8

O que são comentários W.E.T., em Python? Por que eles são ruins?

  • A resposta resolveu sua dúvida? Acha que pode aceitá-la? Veja o tour se não souber como faz. Isso ajudaria muito indicar que a solução foi útil para você. Também pode votar em qualquer pergunta ou resposta que achar útil no site todo. – Maniero 3/03/19 às 10:29

1 Resposta 1

14

Não é só para Python, isso funciona para qualquer código. O acrônimo significa Write Everything Twice que é oposição ao DRY (foi escolhido assim para fazer um trocadilho com o DRY). São os comentários óbvios, que dizem exatamente o que o código já está dizendo de forma clara e legível para qualquer programador.

Se você escreveu um código simples e óbvio não tem porque comentar o que ele faz. Se não conseguiu fazer isso refaça o código. Comentários servem para dizer porque fez uma coisa não óbvia, porque tem algo ali que parece estranho ou porque teve que mexer naquilo ou de onde veio a informação referência para fazer aquilo. Comentário não é para dizer o que o código faz.

total = qtde * valor #calcula o total

Ah vá? Se não tivesse o comentário eu nunca saberia!

Esses comentários só são aceitáveis quando está sendo didático em uma amostra para ensinar alguém como se faz, não para código em produção.

Quase todo comentário viola o DRY do código e te obriga ficar atento a ele em qualquer mudança no código.

O WET não se aplica só a comentários, qualquer duplicação real, e que não são iguais apenas por coincidência, devem ser evitados.

  • Só para completar a ótima resposta: um dos piores problemas com comentários é que muitas vezes as pessoas não atualizam eles quando mudam o código. Então os comentários passam a ficar desatualizados e mentir para o programador, aumentando o tempo para entender o código. – renatomt 28/08/20 às 15:32

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.