0

Ao fazer uma pesquisa pelos sites do Stack Overflow, percebi que todos os tópicos só ensinam como criar o arquivo .jar de uma única classe ou então, até ensinavam a criar o .jar de um pacote inteiro, porém sem a finalidade de ser um .jar executável, mas sim uma biblioteca.

A minha necessidade aqui é diferente, eu preciso criar o .jar de um projeto com vários pacotes na linha de comando e esse .jar tem que ser diretamente executável. Criei uma imagem para ilustrar o meu problema, é só seguir a numeração na foto. Eu também descrevo cada etapa logo depois da imagem:

Imagem da criação do código até a geração do .jar

A pasta raiz do projeto tem o caminho C:\test

Etapas:

1 - Mostro o código do arquivo test.java que, em relação ao diretório raiz do projeto, tem caminho test\src\pack1\test.java

package pack1;

import pack2.*;

public class test
{
    public static void main(String[] args)
    {
        System.out.println(test2.s);
    }
}

2 - Mostro o código do arquivo test2.java que, em relação ao diretório raiz do projeto, tem caminho test\src\pack2\test2.java

package pack2;

public class test2
{
    public static final String s = "20/20";
}

3 - Mostro visualmente a estrutura do projeto pelo comando tree /f

4 - Compilo os arquivos .java jogando-os na pasta bin com o comando javac -d bin -cp src src\pack1\test.java

5 - Mostro visualmente a estrutura do projeto pelo comando tree /f

6 - Crio o arquivo .jar com o comando jar --verbose --create --file test.jar --main-class pack1.test bin

7 - Mostro visualmente a estrutura do projeto pelo comando tree /f

8 - Tento executar o .jar com o comando java -jar test.jar e recebo:

Erro: Não foi possível localizar nem carregar a classe principal pack1.test
Causada por: java.lang.ClassNotFoundException: pack1.test

Quando eu faço esse mesmo processo com apenas um .class, eu consigo executar o .jar sem nenhum problema.

0

Descobri o problema depois de analisar cuidadosamente a solução deste link. Pelo que vi, o grande problema foi ter adicionado a pasta bin dentro do .jar.

Há duas formas mais simples, na linha de comando, de chegar no resultado que eu queria:

Formas simples na linha de comando:

Substituir o comando da etapa 6 por:

Forma 1:

cd bin && jar --verbose --create --file ..\test.jar --main-class pack1.test . && cd ..

ou por:

Forma 2:

jar --verbose --create --file test.jar --main-class pack1.test -C bin .

Sendo assim, na hora de criar o .jar, o que vai para dentro dele são apenas as pastas que estão dentro da pasta bin, ou seja, as pastas dos pacotes pack1 e pack2. A opção -C do comando jar faz uma mudança temporária de diretório.

Imagem do comando certo juntamente com o teste do .jar

Outra forma na linha de comando:

Criar o arquivo manifest.mf com as seguintes linhas:

Main-Class: pack1.test
Class-Path: bin/

É importante ressaltar que o Class-Path não funciona se não tiver a barra sobrando depois do nome do diretório, observe que eu escrevi bin/ e não bin. Além disso, o Class-Path do manifest.mf é relativo a onde ele estiver, ou seja, nesse caso eu criei o arquivo manifest.mf na pasta raiz do projeto e por isso eu pude colocar bin/.

Além disso, o comando da etapa 6 passa a ser:

jar --verbose --create --file test.jar --manifest manifest.mf bin

Criação do manifest.mf e teste do .jar pela linha de comando

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.