6

Recentemente solicitamos um serviço para uma empresa parceira, para consultar algumas pessoas. O serviço foi concebido do zero, para atender uma demanda particular do sistema nosso. Este é um serviço Rest simples, usando JSON como retorno.

Porém, o resultado do serviço disponibilizado me chamou a atenção. Veja um exemplo:

{
    "73317882484": {
        "nome": "Joaquim"
    },
    "55968857463": {
        "nome": "Maria"
    }
}

Embora seja um Json válido, o desenvolvedor entendeu que o campo de CPF seria uma espécie de chave para agrupar as demais informações da pessoa. Então, ao invés dele criar um campo "cpf" com o valor do CPF, ele adotou o próprio CPF como nome do campo. Também, ao invés de criar um array para cada registro, foi devolvido um objeto só.

Tudo indica que o Json retornado foi manipulado, sem ajuda de framework para ser gerado, pois seria impossível mapear este Json para uma classe Java (por exemplo) sem conhecer todos os possíveis retornos de CPF. Enfim, não faz sentido.

Eu esperava, é claro, algo assim:

[
    {
        "cpf: "73317882484"
        "nome": "Joaquim"
    },
    {
        "cpf: "55968857463"
        "nome": "Maria"
    }
]

A pergunta é: como explicar que o formato mencionado antes não é o adequado para um retorno?

Não achei nenhum tipo de referência sobre este assunto. Em uma breve leitura dinâmica pela RFC também não achei nada associado a isto.

  • 1
    Em quais pontos exatamente o JSON deixa de ser adequado? – Anderson Carlos Woss 6/02 às 15:58
  • 1
    Na real dá pra você mapear no Java sim... O que você pode fazer é fornecer uma documentação do retorno esperado e dar exemplos – Sorack 6/02 às 16:00
  • 1
    @Dherik sim, é possível. No caso você mapearia esse atributo para um Map<String, Pessoa> ou algo similar a isso – Sorack 6/02 às 16:06
  • 1
    Sendo um JSON válido, qualquer ferramenta que se preze do Java para trabalhar com JSON será capaz de analisar os dados corretamente. O que vejo que é que talvez essa não seja a forma mais fácil para você, por isso questionei, para saber se estava claro para você quais eram as limitações. Estando claro isso, sua resposta estaria pronta. – Anderson Carlos Woss 6/02 às 16:07
  • 4
    Talvez um argumento válido seja a semântica: solicitar uma lista de pessoas é diferente de solicitar um mapa de pessoas. Se tenho interesse no todo, faz sentido eu possuir uma lista, se tenho interesse em informações insoladas, faz mais sentido eu ter um mapa. – Anderson Carlos Woss 6/02 às 16:28
5

Um argumento válido: "73317882484" não faz parte de estrutura alguma. Os campos em um objeto JSON visam refletir, principalmente, estrutura. A estrutura compõe-se de nomes, códigos (como o CPF), campos demais, outros objetos, etc.

Você também pode argumentar, já que o serviço foi feito para ser consumido por vocês, que simplesmente serializar os dados de um modo que não seja proveitoso a quem desserializa é contra-producente. Também tem o problema da semântica: está implícito que a chave do campo é o CPF, não explícito.

Se fosse para enviar dados assim, você pode argumentar que um CSV seria mais útil.

6

Sintaticamente, isso está ok. Mas o problema aqui é na semântica.

A notação com {} representa um objeto. A notação [] representa uma lista.

Você utiliza este serviço com a intenção de encontrar uma lista de pessoas. E não um objeto que contém as pessoas. Logo, se a ideia é obter como resultado uma lista, então você deveria ter um retorno com [], e não com {}.

Além disso, cada pessoa é um objeto (representado com {}), e nele você espera encontrar as propriedades relevantes de cada pessoa, tais como nome, e-mail, telefone e CPF. Logo, o campo cpf deveria estar dentro do objeto representando a pessoa.

1

O formato não está incorreto. O que você pode fazer é definir uma especificação (JSON Style Guide) e fornecer para a empresa.

Alguns exemplos: - https://google.github.io/styleguide/jsoncstyleguide.xml - https://jsonapi.org/

Tudo indica que o Json retornado foi manipulado, sem ajuda de framework para ser gerado, pois seria impossível mapear este Json para uma classe Java (por exemplo) sem conhecer todos os possíveis retornos de CPF. Enfim, não faz sentido.

Essa afirmação está incorreta. É possível gerar/mapear um JSON assim.

Sua resposta

Ao clicar em "Publique sua resposta", você reconhece que leu nossos termos de serviço, política de privacidade e política de cookes atualizados, e que a sua continuidade no uso do website é sujeita a essas políticas.

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.