3

Como posso converter uma string (uma palavra, por exemplo) em lista?

entrada:
a='carro'
saída:
['c', 'a', 'r', 'r', 'o']

Sei que, usando split, transforma em lista fica a palavra toda, gostaria de saber se como uma palavra especifica virar lista.

1
  • é só chamar o construtor da lista, passando a string desejada. Cmo strings também são squências de strings de comprimento 1, é exatamente o que acontece: list(a) -> ['c', 'a', 'r', 'r', 'o'] – jsbueno 4/03 às 13:44

3 Respostas 3

12

Desta forma retorna uma lista com os caracteres em cada posição

list(a)

Veja em funcionamento no Coding Ground

4

Complementando a outra resposta, existem alguns casos em que usar somente list pode não ser o suficiente. Veja este exemplo:

print(list('pá'))
print(list('pá'))

Apesar de não parecer, as duas linhas acima são diferentes, pois este código imprime o seguinte:

['p', 'á']
['p', 'a', '́']

Obs: se for testar o código acima, copie e cole, pois se você digitar diretamente, pode não dar o efeito desejado. Mais detalhes sobre isso ao longo da resposta.

Isso acontece porque, de maneira bem resumida, o Unicode define duas formas de representar a letra "a" com acento agudo:

  1. composta - como o code point U+00E1 (LATIN SMALL LETTER A WITH ACUTE) (á)
  2. decomposta - como uma combinação de dois code points (nesta ordem):

A primeira forma é chamada de NFC, e a segunda, NFD. Para mais detalhes sobre normalização, o que é um code point, etc, veja aqui, aqui e aqui. No caso, na primeira linha do código acima, a string está em NFC, e na segunda linha, está em NFD (o terceiro elemento da lista é o próprio caractere "acento agudo" - que dependendo de como for renderizado, pode aparecer quase "grudado" nas aspas de fechamento, ficando quase imperceptível - e repare que o segundo elemento é a letra "a" sem acento).

O detalhe é que ao ser mostrado na tela, ambas as formas NFC e NFD acabam sendo renderizadas da mesma forma, por isso não há diferença aparente nas duas linhas do código acima - ambos mostram a letra "á" (e por isso você deve copiar e colar o código acima para testar, pois se tentar digitar diretamente pelo teclado, ele preferencialmente escolherá apenas umas das formas e as linhas acabarão ficando idênticas).

E o que acontece é que list, ao receber um iterável, constrói uma lista na qual cada elemento do iterável se torna um elemento da lista. E strings são iteráveis em Python, e ao iterar por uma string, na verdade estamos iterando pelos code points dela. Por isso há esta diferença, caso a string esteja em NFD.

E como não foi especificado de onde vêm as strings, esta é uma situação que pode acontecer, pois os dados podem vir de um arquivo, requisição HTTP, o usuário copiou e colou de algum lugar que estava em NFD (mas como é renderizado da mesma forma, não percebeu a diferença), etc. Ou seja, isso pode acontecer sem você se dar conta (como aconteceu, por exemplo, nesta pergunta).


Como resolver?

Para textos simples - especialmente se estiverem em português - bastaria normalizar para NFC:

from unicodedata import normalize

print(list(normalize('NFC', 'pá')))

Assim eu garanto que, mesmo que a string esteja em NFD, os caracteres "a sem acento" e "acento" serão "juntados" em um só (o "á").

Vale lembrar que isso não fica restrito à língua portuguesa e também funciona para outros tipos de "caracteres":

# sim, um emoji direto no código (emojis também tem code points definidos pelo Unicode, então funciona da mesma forma)
print(list(normalize('NFC', '💩堆積'))) # ['💩', '堆', '積']

Mas nem sempre isso funciona, claro. Nem todos os caracteres do mundo possuem um correspondente em NFC, e nem sempre a normalização para NFC produzirá um único code point. Ex:

from unicodedata import normalize

s = 'ẛ̣'
# mesmo normalizando em NFC, ainda resulta em dois code points
print(list(normalize('NFC', s))) # ['ẛ', '̣']

Ou ainda:

# emoji de família
s = ''.join(map(chr, [0x1f468, 0x200d, 0x1f469, 0x200d, 0x1f467, 0x200d, 0x1f467]))
print(s) # se seu browser for compatível, mostrará a família 👨‍👩‍👧‍👧
print(list(normalize('NFC', s))) # ['👨', '\u200d', '👩', '\u200d', '👧', '\u200d', '👧']

Emojis de família são na verdade formados por vários emojis diferentes, unidos por um Zero Width Joiner (o \u200d mostrado acima). Então mesmo se normalizarmos para NFC, ainda sim a lista resultante terá os code points separados.

E isso não se aplica somente a emojis, existem caracteres de outros alfabetos que possuem a mesma característica (são formados por mais de um code point, e mesmo normalizando para NFC, continuam com mais de um):

print(list(normalize('NFC', 'नु'))) # ['न', 'ु']

Esse conjunto de code points que juntos formam "uma coisa só" são chamados de Grapheme Clusters. Caso o objetivo seja ter uma lista de Grapheme Clusters (já que os code points destes, separadamente, não têm exatamente o mesmo significado), não há uma forma direta de fazer, e o jeito é recorrer a bibliotecas externas.

