0

Estou implementando um sistema no qual eu seto uma data específica em uma variável do tipo Calendar e depois preciso manipulá-la.

Gostaria de pegar o valor de alguns meses adicionado:

Calendar calendar = Calendar.getInstance();
calendar.add(Calendar.MONTH,4);

O que eu gostaria é pegar essa data adicionada em outra variável, que não afete o Calendar já que é uma classe Singleton.

2

O fato de getInstance() ser estático não significa que Calendar é um Singleton.

Um Singleton significa que existirá somente uma instância da classe na JVM. Mas getInstance() sempre retorna uma nova instância:

Calendar c1 = Calendar.getInstance();
Calendar c2 = Calendar.getInstance();
System.out.println(c1 == c2); // false

O código acima imprime false, já que c1 e c2 não são a mesma instância. Veja que, apesar de getInstance() ser estático, uma nova instância sempre é retornada.

Neste caso, o método getInstance() está funcionando com um static factory method. Só porque existe um método estático que retorna uma instância, não quer dizer necessariamente que esta instância será um singleton.


Como copiar uma instância

O detalhe é que getInstance() retorna um Calendar que corresponde à data e hora atual. Ou seja, c1 e c2 não terão exatamente os mesmos valores.

Se você quer obter uma nova instância com os mesmos valores da original, basta copiá-la, usando o método clone(). Em seguida você pode alterar o clone à vontade, sem modificar o original:

Calendar calendar = Calendar.getInstance();

// criar outro Calendar, com o mesmo valor do original
Calendar clone = (Calendar) calendar.clone();
clone.add(Calendar.MONTH, 4); // somar 4 meses

Com isso, o clone pode ser alterado conforme necessário, e o calendar original não terá o seu valor alterado.


GregorianCalendar

Havia uma resposta em que o autor da pergunta dizia que havia encontrado uma solução, usando diretamente GregorianCalendar. A resposta foi apagada, mas de qualquer forma deixei esta explicação adicional como complemento.

GregorianCalendar é uma subclasse de Calendar, e não há problema em usá-la diretamente, se assim for o desejado. O detalhe é que você provavelmente já estava usando esta classe sem saber.

Isso acontece porque Calendar é uma classe abstrata, o que significa que não é possível criar instâncias diretamente com new Calendar(). Então getInstance() na verdade retorna alguma subclasse de Calendar, baseado no Locale padrão da JVM. E na grande maioria dos casos* (para quase todos os locales), o retorno é um GregorianCalendar:

Calendar calendar = Calendar.getInstance();
System.out.println(calendar.getClass()); // class java.util.GregorianCalendar

Claro que você pode usar GregorianCalendar diretamente se quiser. Mas também pode continuar usando getInstance() sem problemas, e se quiser que um Calendar não seja modificado, crie cópias do mesmo usando clone().

* Pelo que vi na documentação do Android, GregorianCalendar parece ser a única subclasse nativa. Porém, no JDK existem outras implementações, por isso alguns locales podem retornar subclasses diferentes.


java.time

A partir da API level 26 você também pode usar o pacote java.time. Esta nova API de datas é muito superior à Date e Calendar, e na minha opinião, vale muito a pena migrar seu código para usá-la.

Um detalhe interessante e que ajudaria no seu caso é que todas as classes são imutáveis, então quaisquer operações (como somar meses a uma data) sempre retornam uma nova instância. Um exemplo com java.time.LocalDate:

LocalDate hoje = LocalDate.now(); // data atual
// somar 4 meses (retorna uma nova instância)
LocalDate maisQuatroMeses = hoje.plusMonths(4);

plusMonths() (e todos os outros métodos para somar/subtrair dias/meses/anos) retorna uma nova instância, então a variável hoje permanecerá a mesma (não há a necessidade de clonar a instância, como fizemos com Calendar).

Outro detalhe é que nesta API há várias classes diferentes para representar datas e horas, diferente da API anterior, que só possui Date e Calendar.

Por exemplo, LocalDate representa somente a data (dia, mês e ano). Há também LocalTime, para representar horas (somente hora, minuto, segundo e frações de segundo), LocalDateTime para data e hora, ZonedDateTime para lidar com fusos horários, etc. Sugiro que veja o tutorial da Oracle e esta pergunta para mais detalhes sobre esta API.

Sua resposta

By clicking "Publique sua resposta", you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.