16

Eu tenho um projeto e queria manter ele no Bitbucket/Gitlab e no GitHub ao mesmo tempo. Isso é possível?

Eu preciso que eles trabalhem simultaneamente de forma que se eu quiser fazer um push apenas no Bitbucket eu consiga.

  • 3
    Na sua máquina vai ter seus códigos e seu repositório local. Basta adicionar quantos remote você precisar. Nos meus projetos eu sempre tenho um remote origin e um remote deploy. Assim quando eu quero atualizar o repositório eu uso git push origin master quando quero atualizar o site uso git push deploy master – fernandosavio 13/02 às 18:16
7

As outras respostas sugerem criar um remote para cada repositório remoto (ex: um para o GitHub, outro para o Bitbucket), e em seguida fazer push para cada um deles.

É uma solução perfeitamente válida, mas também é possível, com apenas um push, atualizar todos os repositórios remotos.


Para começar, vamos assumir que fiz um git clone url.github e o projeto já está na minha máquina. Quando é feito um clone, por padrão ele já cria um remote chamado origin, como podemos ver com o comando git remote. Ex:

$ git remote -v
origin url.github (fetch)
origin url.github (push)

Podemos ver que a URL para fetch e push são as mesmas, indicando que estas serão as URLs usadas para os respectivos comandos.

Mas o git remote também possui opções que permitem adicionar várias URLs diferentes para push. Se quiser, você pode fazer tudo isso no próprio origin, mas como este é um remote meio que "padrão" (que muitos usam sem pensar quando fazem copy-paste de comandos para resolver seus problemas, e qualquer configuração diferente nele pode atrapalhar mais do que ajudar), eu prefiro criar outro remote separado para isso (mas nada impede que você faça o procedimento abaixo no origin).

Então primeiro vamos criar um novo remote, com o criativo nome de "all" (já que ele vai concentrar todos os repositórios remotos):

# cria um remote chamado "all", apontando para a URL do GitHub
$ git remote add all url.github

# mostra os remotes atuais
$ git remote -v
all url.github (fetch)
all url.github (push)
origin url.github (fetch)
origin url.github (push)

Como podemos ver, tanto o all quanto o origin apontam para a mesma URL. Mas agora vamos configurar o all para ter várias URLs de push diferentes.

Para isso, usamos o comando git remote set-url, usando as opções --add (para adicionar uma nova URL) e --push (para indicar que estou adicionando uma URL de push), além do nome do remote (no caso, all) e por fim a URL:

$ git remote set-url --add --push all url.bitbucket
$ git remote -v
all url.github (fetch)
all url.bitbucket (push)
origin url.github (fetch)
origin url.github (push)

Repare que agora a URL de push foi substituída pela URL do Bitbucket. Isso quer dizer que se eu fizer um push para o all, ele será enviado somente para o Bitbucket:

$ git push all master 
Counting objects: 3, done.
Writing objects: 100% (3/3), 216 bytes | 216.00 KiB/s, done.
Total 3 (delta 0), reused 0 (delta 0)
To url.bitbucket
 * [new branch]      master -> master

Pode parecer estranho que o --add sobrescreveu a URL padrão, mas este é o comportamento "esperado" para a primeira URL adicionada, conforme descrito nesta resposta do SOen (veja o comentário no "UPDATE 2"). Mas tudo bem, basta adicionar novamente a URL do GitHub, com o mesmo comando:

$ git remote set-url --add --push all url.github

$ git remote -v
all url.github (fetch)
all url.bitbucket (push)
all url.github (push)
origin url.github (fetch)
origin url.github (push)

Repare que agora o remote all possui duas URLs de push: uma do GitHub e outra do Bitbucket. Isso quer dizer que, quando for feito um push, ele será enviado para ambos de uma só vez:

# fazer push do branch master para o remote "all"
$ git push all master 
Counting objects: 3, done.
Writing objects: 100% (3/3), 255 bytes | 255.00 KiB/s, done.
Total 3 (delta 0), reused 0 (delta 0)
To url.bitbucket
   3f5d6dc..78ac9a1  master -> master
Counting objects: 3, done.
Writing objects: 100% (3/3), 255 bytes | 255.00 KiB/s, done.
Total 3 (delta 0), reused 0 (delta 0)
To url.github
   3f5d6dc..78ac9a1  master -> master

Repare que foi feito o push tanto para o Bitbucket quanto para o GitHub.


