0

Tenho a seguinte situação. Um projeto cujo banco de dados possui todas as tabelas com chave primária com nome "id". Ao realizar joins de forma a popular classes e subclasses, eu utilizo algo como o código abaixo:

Exemplo de uma consulta com joins:

var sql1 = @"SELECT 
                                    t.id                        AS id_ticket_entity,
                                    t.statusticketid,
                                    t.usuarioclienteid,
                                    t.categoriaid,
                                    t.classificacaoid,
                                    t.titulo,
                                    t.descricao,
                                    t.data_hora_inicial,
                                    t.data_hora_alteracao,
                                    CASE
                                        WHEN t.data_hora_ultima_mensagem IS NULL THEN t.data_hora_inicial
                                        WHEN t.data_hora_ultima_mensagem IS NOT NULL THEN t.data_hora_ultima_mensagem
                                    END AS data_hora_ultima_mensagem,
                                    t.data_hora_final,
                                    ct.id                       AS id_categoria_entity, 
                                    ct.nome, 
                                    cl.id                       AS id_classificacao_entity, 
                                    cl.nome,
                                    st.id                       AS id_status_ticket_entity,
                                    st.nome,
                                    st.uso,
                                    st.em_aberto,
                                    st.ordem_em_aberto,
                                    uc.id                       AS id_usuario_cliente_entity,
                                    uc.clienteid,
                                    uc.nome,
                                    uc.email,
                                    uc.telefone_fixo,
                                    uc.telefone_celular,
                                    uc.copia,
                                    uc.provisorio,
                                    uc.ativo,
                                    c.id                        AS id_cliente_entity,
                                    c.nome
                            FROM dbo.Ticket t
                            LEFT JOIN dbo.Categoria ct          ON t.categoriaid = ct.id
                            LEFT JOIN dbo.Classificacao cl      ON t.classificacaoid = cl.id
                            LEFT JOIN dbo.Status_Ticket st      ON t.statusticketid = st.id
                            LEFT JOIN dbo.Usuario_Cliente uc    ON t.usuarioclienteid = uc.id
                            LEFT JOIN dbo.Cliente c             ON uc.clienteid = c.id
                            WHERE t.id = " + idTicket;

Exemplo de como executo a consulta acima:

result1 = conn.Query<Ticket, Categoria, Classificacao, StatusTicket, UsuarioCliente, Cliente, Ticket>(sql1,
                                map: (ticket, categoria, classificacao, status, usuario, cliente) =>
                                {
                                    ticket.Categoria = categoria;
                                    ticket.Classificacao = classificacao;
                                    ticket.StatusTicket = status;
                                    ticket.UsuarioCliente = usuario;
                                    ticket.UsuarioCliente.Cliente = cliente;

                                    return ticket;
                                },
                                splitOn: "id_categoria_entity,id_classificacao_entity,id_status_ticket_entity,id_usuario_cliente_entity,id_cliente_entity").SingleOrDefault();

A seguir, o FluentMap usado para algumas dessas entidades:

public TicketMapping()
        {
            ToTable("Ticket");
            Map(m => m.Id).ToColumn("id_ticket_entity").IsKey().IsIdentity();
            Map(m => m.IdStatusTicket).ToColumn("statusticketid");
            Map(m => m.IdUsuarioCliente).ToColumn("usuarioclienteid");
            Map(m => m.IdCategoria).ToColumn("categoriaid");
            Map(m => m.IdClassificacao).ToColumn("classificacaoid");
            Map(m => m.Titulo).ToColumn("titulo");
            Map(m => m.Descricao).ToColumn("descricao");
            Map(m => m.DataHoraInicial).ToColumn("data_hora_inicial");
            Map(m => m.DataHoraAlteracao).ToColumn("data_hora_alteracao");
            Map(m => m.DataHoraUltimaMensagem).ToColumn("data_hora_ultima_mensagem");
            Map(m => m.DataHoraFinal).ToColumn("data_hora_final");
            Map(m => m.Categoria).Ignore();
            Map(m => m.Classificacao).Ignore();
            Map(m => m.StatusTicket).Ignore();
            Map(m => m.UsuarioCliente).Ignore();
        }

public CategoriaMapping()
{
    ToTable("Categoria");
    Map(m => m.Id).ToColumn("id_categoria_entity").IsKey().IsIdentity();
    Map(m => m.Nome).ToColumn("nome");
}


public ClassificacaoMapping()
    {
        ToTable("Classificacao");
        Map(m => m.Id).ToColumn("id_classificacao_entity").IsKey().IsIdentity();
        Map(m => m.Nome).ToColumn("nome");
    }

Como pode ser visto, estou usando alias em todas as chaves primárias, isso pra poder fazer a localização das chaves nos campos selecionados e permitir que o Dapper faça o carregamento correto das subclasses.

Até aqui, aparentemente a coisa funciona, mas o problema é que tenho uma classe genérica que atende a todos os repositórios para realizar o CRUD básico, e por conta desse mapeamento por ALIAS, a minha classe genérica deixa de funcionar, porque não consigo fazer a busca de forma direta, pois como não consigo mapear para a coluna "id" original da entidade, mas sim apenas para o ALIAS da chave, perco a praticidade de ter essa classe genérica, me forçando a ter que codificar praticamente todo o CRUD de todas as entidades.

Abaixo, um exemplo de consulta por Dapper e Dommel, da classe genérica de CRUD:

public virtual T GetById(Int32 id)
{
    try
    {
        using (var conn = CreateConnection())
        {
            return conn.Get<T>(id);
        }
    }
    catch (Exception ex)
    {
        return null;
    }
}

Não gostaria de ir nesse caminho de ter que codificar o que já tenho pronto na classe genérica, e a ideia seria manter a classe genérica, e ter uma forma de resolver esses joins ou o mapeamento delas, se não for por alias, que seja por outro método...

A opção de mudar o nome das chaves no banco não é considerada como solução.

Estou tendo muita dificuldade em resolver isso, e quem tiver uma solução pra isso, eu agradeço.

Obrigado.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.