0

Estou implementando uma camada de acesso a dados com banco mongodb. Encontrei alguns exemplos onde geralmente isso é feito por meio de uma classe:

class ProjectsRepository(object):
    """ Repository implementing CRUD operations on projects collection in MongoDB """

    def __init__(self):
        # initializing the MongoClient, this helps to 
        # access the MongoDB databases and collections 
        self.client = MongoClient(host='localhost', port=27017)
        self.database = self.client['projects']


    def create(self, project):
        if project is not None:
            self.database.projects.insert(project.get_as_json())            
        else:
            raise Exception("Nothing to save, because project parameter is None")


    def read(self, project_id=None):
        if project_id is None:
            return self.database.projects.find({})
        else:
            return self.database.projects.find({"_id":project_id})
.
.
.
.
.

Porém diferentemente de outras linguagens como o java, em python nem tudo precisa ser um objeto por isso geralmente não crio classes que servirão apenas para agrupar funções e não fazem sentido para a modelagem OOP do projeto, nesse caso prefiro usar o esquema de pacotes/modulos do python. Um módulo pode fazer o papel de ser um agrupador de funções. Sendo assim criei um modulo chamado transactions.py com o seguinte corpo:

from pymongo import MongoClient, errors as mgex
from app.config import mdbparam

try:
    _MDB_CLIENT = MongoClient(mdbparam['host'], mdbparam['port'])
    _MDB_DB = _MDB_CLIENT[mdbparam['db_name']]

except mgex.PyMongoError as err:
    print('Ocorreu um erro ao tentar conectar-se à base de dados\n', err)
    raise


def single_insert_doc(collect: str, doc: dict):
    """
    Insere um unico documento na coleção.
    """

    try:
        coll = _MDB_DB[collect]
        return coll.insert_one(doc).inserted_id

    except mgex.PyMongoError as err:
        print('Ocorreu um erro ao tentar persistir os dados\n', err)
        raise

Obviamente que o modulo ainda não está completo, ainda não possui as demais funções do CRUD.

A dúvida é basicamente na forma instanciação dos objetos _MDB_CLIENT e _MDB_DB, ou seja, como constantes globais no modulo. Não sei se essa seria a melhor abordagem pois não estou certo quanto ao tempo de vida dessa conexão. No modelo com classe a conexão duraria basicamente enquanto o objeto ProjectsRepository existisse, já que o objeto MongoClient é um atributo dele. Mas no meu modelo, não tenho certeza quando a conexão seria encerrada já que a conexão passaria a existir no momento em que o módulo fosse importado. Eu poderia criar o objeto MongoClient dentro de cada função do CRUD assim a conexão se encerraria quando a função perdesse o escopo. Mas sabemos que constantes fechamentos e abertura de conexão é custoso do ponto de vista de desempenho. Gostaria então de saber se minha abordagem com pacote/modulo é uma boa opção e também qual seria o tempo de vida da conexão desse modelo.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.