12

Dia desses me deparei com uma dúvida de um usuário que queria imprimir uma string, mas com intervalo de tempo entre cada caractere, então sugeri que ele utilizasse o seguinte código:

from time import sleep
frase = ("Boa noite a todos!")
for i in range(len(frase)):
    print(frase[i],end = "")
    sleep(0.5)

Um outro usuário no mesmo fórum sugeriu a seguinte solução abaixo:

from time import sleep
frase = 'Boa noite'
for letra in frase: 
    print(letra, end="")
    sleep(0.5)

Fiquei curioso especialmente com essa linha de código: for letra in frase:

Como o Python sabe que aquele caractere se chama letra? O pior de tudo foi quando substituí o letra por for bola in frase: e o código continuou funcionando, aí sim buguei de vez.

13

Como o Python sabe que aquele caractere se chama letra?

A linha está dizendo.

quando substituí o letra por for bola in frase: e o código continuou funcionando

E porque seria diferente?

Você tem liberdade de dar o nome que quiser para qualquer variável. Aconselha-se usar um nome significativo, mas pode escrever qualquer nome válido para um identificador em código seguindo as regras de sintaxe definidas para Python.

Na verdade seu código original já mostra isso, você usou i e também funcionou, ainda que seu código fazia um monte de coisa desnecessária. Você tentou reproduzir o for bruto de outras linguagens, que raramente é necessário. O for, também conhecido como for each, costuma ser mais adequado na maioria das situações porque ele é usado para "varrer" uma coleção de dados, é raro você precisar usar ele como um contador, como foi usado na sua resposta no fórum citado. O for tem como objetivo pegar uma coleção e ir jogando um elemento dele em uma variável para ser usada em cada passo, muito mais simples e menos chance de fazer algo errado.

Para sanar a questão colocada abaixo, se por acaso a interpretação for outra do que era a pergunta, e nada na pergunta indica ser outra coisa, e se for assim a pergunta não está clara, vou colocar mais sobre.

O for, pelo menos em Python, é um padrão de projeto, como muitos outros, que existem na sintaxe da linguagem para facilitar o uso de algo muito comum evitando erros, conforme já disse antes, e assim como é uma variável e outros mecanismos.

Este design pattern existe porque é comum precisarmos percorrer uma coleção de dados. Em Python a coleção mais conhecida é a lista, outra é o dicionário. Mas a mais usada é a coleção string, que nada mais é que uma lista de caracteres. Como ela é tão usada tem um literal que deixa você criar um valor com cada caractere sendo escrito junto sem separadores, apenas delimitado por aspas (simples ou duplas).

Toda coleção de dados possuem alguns mecanismos para manipularmos seu conteúdo. Um deles é o método __iter__(). Ele fornece um objeto que controla o acesso à lista de dados, e com este objeto você pode fazer algumas coisas, entre elas o mais importante é ir para o próximo item, com o __next__().

Portanto se você for criar um tipo que seja uma coleção é sua obrigação criar estes métodos neste tipo para que processe adequadamente a iteração.

O seu código na verdade é parecido com escrever:

tmp_iter = frase.__iter__()
while True:
    try:
        letra = tmp_iter.__next__()
        print(letra, end = "")
        sleep(0.5)
    except StopIteration:
        break

O que diga-se de passagem não é uma forma muito eficiente, mas Python não tem esse compromisso.

Obviamente que tem simplificação aí e tem várias outras formas de lidar com isso e métodos diferentes no processo.

  • Então basicamente ele interpretou a string como uma lista? – Cadu 20/01 às 12:41
  • 4
    Uma string é uma lista de caracteres. A tradução da palavra é cadeia, o que pode ser interpretada também como conjunto, coleção, sequência, algo que vai sendo colocado um atrás de outro. – Maniero 20/01 às 12:52
  • 1
    Eu acho que a dúvida dele estava mais relacionada a achar que letra era um membro ou função especial do objeto frase. – cfelipe 20/01 às 17:47
  • @C.Felipe minha interpretação não é essa, e como a aceitação foi dada nesta resposta me parece que ele concordou com minha interpretação. Uma pena eu receber um negativo por uma resposta certa. Se eu usar o cri´terio da interpretação do que é a pergunta, eu poderia negativar a sua por você ter interpretado diferente do que eu interpretarei, mas obviamente não farei isto porque seria votar por motivos errados, como você fez. – Maniero 20/01 às 17:49
  • Justo. Acho que quem tem que resolver isso é quem perguntou também, mudei meu voto. – cfelipe 20/01 às 17:50
5

Veja a documentação sobre a declaração for e iterators. Na declaração for letra in frase: temos o seguinte:

  1. for chama a função __iter__() do objeto frase.
  2. A função __iter__() retorna um objeto chamado iterator, que é capaz de acessar os sucessivos objetos de frase atravéz da função __next__()
  3. O resultado da chamada de __next__() passa a ser guardado em letra.

Daí vem a magia que você observou. A declaração for não sabe, a princípio, como acessar os valores do objeto frase. Então o que ela faz é para pedir para frase um objeto que saiba. Esse objeto, chamado iterator, tem uma função chamada __next__() que é acessada pelo loop for e retorna próximo elemento da sequência. letras é só uma variável que recebe o resultado de __next(), ela poderia ter qualquer nome e não está relacionada de forma alguma ao objeto frase.

Para ficar menos abstrato, você pode implementar a declaração for letra in frase: no braço:

>>>frase = "Boa noite a todos!"
>>>iterador = frase.__iter__()
>>>iterator
<str_iterator object at 0x000001ADA25DCE80>
>>>letra = iterador.__next__()
>>>letra
'B'
>>>letra = iterador.__next__()
>>>letra
'o'
>>>letra = iterador.__next__()
>>>letra
'a'

Veja novamente que você poderia ter chamado letra de qualquer coisa. É só o objeto que guarda o resultado de iterador.__next__().

4

Acredito que você "bugou" para interpretar este novo código sugerido por um outro usuário do fórum já que a variável "frase" é apenas uma string, mas uma string é uma cadeia de caracteres (char), então quando você utilizar o for (que no Python também serve como foreach) ele pega a cadeia (array) de caracteres e então a percorre cada caractere ou seja e como se fosse um array desta forma:

['B', 'o', 'a', ' ', 'n', 'o', 'i', 't', 'e']

Agora veja o mesmo código com esta visão, como ele se torna mais simples e compreensível:

from time import sleep
frase = 'Boa noite'
for letra in frase: 
    print(letra, end="")
    sleep(0.5)
  • Não entendi direito esse segundo bloco, parece idêntico ao da pergunta. É isso mesmo? – Bacco 20/01 às 14:42
  • 1
    Mas é o mesmo da pergunta, como ele já sabe que funciona e ele apenas estava com duvida do funcionamento, eu explique e então coloquei o código de novo para ele ler com as novas informações. – Wictor Chaves 20/01 às 14:52
  • Eu entendi, @Bacco tranquilo. – Cadu 20/01 às 15:43
  • 1
    @Cadu achei melhor perguntar. pois poderia ser intencional (conforme confirmado), um engano na hora de colar, ou mesmo eu não ter percebido a diferença. Como está esclarecido, jajá apago este comment aqui e os anteriores – Bacco 20/01 às 20:56
2

python tem o protocolo de iteração, onde toda a sequencia é um iterável, a prova disso é a implementação do método iter no objeto

dir('teste')#vc vai achar __iter__ no meio dos métodos
dir([1,2,3])#__iter__ também esta presente aqui

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.