2

Precisava de um framework para poder abrir sessões remotas em servidores (baseados em Unix) e executar comandos remotamente (se for possível como root mesmo).

Alguém conhece algum e maduro que possa servir para este propósito?

Principal objectivo:

O que acontece é que possuo uma aplicação web rodando num servidor e preciso recolher dados em outros servidores. Estes dados são pré-processados num shell script e guarda os resultados num ficheiro.

São mais de 10 servidores, e seria excelente/ideal que a execução deste script em cada um dos servidores fosse feita a partir da aplicação, em vez de executa-lo máquina por máquina e depois a partir da aplicação ler o resultado. A ideia é de abrir uma sessão para cada uma das máquinas e executar o pré-processamento e depois ler os resultados.

O que tenho:

De momento utilizo o jsch 0.1.42 e tem me dado um problema grave, não consigo executar scripts existentes no servidores cujo algumas operações envolvem escrita(criação de novos ficheiros) no sistema.

Nota: O meu principal problema de momento é que a execução do jsch 0.1.42 não corre com sucesso, mais quando entro diretamente na máquina ele executa perfeitamente.

Quanto a permissões eu também já analisei e para remover dúvidas as permissões é de tudo para todos(777).

Creio (espero que não seja fruto do meu desespero) que o problema está com o jsch 0.1.42 e gostaria de mudar e partir para outro, onde alguém já tem alguma experiência.

1

Já usei o jsch para fazer build e deploy remoto. Infelizmente não tenho o código-fonte pois foi numa empresa em que não trabalho mais.

O que posso dizer é que ele funciona, mas é muito complicado. Foi uma boa parte de tentativa e erro, alguns ajustes relacionados ao encoding, incluindo modificações no próprio fonte do projeto.

Não recomendo esse tipo de solução.

Se fosse implementar algo desse tipo hoje, provavelmente:

  1. Faria uma aplicação simples com um Web Service Rest que escuta numa determinada porta, executa os comandos necessários e retorna as informações.
  2. Usaria outra linguagem com bibliotecas mais modernas, como Ruby ou Pyhton.

Caso precisa mesmo ser um cliente SSH, usaria provavelmente Python, já que parece haver várias implementações do protocolo para esta linguagem.

Como foi mencionado que as informações seriam lidas por uma aplicação, é importante considerar questões de timeout e paralelização. A aplicação pode usar threads diferentes para realizar uma requisição ao web service (ou SSH).

Deve haver um controle central para não fazer o usuário esperar "pare sempre" em caso de falha e também para garantir que não se acumulem conexões bloqueadas por alguma falha de comunicação (principalmente no caso de SSH).

  • Pois é @utluiz, a questão é que não dá pra aplicar a primeira solução pois é um servidor sensível(muitoooo sensível) e os donos não vão aceitar nada lá rodando a mais, com certeza. O segundo ponto é interessante, porém não domino muito dessas linguagens,e até aprender e refazer quase tudo o que já fiz seria "maçoso". Estou a cogitar em usar Pyhton. – Cold 7/10/14 às 16:05

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.