmo? 3) E a variável S1? Ela não entra na modelagem neste momento? – Marcus Nunes 5/05 às 22:11
  • Olá Marcus, primeiramente obrigado por responder. Então vamos lá, o experimento consiste em avaliar o peso de 57 camundongos suiços observados por 12 semanas, em que estes foram separados em 5 grupos. Dentre estes grupos estes animais foram separados em gaiolas, totalizando 13 gaiolas, que é a varíavel S1 e sim, ela não esta sendo utilizada na modelagem E OBRIGADO por observar, mas sim a variável Tempo não era para ser um fator, vou corrigir o código, foi vicio na digitação. Sobre as matrizes, estou enfrentando dificuldades em ajustar. E sim, a variável S são os animais, – Breno Gabriel 5/05 às 22:18
3

A primeira coisa que eu faria, antes de proceder com a análise, é organizar o conjunto de dados. Não é necessário utilizar nem attach e nem converter as variáveis sempre que for ajustar um modelo diferente:

library(nlme)
library(ggplot2)

dados = read.table("dadosnovo.csv", header = T, sep=",", dec=".")
dados$G  <- factor(dados$G)
dados$S  <- factor(dados$S)
dados$S1 <- factor(dados$S1)
str(dados)
##'data.frame': 471 obs. of  5 variables:
## $ G    : Factor w/ 5 levels "G1","G2","G3",..: 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 ...
## $ S    : Factor w/ 57 levels "1","2","3","4",..: 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 ...
## $ S1   : Factor w/ 13 levels "1","2","3","4",..: 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 ...
## $ Peso : num  39.2 40.6 41.9 42.8 43 43.2 42.3 42.9 42.5 42.6 ...
## $ Tempo: int  1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 ...

Perceba que o novo data frame dados possui todas as suas cinco colunas com o tipo de dados que deveriam ter.

Meu segundo passo seria fazer uma análise exploratória gráfica dos dados. Para isso, vou plotar um gráfico de painéis, no qual cada painel é referente a um camundongo suíço e suas cores são referentes ao grupo do qual fazem parte. Como a gaiola não é importante nesta análise, eu não a coloquei em meu gráfico.

ggplot(dados, aes(x = Tempo, y = Peso)) +
  geom_line(aes(colour = G)) +
  facet_wrap(~ S) +
  scale_x_continuous(breaks = seq(3, 12, 3))

inserir a descrição da imagem aqui

Com isso, podemos ver como está o comportamento do peso de cada sujeito durante as 12 semanas do experimento. Inclusive, é possível perceber que nem todos chegaram até o final (embora eu desconfie que tu já saiba disso).

Agora sim podemos proceder com a análise. Como os modelos de 1 a 3 não tiveram problemas, vou direto para a análise do modelo 4. Ao escolher uma estrutura de correlação do tipo ARMA, é necessário definir os graus p e q dos polinômios autorregressivo e média móvel, respectivamente. Não vou entrar no mérito de como fazer isso, mas recomendo o livro Mixed Effects Models and Extensions in Ecology with R (Zuur et al., 2009) para uma discussão a este respeito.

Isto posto, para ajustar uma estrutura de correlação ARMA(1, 1) (ou seja, p=1 e q=1), basta rodar

model4 <- lme(Peso ~ G + Tempo, random=list(S=pdIdent(~1)),
              correlation = corARMA(p=1, q=1, form= ~ 1 | S ), data=dados)
summary(model4)
## Linear mixed-effects model fit by REML
##  Data: dados 
##        AIC      BIC    logLik
##   2069.962 2111.382 -1024.981
## 
## Random effects:
##  Formula: ~1 | S
##         (Intercept) Residual
## StdDev:    1.655606 3.900222
## 
## Correlation Structure: ARMA(1,1)
##  Formula: ~1 | S 
##  Parameter estimate(s):
##      Phi1    Theta1 
## 0.7932553 0.2635397 
## Fixed effects: Peso ~ G + Tempo 
##                Value Std.Error  DF   t-value p-value
## (Intercept) 43.62625 1.5002678 413 29.078976  0.0000
## GG2         -1.42735 1.7021576  52 -0.838551  0.4056
## GG3         -3.30517 1.6971294  52 -1.947506  0.0569
## GG4         -3.47787 1.6902994  52 -2.057548  0.0447
## GG5         -3.46626 1.6964361  52 -2.043260  0.0461
## Tempo        0.21538 0.0832649 413  2.586674  0.0100
##  Correlation: 
##       (Intr) GG2    GG3    GG4    GG5   
## GG2   -0.802                            
## GG3   -0.801  0.687                     
## GG4   -0.802  0.689  0.690              
## GG5   -0.803  0.687  0.688  0.690       
## Tempo -0.361  0.098  0.090  0.082  0.093
## 
## Standardized Within-Group Residuals:
##        Min         Q1        Med         Q3        Max 
## -2.8640659 -0.3889211  0.1319522  0.7970502  2.8488140 
## 
## Number of Observations: 471
## Number of Groups: 57 

Pronto. O teu modelo está ajustado e agora pode ser comparado com os outros, através de testes de razão de verossimilhança, para que se decida a melhor maneira de modelar estes dados.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.