1

Tenho um objeto de classe que aparece assim no print_r();

Membros Object
(
    [idMembro:Membros:private] => 
    [dataCadastro:Membros:private] => 2019-01-10
    [nome:Membros:private] => Cleonice P
    [apelido:Membros:private] => cleo
    [dataNascimento:Membros:private] => 1974-10-03
    [telefone:Membros:private] => 3237216149
    [celular:Membros:private] => 32988518043
    [bairro:Membros:private] => São Francisco
    [endereco:Membros:private] => Rua Francisco
    [email:Membros:private] => cleo@oi.com
    [sexo:Membros:private] => Masculino
    [estadoCivil:Membros:private] => Solteiro
    [dataBatismo:Membros:private] => 2019-01-09
    [bloqueado:Membros:private] => n
    [batizadoFora:Membros:private] => n
    [usuario:Membros:private] => caca
    [senha:Membros:private] => aaaa
)

Mas dataBatismo,

[dataBatismo:Membros:private] => 2019-01-09

Pode ocorer de vir vazia,

[dataBatismo:Membros:private] =>

Tenho a função abaixo que popula a tabela de membros

public function cadastrar( $Membro ) {

    $dataBatismo = empty($Membro->getDataBatismo()) ? "NULL" : $Membro->getDataBatismo();

    $string = "INSERT INTO membros (     
                     dataCadastro,
                     nome,
                     apelido,
                     dataNascimento,
                     telefone,
                     celular,
                     bairro,
                     endereco,
                     email,
                     sexo,
                     estadoCivil,
                     dataBatismo,
                     bloqueado,
                     batizadoFora,
                     usuario,
                     senha) 
                    VALUES (
                       '" . $Membro->getDataCadastro() . "',
                       '" . $Membro->getNome() . "',
                       '" . $Membro->getApelido() . "',
                       '" . $Membro->getDataNascimento() . "',
                       '" . $Membro->getTelefone() . "',
                       '" . $Membro->getCelular() . "',
                       '" . $Membro->getBairro() . "',
                       '" . $Membro->getEndereco() . "',
                       '" . $Membro->getEmail() . "',
                       '" . $Membro->getsexo() . "',
                       '" . $Membro->getEstadoCivil() . "',
                       " . $dataBatismo . ",
                       '" . $Membro->getBloqueado() . "',
                       '" . $Membro->getBatizadoFora() . "',
                       '" . $Membro->getUsuario() . "',
                       '" . $Membro->getSenha() . "'
                       )";
print "<pre>";
print_r($string);   
print "</pre>";
    return $this->conexao->query( $string ) == true ? true : false;

}

O problema está aqui aqui:

$dataBatismo = empty($Membro->getDataBatismo()) ? "NULL" : $Membro->getDataBatismo();

Mais precisamente aqui:

$Membro->getDataBatismo();

Quando a data não vazia, então acaba dando problema aqui,

" . $dataBatismo . ",

Que fica uma não string na query e só pode ser nula ou então string date

2019-10-01,

Quando o correto seria:

"2019-10-01",

Como resolver isso?

  • Se é uma string, por que ela não possui as aspas simples assim como todas as outras colunas da sua tabela? – Anderson Carlos Woss 10/01 às 13:16
  • Iria fazer a mesma observação. Já que data nascimento aparentemente dá certo, data batismo também deveria estar na mesma sintaxe. Dá uma olhada se é a falta de aspas simples na montagem da string. – Paulo Weverton 10/01 às 13:20
  • porque se ela estiver nula, não pode ir com aspas para a query senão NÃO vai funcionar No entanto, se NÃO for nula, precisa das aspas mas fiz algumas tentativas de adiconar as aspas apenas quando não for nula e nenhuma deu certo. – Carlos Rocha 10/01 às 13:29
  • Mas você já jogou o NULL entre aspas. Vai acabar resultando em uma string de qualquer jeito: [...] mo()) ? "NULL" : "$Membr [...]. Aliás, seu getter já deveria estar preparado para retornar NULL em campos vazios. – LipESprY 10/01 às 13:32
  • Quando o "NULL" que ainda está no PHP chegar na SQL ele se transfoma em NULL sem as aspas lá. Po causa da concatenação " . $dataBatismo . " – Carlos Rocha 10/01 às 13:35
3

