1

Em uma aplicação Java há objetos que não estão sendo usados, dentre esses objetos, há os que possuem e não referência. Como o Garbage Collector lida com isso? Ele remove todos ou somente os que não tem referência?

  • Relacionada(ou duplicata): O que é Garbage Collector e como ele funciona? – user28595 20/11/18 às 10:16
  • Várias possiveis relacionadas(ou duplicatas) nesta resposta – user28595 20/11/18 às 10:17
  • Só os que não tem referência são removidos – Isac 20/11/18 às 10:35
  • Embora seja um pouco no assunto eu acho que esta dúvida é mais específica e não tem e provavelmente que não terá quando eu terminar lá (preciso retomar a resposta... :)) – Maniero 20/11/18 às 10:36
  • 1
    Eu acho que a sua confusão está precisamente no conceito de "usado". O que é para si um "objeto não usado" ? Consegue exemplificar em código ? A regra para eliminar um objeto de memoria centra-se somente em referências válidas e garantia de não acesso no resto de código a partir de um determinado ponto. – Isac 20/11/18 às 10:52
2

A situação é um pouco mais complicada que isto. Claro, o que tem referência nunca é "removido".

Primeiro, vamos entender que o GC do Java usa um mecanismo de copying, então objetos "nunca" (na última implementação que eu conheço, isto é detalhe) são removidos, eles são abandonados. O GC copia os que sobrevivem e jogam fora os que não precisam mais continuar ativos.

O GC funciona lendo "toda" memória procurando por referência à objetos no heap. Claro há otimização para não ler toda ela, depende da geração que está precisando ser limpa.

Hoje Java pode ter referência para objetos fora do heap, estes objetos não estão livres do GC, ele podem ser lidos para ver se tem alguma referência para outro objeto dentro dele, mas referências para ele não importam.

Basta ter uma referência para um objeto e ele já é considerado como vivo. E é possível ter falsos positivos. Há heurísticas para evitar ter que analisar todo o grafo de referências. Não pode ter falso negativo, correria o risco de matar algo que ainda precisa continuar. Acontece de alguns objetos sobreviverem mesmo sem ter uma referência. Não costuma ser muito e dura pouco, em geral isso ocorre mais na Gen0 que precisa ser muito rápida.

Na análise o GC olha tudo o que está nas chamadas raízes, por exemplo os registrados e o stack. A partir dali ele passa olhar em todos os objetos que ele sabe que está vivo, ou sejam que já tem referências para ele nas raízes. Ele vai montando um grafo, anda por todos os objetos vivos. Os objetos que não possuem referências para ele nunca são analisados para ver se ele possuem referências para outros objetos. Em geral a análise acaba na Gen0. A não ser que dispare um processo de limpeza na Gen1, aí vai até ele. E o mesmo vale para a Gen2.

Tinha visto que o Java ia fazer como .NET que teria um heap de grandes objetos que funciona ligeiramente diferente, mas a base é esta mesmo. Não sei como ficou, se implementaram.

Há um tratamento especial quando um objeto está acima da Gen0. Qualquer tentativa de escrita de referências contidas nesses objetos tem uma barreira de escrita e analisa se precisa tomar alguma ação extra. Se não precisar e rápido, se precisar tem um controle extra a realizar. Entra no slow path se a nova referência aponta para um objeto em geração anterior. Esses casos precisam criar uma lista de referências extra para a geração anterior olhar quando vai fazer sua limpeza. Isto é necessário para o GC não ter que analisar a memória toda e pelo menos nas gerações mais baixas que são limpas com mais frequência.

Observando tudo isto, a grosso modo, se um objeto não tem uma referência para ele, não é analisado se ele tem referências para outros objetos, e se a única referência para outro objeto era essa que não é mais analisada, ou todas as referências estão em objetos que não mais continuarão ativos, então aquele objeto antes apontado não tem mais referências que o obriguem a se manter vivo, portanto ele provavelmente será abandonado e sua memória não mais será ocupada. Se sobre uma única referência para um objeto, mesmo que sem querer, ele ainda será mantido e copiado para uma nova arena de memória, provavelmente em uma geração acima do que está, até a Gen2 que atualmente é a última.

Se há uma referência para ele então sendo usado, mesmo que não esteja sendo acessado nesse momento.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.