Um exemplo é o módulo grapheme:

# Atenção: módulo não-nativo - Instale em https://pypi.org/project/grapheme/
from grapheme import graphemes

def to_list(s):
    return list(graphemes(s))

# emoji de família
s = ''.join(map(chr, [0x1f468, 0x200d, 0x1f469, 0x200d, 0x1f467, 0x200d, 0x1f467]))
print(to_list(s)) # ['👨\u200d👩\u200d👧\u200d👧']
print(to_list('नु')) # ['नु']

A diferença, claro, é que nem sempre os elementos da lista terão apenas um code point. Mas isso é porque, graças a todas as possibilidades que o Unicode nos traz, a definição de "caractere" passou a ser mais complexa. Um emoji é um caractere (no sentido de ser "um único símbolo mostrado na tela, que possui significado próprio")? E o á em NFD, apesar de ter dois code points, é mostrado como um único caractere, então será aceitável ter mais de um code point em cada elemento da lista? Ou eu quero uma lista na qual cada elemento é um code point, independente da normalização?

Para uma discussão mais aprofundada, visite o link já citado, mas de qualquer forma, a solução "correta" depende do que você precisa (se seu texto não terá grapheme clusters, por exemplo, não precisaria se preocupar com esta última parte, bastando normalizar para NFC - cada caso é um caso).

8
  • 2
    cara, eu gosto de resposta informativas e completas. Mas nesse caso, a pessoa perguntou como chegar na padaria da esquina, e você deu todas as formas de fazer isso, inclusive de avião e transatlântico (vá até uma cidade portuária, compre uma passagem de cruzeiro). Acho que o bom senso tem que prevalecer - nesse caso, valeria a pena formular uma pergunta digna desta resposta - envolvendo a questão de unicode, e grapheme clusters na questão - aí você cola essa mesma resposta lá: acho que seria mais construtivo. A resposta aqui é list(a) e acabou. – jsbueno 4/03 às 13:48
  • 2
    @jsbueno A pergunta fala em "separar os caracteres de uma string", sem especificar o que pode ter na string (claro que no exemplo dado tem uma string simples, mas eu achei importante enfatizar que strings não se limitam a isso e generalizei para "qualquer coisa"). Até porque muitos nem sequer concebem a possibilidade de existir essas coisas que menciono na resposta, e por isso achei válido mostrar isso. A resposta para o exemplo específico da pergunta pode ser list(a), mas se considerar o título (que não especifica nada), eu acho válido falar de Unicode e tudo mais... – hkotsubo 4/03 às 14:03
  • 2
    ...pois aí a definição de "caractere" passa a não ser tão clara, e "separar os caracteres" pode ter várias possibilidades, e a solução correta vai depender de cada caso. Concordo que talvez teria sido melhor outra pergunta mais específica, mas meu receio é que acabasse fechada como dup, então no fim preferi responder aqui mesmo. – hkotsubo 4/03 às 14:03
  • 4
    essa definição de caracter é assunto para dois (e não um só) capitulo de livro - é fácil ver que não é o que está preocupando o A.P.. E não seria "dup" - a pergunta com foco em entender o que é um caractere unicode e como são as sequências é muito mais ampla do que essa, inclusive extapolando a linguagem de programação. O que você escreveu aqui é algo que dá pra afirar que 95% dos devs desconhecem, e é muito importante - mas é um tópico mais avançado do que "como separar os caracteres de uma string em uma lista" - quando o exemplo do AP sequer inclui caracteres acentuados. – jsbueno 4/03 às 14:16
  • 2
    @jsbueno o exemplo apresentado tem seu mérito e não pode ser ignorado do ponto de vista de processamento de caracteres: print(len(list('pá')) != len(list('pá'))) – Augusto Vasques 4/03 às 14:43
0

É possível sim converter uma string em uma lista. Para isso, basta passar a string como parâmetro da lista. O código abaixo recebe uma string qualquer e a converte em uma lista.

a = list(input('Digite uma palavra: '))
print('A lista criada é: {}'.format(a))

Este código recebe qualquer string e, em seguida, a converte para uma lista.

8
  • 1
    É isso mesmo Augusto. Me empolguei com a resposta e esqueci deste detalhe. Por padrão, no Python, tudo recebido pelo input é convertido em string automaticamente, a menos que se converta a um outro tipo (int, float, etc). Agora sim, o algoritmo está perfeito. – Solkarped 27/06/20 às 12:33
  • Qual a diferença para o que a outra resposta apresentou? – Luiz Felipe 3/03 às 23:51
  • @Luiz Felipe, boa noite. A diferença foi que a minha resposta é mais generalizada, uma vez que esta captura qualquer string, em vez de trabalhar com apenas a palavra carro. – Solkarped 3/03 às 23:55
  • 2
    A outra resposta também funciona pra qualquer string. Ela só não colocou o input, mas na verdade isso nem faz diferença, pois a string poderia vir de qualquer lugar (input, arquivo, requisição HTTP, etc), que a solução seria a mesma: usar list. Sendo assim, de fato não há diferença para a outra resposta... – hkotsubo 4/03 às 0:03
  • 3
    Não é questão de competir, e sim de ter respostas redundantes (o que não acrescenta ao site, pois a ideia não é ter várias respostas com basicamente a mesma solução). Novas respostas são bem vindas, desde que mostre outras formas de fazer, o que não foi o caso aqui (pois usar list já foi sugerido na outra resposta, e o fato de ter colocado input não torna esta diferente, dado que a solução no fim é a mesma) – hkotsubo 4/03 às 0:31

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.