Se entendi bem, basta incluir aspas simples quando o valor não estiver vazio:

$dataBatismo = empty($Membro->getDataBatismo()) ? "NULL" : "'" . $Membro->getDataBatismo() . "'";

NOTA: não sei de onde vêm os dados que vcoê usa nessa query, mas concatenar os valores sem tratamento pode criar problemas de segurança. Recomendo usar prepared statements.

  • exato. Obrigado, deu certo! – Carlos Rocha 10/01 às 13:39
  • eu estou gravando um novo membro. Então, e pego esses campos do formulário e envio eles para um script php que vai receber o form via ajax e vai criar um objeto da classe Membro que vai inserir no banco via método de uma classe que só faz cadastros e updates. Ou seja tudo em OO. – Carlos Rocha 10/01 às 13:45
  • Não importa se é OO, você está montando a query na mão com dados potencialmente inseguros. Use prepared statements, a pergunta que eu linkei mostra como. – bfavaretto 10/01 às 14:27
2

Para começar, precisamos entender que:

  • null ou NULL são nulos e pronto - Veja a documentação: PHP - NULL;

  • "null" ou "NULL" ou 'NULL' são strings com valor null/NULL - Veja a documentação: PHP - Strings;

Veja:

var_dump(null); // Retorna: NULL
var_dump('null'); // Retorna: string(4) "null"

Isso é válido tanto para o PHP quanto para o MySQL (veja tipos de dados do MySQL), que é o db em questão.

Veja o teste:

$null = null;
$mysqli->query("INSERT INTO `teste_null` VALUES ('".$null."');");
// > SELECT * FROM `teste_null`;
// +--------+
// | coluna |
// +--------+
// |        | // string vazia: ''
// +--------+

$null = "null";
$mysqli->query("INSERT INTO `teste_null` VALUES ('".$null."');");
// > SELECT * FROM `teste_null`;
// +--------+
// | coluna |
// +--------+
// | null   | // null
// +--------+

Veja:

$dataBatismo = empty($Membro->getDataBatismo()) ? "NULL" : $Membro->getDataBatismo();

Em tese, adicionar as aspas tanto na query quanto na coalescência, vai resolver o problema em questão. Mas, pera lá! Tem como melhorar e muito seu código.

Como dito, o MySQL pode guardar o null como string quando você guardar estes dados, já que está entre aspas. Dessa forma, você não vai poder validar tais informações usando as funções empty(), is_null() e afins.

Quando você menos perceber, você já vai ter uma bomba em suas mãos. Aprofunde-se nisso de forma que evite futuras manutenções por conta de má-prática de algo tão simples de contornar.

Vamos começar a corrigir seu código!


Veja, novamente, isto:

$dataBatismo = empty($Membro->getDataBatismo()) ? "NULL" : $Membro->getDataBatismo();

Poderia, facilmente, vir pronto do seu getter:

public function getDataNascimento()
{
    if (empty($this->dataNascimento))
        return null;
    else
        return $this->dataNascimento;
    /* Ou
    return (
        empty($this->nascimento)
        ? null
        : $this->nascimento
    ); */
}

Seria bom, também, padronizar seu setter:

public function setDataNascimento($valor)
{
    if (empty($valor))
        $this->dataNascimento = null;
    else {
        // Validações entram aqui
        $this->dataNascimento = trim($valor);
    }
    return true;
}

Isso é válido para todas as propriedades da sua classe.


Agora, deve-se corrigir, também, a sua query. Nada de aspas nela! No máximo, que eu recomendo, é usar a crase para evitar que use alguma palavra reservada do MySQL. Já deve ter ouvido este ditado:

"- É melhor ter e não precisar do que precisar e não ter..."

Para tal feito, vou fazer um exemplo utilizando o PDO. Claro, pode fazer com o MySQLi também. Mas eu vou fazer meu exemplo com o PDO. Tenho mais intimidade com ele, uai!

