1

Tenho várias classes que possuem diversos atributos e métodos. Ao fazer o diagrama de classes é necessário adicionar todos os métodos e atributos? Existe alguma regra ou consenso sobre a criação desses?

  • Alguma das respostas resolveu sua dúvida? Acha que pode aceitar uma delas? Veja o tour como fazer isso, se ainda não o fez. Você ajudaria a comunidade identificando qual foi a melhor solução para você. Pode aceitar apenas uma delas. Mas pode votar em qualquer pergunta ou resposta que achar útil no site todo. – Maniero 9/03 às 11:05
3

Depende. Você quer fazer certou ou quer fazer de qualquer jeito? Se quer fazer certo então precisa. Nem deveria ter que pensar nisto. O propósito de fazer UML é documentar tudo. Se for para fazer pela metade então pra que fazer?

Na verdade por que está fazendo UML? Se não souber porque e este motivo não for muito bom, não puder provar que está te dando alguma vantagem, por que fazê-lo? As pessoas estão fazendo muita coisa automaticamente porque viram outras fazendo, elas nem sabem porque estão fazendo aquilo, se tem vantagem.

Um exemplo está em outra resposta. As pessoas usam getters e setters sem pensar. Quase sempre o seu uso está errado, mas tem tanta gente fazendo errado que já parece que é certo. Os mais radicais em orientação a objeto dizem que eles nunca devem ser usados porque são métodos que não tem um propósito específico, ele só serve para encapsular estado, e métodos assim não deveria existir. Os mais pragmáticos consideram que eles só estão encapsulando estado sem ganho algum. A maioria das pessoas não conseguem responder porque criam getters e setters, apenas estão fazendo o que viram outros fazendo (e que fique claro, se for para ter no código, tem que ter no UML, senão esta representação é equivocada, a crítica aqui é ter no código, não só no UML). UML é para fazer pensar no que está fazendo antes de fazer, é para ter certeza se precisa daquilo, se não falta nada, se tudo vai encaixar bem. Quando faz automaticamente não precisa de UML.

UML é burocracia, se não for para fazer certo, não faça. EM outra resposta diz que deve por tudo ou só parte dependendo de as pessoas vão precisar saber se o sistema terá aquilo. Mas é para alguém não saber? Você vai colocar no sistema uma coisa e documentar outra? Que sentido isso faz? UML já é criticada porque ela não costuma ser DRY. Agora ainda vai explicitar que eles devem ser independentes?

As pessoas precisam pensar no que fazem, não seguir regras bobas que elas não sabem porque foram inventadas.

Como usou tag de linguagem tenho que dizer que os termos usados estão corretos para UML, mas para Java não estão.

0

Pelo que eu saiba não existe uma regra geral para todos os casos. Isso vai depender muito de quem vai precisar dos seus diagramas, pois UML é uma notação usada na comunicação entre os desenvolvedores. Desenvolvedores tanto aqueles que estão colaborando com você agora e também aqueles que podem continuar o projeto no futuro.

Portanto, é preciso analisar se você ou alguém vai precisar saber se o sistema tem determinado método ou atributo e qual a sua função no sistema. Por isso que muitos falam que getters e setters não precisam ser colocados, pois não são relevantes para maioria das pessoas.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.