5

Calculei a probabilidade acumulada (em inglês, cdf) dos meus dados, me baseando na probabilidade de excedência (em inglês,edf), usando o modelo de regressão Cox. Até ai ok, sem problema algum.

Porém, alguém sabe se existe algum comando para transformar esses dados na densidade de probabilidade (em inglês, pdf)?

Já testei usando pela função do histograma, mas não funciona corretamente.

dado1<-c(128.1072, 124.2218, 127.5064, 143.5201, 121.6476, 121.4071, 133.5725, 127.9324, 115.7151, 131.6176, 113.7500, 122.2064, 133.9970, 125.4781, 122.9766, 132.7081, 124.9619, 134.4549, 127.4127, 121.9021, 111.9924, 122.4483, 132.1261, 129.7735,124.7136, 118.2293, 120.5072, 129.5527, 125.7787)

dado2<-c(174.07874, 132.74495, 84.52224, 82.93248, 113.13792, 112.87297, 163.48032, 170.10432, 184.41215, 169.30945, 152.35201, 127.44576, 130.62528, 123.20640, 59.61600, 48.75264, 77.10335, 113.93281, 83.99231, 164.27521, 111.81314, 72.06912, 169.04448, 229.45537, 79.48800,  57.23136,  72.33408, 95.38560, 136.18944)

dado3<-c(1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1)

dado4<-c(1982, 1983, 1984, 1985, 1986, 1987, 1988, 1989, 1990, 1991, 1992, 1993, 1994, 1995, 1996, 1997, 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010)

dados<-data.frame(cbind(dado4,dado2,dado1,dado3))

require(survival)

curva <- coxph(Surv(dados[,2], dados[,4]) ~ dados[,3], dados)
a<-summary(curva)
coef<-as.numeric(data.frame(a$coef[1]))

edf<-survfit(curva)$surv
edf<-append(1,edf)
cdf<-1-edf

ano<-12
prevcox<-edf^exp(coef*dados[ano,3])

Quero encontrar a pdf, me baseando na cdf e edf encontrada, para a variável prevcox.

  • 2
    Para densidades empíricas talvez densidades do núcleo, que podem ser calculadas com density(x). Veja a página de ajuda ?density para os vários núcleos disponíveis. Para obter os valores de x e de y pode ser com pdf <- density(x); pdf$x; pdf$y. – Rui Barradas 14/02 às 22:29
  • Obrigada @RuiBarradas! Porém, quando fui testar sua sugestão, apresentou um erro. "Erro em pdf$x: objeto de tipo 'closure' não possível dividir em subconjuntos". Alguma sugestão? – iara 18/02 às 14:33
  • Deve ser porque pdf já é o nome de uma função R base e por vezes há conflitos de nomes. Tente só f, assim: f <- density(x); f$x; f$y. – Rui Barradas 18/02 às 15:12
  • Agora sim, obrigada @RuiBarradas! – iara 18/02 às 17:57
  • porque você está usando análise de sobrevivência se o seu dado não apresenta nenhuma censura? – Guilherme Parreira 28/02 às 16:17
1

Se tais valores são o resultado da sua F(x), então você pode aproximar sua fdp(x) a partir da seguinte equação:

fórmula

em que x2 e x1 são os valores de "x" que você utilizou para calcular a sua F(x), em que x2>x1, mas a diferença entre x2 e x1 deve ser próxima de zero, para que você possa assumir, por exemplo que a equação acima resulte em fdp(x2).

Em código R, você pode fazer algo parecido com isso:

F_para_fdp <- function(x1, x2, Fx2, Fx1){
  return((Fx2-Fx1)/(x2-x1))
}
  • Obrigada @GuilhermeParreira! Porém, acho que não consegui fazer funcionar. Indiquei quem seria meu x1 e meu x2, e rodei exatamente como escreveu acima. Aparentemente roda, mas não obtenho nenhum resultado. E quando digito "F_para_fdp", volta exatamente todas as linhas que escrevi. – iara 18/02 às 18:01
  • Por nada Iara! A função que eu coloquei é apenas para iniciar o processo... Note que os valores que você colocou na pergunta são o resultado da F(x), e não os valores de "x". Para eu lhe fornecer uma resposta completa, preciso que você forneça os valores de "x". – Guilherme Parreira 19/02 às 10:31
  • Guilherme Parreira, respondi aqui no post para ficar mais detalhado. Obrigada! – iara 20/02 às 11:54
  • Olá @iara, você deveria editar o texto e o título da sua questão, e não colocar como uma resposta. Pois da forma que a questão foi feita, ela é bem genérica, e aí a minha resposta cabe, mas no seu caso você precisa disso no contexto do modelo de Cox. Semana que vem provavelmente eu irei estudar tal modelo, e poderei fornecer uma resposta aqui para você!! – Guilherme Parreira 21/02 às 12:47
  • Obrigada Guilherme Parreira! Acreditei que conseguiria descobrir daquela outra maneira. Mas reescrevi a questão para que ficasse claro. – iara 21/02 às 13:15

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.