Suponhamos que a variável $pdo seja um objeto da classe \PDO. Vulga conexão com o db:

// Montando a query:
$sql = 'INSERT INTO `membros` (
    `dataCadastro`, `nome`, `apelido`, `dataNascimento`,
    `telefone`, `celular`, `bairro`, `endereco`, `email`,
    `sexo`, `estadoCivil`, `dataBatismo`, `bloqueado`,
    `batizadoFora`, `usuario`, `senha`
) VALUES (
    :dataCadastro, :nome, :apelido, :dataNascimento,
    :telefone, :celular, :bairro, :endereco, :email,
    :sexo, :estadoCivil, :dataBatismo, :bloqueado,
    :batizadoFora, :usuario, :senha
);';

// Preparar a query:
$pdo->prepare($sql);

// "bindar" os valores na query
$pdo->bindValue(':dataCadastro', $Membro->getDataCadastro());
$pdo->bindValue(':nome', $Membro->getNome());
$pdo->bindValue(':apelido', $Membro->getApelido());
$pdo->bindValue(':dataNascimento', $Membro->getDataNascimento());
$pdo->bindValue(':telefone', $Membro->getTelefone());
$pdo->bindValue(':celular', $Membro->getCelular());
$pdo->bindValue(':bairro', $Membro->getBairro());
$pdo->bindValue(':endereco', $Membro->getEndereco());
$pdo->bindValue(':email', $Membro->getEmail());
$pdo->bindValue(':sexo', $Membro->getsexo());
$pdo->bindValue(':estadoCivil', $Membro->getEstadoCivil());
$pdo->bindValue(':dataBatismo', $Membro->getDataNascimento());
$pdo->bindValue(':bloqueado', $Membro->getBloqueado());
$pdo->bindValue(':batizadoFora', $Membro->getBatizadoFora());
$pdo->bindValue(':usuario', $Membro->getUsuario());
$pdo->bindValue(':senha', $Membro->getSenha());

// retorna true se tudo ocorrer bem ou false se ocorrer algum erro
return $pdo->execute();

Eu acho elegante utilizar o método bindValue(). Mas você pode utilizar uma matriz associativa como argumento do método execute():

$pdo->execute(
    array(
        ':dataCadastro' => $Membro->getDataCadastro(),
        ':nome' => $Membro->getNome(),
        ':apelido' => $Membro->getApelido(),
        ':dataNascimento' => $Membro->getDataNascimento(),
        // ...
    )
);

A diferença, basicamente, é que o método bindValue() aceita tipagem:

$pdo->bindValue(':dataCadastro', $Membro->getDataCadastro(), PDO::PARAM_STR);
$pdo->bindValue(':nome', $Membro->getNome(), PDO::PARAM_STR);
$pdo->bindValue(':apelido', $Membro->getApelido(), PDO::PARAM_STR);
//...

Veja os tipos na documentação: PHP - PDO: Constantes pré-definidas

Repare que não utilizei aspas em nenhuma das colunas da tabela. O MySQL vai se encarregar de fazer tudo por você. Apenas lembre-se de que NULL é NULO (vazio, não definido, ausente) e "NULL" é uma string com valor NULL.

Leitura recomendada: MySQL - Quais tipos de dados devem estar entre aspas?

  • Também recomendo usar prepared statements, mas sua afirmação de que o código dele insere null como string não procede. – bfavaretto 10/01 às 14:29
  • Opa, posso estar enganado. Mas acredito que já tenha me acontecido isso. Vou confirmar e já dou um retorno. – LipESprY 10/01 às 14:32
  • @bfavaretto Realmente você estava certo em parte. Editei a resposta. Olha lá. No PDO eu sempre atribuo NULL em campos vazios: $pdo->setAttribute(\PDO::ATTR_ORACLE_NULLS,\PDO::NULL_EMPTY_STRING); – LipESprY 10/01 às 15:00
  • Essa resposta resolve da melhor forma – Paulo Weverton 11/01 às 17:25

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.