3

Galera nos meus projetos .Net MVC uso a estrutura abaixo. Meus projetos, são com Entity Framework.

A pasta Entidades, é as classes que eu utilizo no DbContext.

Minha estrutura de projeto

Detalhando o problema

Tenho a classe Cliente, que tem ForeignKey para a classe Pessoa. Para não ter fazer DbContext.Cliente.Include("Pessoa"), criei o PessoaDTO que é uma classe com alguns campos da classe Pessoa e como PessoaDTO tem uma Interface consigo utilizar ela em outras classes como Filial e afins.

E desta forma, posso montar um ViewPartial, para mostrar os dados da pessoa de forma "genérica" e várias Views.

Dúvidas

  • Existe algo mais inteligente e performático para a estrutura acima?
  • Se usar DTOs eles podem ter métodos?

Exemplo de uso

public ActionResult Detalhar(int id)
{
    using (var db = new Conexao())
    {
        var registro = db.Cliente.Find(id);
        registro.DTO();

        return View(registro);
    }
}

Fontes das classes

Classe Pessoa

public class Pessoa : IEntidadeBase, IFixo
{
    [Key]
    public int PessoaID { get; set; }

    [Obrigatorio]
    [Display(Name = "Tipo de Pessoa")]
    public int TipoPessoaID { get; set; }

    [Obrigatorio]
    [Display(Name = "Sexo")]
    public int SexoID { get; set; }

    [Display(Name = "CPF/CNPJ")]
    public string CNPJCPF { get; set; }

    [Display(Name = "Identificação Interna / Matrícula")]
    public string IdentificacaoInterna { get; set; }

    [Obrigatorio]
    [Display(Name = "Nome/Nome Fantasia")]
    public string Nome { get; set; }

Classe Cliente

public class Cliente : IEntidadeBase, IFixo, IPessoaDTO
{
    [Key]
    public int ClienteID { get; set; }

    public int PessoaID { get; set; }

    [ForeignKey("PessoaID")]
    public virtual Pessoa Pessoa { get; set; }
    [NotMapped]
    public PessoaDTO PessoaDTO { get; set; }

    public void DTO()
    {
        if (Pessoa != null)
        {                
            PessoaDTO = new PessoaDTO();
            PessoaDTO.Popular(Pessoa);
        }
    }
}

Classe PessoaDTO

public class PessoaDTO 
{
    public string Nome { get; set; }
    [Display(Name = "CNPJ/CPF")]
    public string CNPJCPF { get; set; }
    [Display(Name = "Tipo de Pessoa")]
    public string TipoDePessoa { get; set; }
    public string Sexo { get; set; }

    public string Rotulo { get; set; }

    public void Popular(Pessoa registro)
    {
        Nome = registro.Nome;
        CNPJCPF = registro.CNPJCPF;

        TipoDePessoa = registro.TipoPessoaID == 1 ? "Física" : registro.TipoPessoaID == 2 ? "Juridica" : String.Empty;
        Sexo = registro.SexoID == 1 ? "Masculino" : registro.SexoID == 2 ? "Feminino" : "Não aplicável";            

        Rotulo = String.Format("{0} [{1}]", Nome, CNPJCPF);
    }
}
  • Não sei se é a intenção, mas você quer usar o DDD ou "Domínio" é só o nome mesmo, porque se for considerar o DDD, você não poderia associar suas entidades com DTOs, manter dependência com infraestrutura, ter as anotações de [KEY] etc nas entidades, ou até mesmo acessar os dbcontext diretamente da controller já que você tem os repositories, mas se realmente isso fizer diferença para você, poderia criar DTOS, MODELS VIEW ou DYNAMICS e usar o micro ORM para fazer as querys personalizadas para a saída que desejar. Patterns nesse caso seria parcialmente o CQRS. – Rafael 22/03 às 14:04
0

Utilize as seguintes Técnicas: Métodos de Extensão "Extensions Methods" e Reflexão "Reflection"

Métodos de Extensão : irá te dar a liberdade de referenciar um projeto a ser compartilhado e Reflexão: poderá copiar as informações das propriedades dos objetos que contém os nomes e tipos comuns.

var registro = db.Cliente.Find(id);

var dto = registro.ConverterObjeto<Pessoa, PessoaDTO>();

return View(dto);

public static class TiposComplexos
{
    public static Destino ConverterObjeto<Origem, Destino>(this Origem origem)
    {
        var destino = Activator.CreateInstance<Destino>();

        foreach (var propriedadeOrigem in origem.GetType().GetProperties())
        {
            var propriedadeDestino = destino.GetType().GetProperty(propriedadeOrigem.Name);

            if (propriedadeDestino != null && propriedadeOrigem.Name == propriedadeDestino.Name)
                propriedadeDestino.SetValue(destino, propriedadeOrigem.GetValue(origem, null));
        }

        return destino;
    }
}
  • O AutoMapper faz isso e acredito que de forma mais performática, pois é no Startup da aplicação, não? – Renan Carlos 30/07 às 18:13

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.