Esta opção permite que você adicione quantos repositórios remotos forem necessários. Por exemplo, eu poderia adicionar um repositório no Gitlab:

$ git remote set-url --add --push all url.gitlab

$ git remote -v
all url.github (fetch)
all url.bitbucket (push)
all url.github (push)
all url.gitlab (push)
origin url.github (fetch)
origin url.github (push)

Veja que agora há 3 URLs de push (Bitbucket, GitHub e Gitlab). Ao fazer o push:

$ git push all master
Everything up-to-date
Everything up-to-date
Counting objects: 6, done.
Delta compression using up to 8 threads.
Compressing objects: 100% (2/2), done.
Writing objects: 100% (6/6), 439 bytes | 439.00 KiB/s, done.
Total 6 (delta 0), reused 0 (delta 0)
To url.gitlab
 * [new branch]      master -> master

Por duas vezes apareceu a mensagem "Everything up-to-date", indicando que dois repositórios remotos já estavam atualizados, e por fim, é mostrado o push para o GitLab. Se quiser saber quais os repositórios já estavam atualizados, você pode usar a opção -v:

$ git push -v all master
Pushing to url.bitbucket
To url.bitbucket
 = [up to date]      master -> master
updating local tracking ref 'refs/remotes/all/master'
Everything up-to-date
Pushing to url.github
To url.github
 = [up to date]      master -> master
updating local tracking ref 'refs/remotes/all/master'
Everything up-to-date
Pushing to url.gitlab
Counting objects: 3, done.
Writing objects: 100% (3/3), 256 bytes | 256.00 KiB/s, done.
Total 3 (delta 0), reused 0 (delta 0)
To url.gitlab
   78ac9a1..95f90db  master -> master
updating local tracking ref 'refs/remotes/all/master'

Neste caso, é mostrada a URL que está sendo feito o push, e a mensagem "Everything up-to-date" é mostrada para os que já estão atualizados.


Se quiser, você pode fazer tudo isso no origin, só precisa lembrar que todo push será feito em todos os repositórios remotos.

9

Dentro do repositório local do seu projeto, adicione os repositórios externos utilizando o comando git remote

git remote add github https://github.com/usuario/repositorio

git remote add bitbucket https://bitbucket.com/usuario/repositorio

Após um eventual commit, você pode realizar um push especificando qual repositório vai receber as atualizações.

git push gibhub master

ou

git push bitbucket master

Trabalhando com repositório remoto

8

Você pode configurar quantos remotes você precisar, e quando for dar um push para um repositório basta escolher qual dos remotes você quer dar o push.

Ex.:

Listar repositórios remotos configurados:

git remote -v
# origin    git@gitlab.com:meus-projetos/projeto-joinha.git (fetch)
# origin    git@gitlab.com:meus-projetos/projeto-joinha.git (push)

Adicionar novo repositório remoto:

git remote add deploy usuario@meuservidor.com.br:/srv/git/meu-repositorio.git

Na documentação do git remote add explica a sintaxe do comando:

git remote add nome-do-remote usuario@servidor.com:/caminho/do/repositorio

Checar se o repositório foi adicionado

git remote -v
# deploy    usuario@meuservidor.com.br:/srv/git/meu-repositorio.git (fetch)
# deploy    usuario@meuservidor.com.br:/srv/git/meu-repositorio (push)
# origin    git@gitlab.com:meus-projetos/projeto-joinha.git (fetch)
# origin    git@gitlab.com:meus-projetos/projeto-joinha.git (push)

Parece OK, agora é só escolher pra qual remote e branch você vai fazer o seu push ou pull:

git push origin master
# ou
git push deploy master
  • Me tira uma dúvida jovem, imagina que eu já tenho um projeto do GitHub rodando direitinho etc, Tem como eu dar um git remote add origin para um repositório no GitLab? Ai eu posso ficar dando git push origin github ou git push origin github conforme eu queira ? – hugocsl 13/02 às 18:38
  • Você só precisa adicionar o remote com o nome que você quiser... Se você já tem o projeto no GitHub e já tá com o remote configurado para ele (provavelmente o origin) basta adicionar o remoto do GitLab. – fernandosavio 13/02 às 18:42
  • Cria um repositório em branco no GitLab e depois clica em "Clone", vai mostrar algo como isso que são os caminhos para o repositório remote. Aí é só fazer git remote add gitlab git@gitlab.com:fernandosavio/teste.git que o repositório estará configurado – fernandosavio 13/02 às 18:44
  • Tendi jovem, é bom saber :) – hugocsl 13/02 às 18:44
  • 1
    Agora vi que era tu Hugo! :D Depois de fazer os passos acima é só escolher pra onde dar o push. Só um detalhe importante git push remote branch, então no teu primeiro comentário seria git push github master ao invés de git push origin github – fernandosavio 13/02 às 18:46

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.