9

Tenho uma classe Java que contem 1756 linhas(obviamente não é tudo código, tem linhas em branco, muitos comentários e algum código comentado para o caso de ser necessário no futuro)

Estou a implementar a estrutura MVC e esta classe pertence ao controlo.

Esta classe é responsável por:

  • gerir clientes( comunicação com os cliente, guardar quem está conectado, enviar informação para eles, saber quem saiu etc)
  • buscar dados a um webservice e a uma base de dados(sincronizadamente)
  • Processar esses dados e enviar essa informação para os clientes
  • Guardar informação dos dados importantes na base de dados do sistema

Estrutura da classe ServidorService:

//variaveis
 + 8 variaveis 
 + de 12 HashMap //quase todos os dados estão relacionados key->value ex: clientex->outputx

//classes

img1 img2 img3

Problema

A classe está a ficar muito grande mesmo para mim, mas pensando no futuro de alguém precisar de alterar alguma função acho que vai ser difícil para ela dar a manutenção no código.

Qual a melhor maneira de a refatorar?

Principais duvidas:

  • Crio outra classe tipo ServidorService_2 e tento a dividir?

  • Já tentei criar outra classes para apoiar a principal(ServidorService) mas estava com problemas no acesso as variáveis, qual a melhor maneira de fazer para a outra classe ter acesso as variáveis? através de gets?

  • 6
    No momento que você listou 4 responsabilidades desta classe, você mesmo identificou no mínimo 4 novas classes. Para você gostar do seu código, cada classe deve ter uma única responsabilidade. Não faça ServidorService_2 e ServidorService_3 pois isso não vai melhorar em nada o seu código (talvez piore). Para ter acesso às variáveis , sim, é através de gets. Mas você não deve publicar "variáveis" e sim "atributos" da sua classe (a técnica é a mesma mas o conceito é diferente e ajuda a perceber se o código está ok). Não vou colocar isso como resposta porque acho que é off-topic para o SO. – Caffé 22/10/14 às 11:30
  • 3
    Independente do que fizer, não crie ServidorService_2!! Acredito que boa parte desse código deveria estar no Controller, outra parte do DAO com o BD local, outra no DAO para webservice (independente do nome que preferir dar para essa camada) – Math 22/10/14 às 11:44
  • 2
    obrigado @Math quanto ao ServidorService_2 foi só um exemplo estúpido mas não sabia mesmo que outro nome poderia dar agora com a ajuda do @caffé e com a resposta do @Cold já tenho uma ideia de como fazer... Para mim o "Servidor_Service" é o meu Controller e nele sempre que preciso de algum dado, seja ele do webservice ou BD só tenho de chamar o método que está em outras classes: Ex: new ProdutoDao().guardar(produto); ou listProdutos=getProdutosWebService(); é a isto que se está a referir certo? – jsantos1991 22/10/14 às 12:05
  • 2
    @jsantos1991 São conceitos de Orientação a Objetos. Este link que achei agora parece bom: caelum.com.br/apostila-java-orientacao-objetos Esta seção em especial deve dar uma noção da diferença conceitual entre publicar uma variável ou atributo (quem garante as regas de negócio, como validação dos valores setados?): caelum.com.br/apostila-java-orientacao-objetos/… – Caffé 22/10/14 às 12:54
  • 5
    (...)e algum código comentado para o caso de ser necessário no futuro(...) Isso é mais tóxico do que urânio. Livre-se desse código. Se algum dia esse código se tornar necessário, vocês podem recuperá-lo a partir do repositório. Se isso acontecer, jogue na loteria também, porque uma vida de experiência com isso diz que código comentado voltar a ser útil é algo que ocorre uma vez a cada lua azul. E se não tiver controle de versão, parem o projeto até começarem a usar um. – Renan 22/10/14 às 12:54
4

Pelas responsabilidades que você citou eu sugeria o seguinte (os nomes das classes são apenas sugestões, podes por ao teu gosto):

1 - Criar classes com a implementação de métodos específicos de acordo com as responsabilidades

GestaoClientes.java : Com a implementação dos métodos para tratamento da gestão dos clientes (Responsabilidade 1 e 3);

AcessoBD.java : Com a implementação de todos os métodos de acesso e interação com o Banco de Dados (Responsabilidade 1b e 4);

AcessoWebServices.java : Com a implementação de todos os métodos que interagem com os WebServices(Responsabilidade 1a).

Nota: Responsabilidade 1a é "buscar dados a um webservice" e a responsabilidade 1b é "a uma base de dados".

2 - Manter os métodos relacionados e específicos do servidor na classe ServidorService e as variáveis (aquelas que devem ser visíveis ou modificadas por todos os métodos).

Se todas as variáveis permanecerem na classe ServidorService então acredito que os métodos nas classes que sugeri podem ser estáticos. E vais apenas invocando os métodos quando precisares.

Notei que tens também uma classe interna e ainda não percebi bem a ideia dela aí, porém não sei o que sugerir ainda quanto a ela.

Desse jeito acredito que já teras diminuido em muito as quantidades de linhas e facilitar a manutenção do código, pois o outro técnico saberia onde olhar de forma específica de acordo com o objectivo.

3

A estrutura MVC indica você usar Model onde você irá criar classe referente a suas entidades dentro dela temos os atributos da classe e os get's e set's mais o toString() somente isso, se você estiver usando banco de dados você pode criar classes chamadas DAO(Data Access Object) cada entidade tem seu DAO, o Controller é para a regra de negócio ou seja cada entidade tem seu Controler, e a View é para a exibição das informações.

Você vai separar tudo em pacote exemplo:

br.nomeProjeto.model
br.nomeProjeto.controler
br.nomeProjeto.view
br.nomeProjeto.dao

Boas praticas dizem hoje que um codigo muito comentado não é bem elaborado se necessário crie interfaces e implementes seus metodos. Espero ter ajudado.

  • Espero não te ter confundido, mas a tua resposta nao responde a minha pergunta, a minha duvida NÃO é quanto a estrutura do MVC, eu falei em MVC e só para dizer que esta classe pertence ao controler, a minha duvida é quanto a REFATORAÇÃO... – jsantos1991 22/10/14 às 10:43
  • @jsantos1991 como vc disse que essa classe já está no Controller, sugiro você seguir o princípio da responsabilidade única e criar um Controller para cada entidade, ou para cada entidade relevante, ou seja, algumas podem ficar de fora se o acesso a elas pode ser feita por uma dependencia de uma outra classe. Além do mais, alguns desses métodos não pertencem ao Controller, crie uma camada apropriada para eles. – Math 22/10/14 às 12:04
2

Acho que seria interessante você abstrair métodos que não estejam diretamente ligados a função de sua classe, tais como métodos utilitários, mas respondendo sua pergunta:

  1. Se seus métodos estão ligados/relacionados ao que sua classe propõe não vejo porquê criar uma nova classe, claro cada um tem uma visão diferente do assunto;
  2. É recomendado sempre acessar atributos de outras classes utilizando getters e setters, baixo acoplamento, e alta coesão.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.