11

Tenho o seguinte código em ADVPL:

Static Function linhaJson(cTabela, cChave, lVerificaExclusao)
    local cTipo
    local xResult
    local cJson := "{"

    dbSelectArea("ZX1")
    ZX1->(dbSetOrder(1))
    ZX1->(dbGoTop())
    ZX1->(dbSeek(cChave))

    While !(ZX1->(EOF())) .AND. cChave == ZX1->(ZX1_FILIAL + ZX1_COD)
        If ZX1->ZX1_TIPO == 'B'
            xResult := &(conv2Json(ZX1->ZX1_CP_PRO, cTabela))
            cTipo := ValType(xResult)//ValType(ZX1->ZX1_CP_PRO) 
            If cTipo == 'C'
                if AllTrim(xResult) != "NULL"
                    cJson += '"' + AllTrim(Lower(ZX1->ZX1_CP_GEO)) + '":"' + ESCENVST(SUBS(AllTrim(xResult),1,ZX1->ZX1_TAM)) + '",'
                EndIf
            ElseIf cTipo == 'N'
                cJson += '"' + AllTrim(Lower(ZX1->ZX1_CP_GEO)) + '":"' + AllTrim(STR(&(cTabela + "->"+ZX1->ZX1_CP_PRO))) + '",'
            ElseIf cTipo == 'D'
                cJson += '"' + AllTrim(Lower(ZX1->ZX1_CP_GEO)) + '":"' + AllTrim(DtoS(&(cTabela + "->"+ZX1->ZX1_CP_PRO))) + '",'
            EndIf
        ElseIf ZX1->ZX1_TIPO == 'S'
            cJson += '"' + AllTrim(Lower(ZX1->ZX1_CP_GEO)) + '":"' + AllTrim(ZX1->ZX1_CP_PRO) + '",'
        ElseIf ZX1->ZX1_TIPO == 'V'
            cJson += '"' + AllTrim(Lower(ZX1->ZX1_CP_GEO)) + '":"",'
        Else //ZX1->ZX1_TIPO == 'N'
            cJson += ""
        EndIf
        ZX1->(dbSkip())
    EndDo
    ZX1->(dbCloseArea())

    cJson := SUBS(cJson, 1, len(cJson) - 1)

    If lVerificaExclusao //Se for excluso
        cJson += ',"data_delete":"' + getCurrentDate() + '" '
    EndIf
    cJson += "}"
Return cJson

Sua obrigação única é minerar dados advindos de uma consulta no Protheus e transformar em um JSON para eu consumir no meu servidor. Ele é executado para cada linha de cada mineração que eu faço.

Eu creio que a iteração em ZX1 para resgatar as mesmas informações em 80.000 linhas da mesma consulta tenha algum peso na performance, porém não conheço nenhum profiler para ter certeza do quanto se está sendo dedicado a esse trecho de código em específico. Não tenho segurança para fazer medição de tempo dentro do código sem que essa medição não altere o objeto de medição e sua medida.

Pela iteração em ZX1, me refiro ao processo todo, desde a inicialização com dbSelectArea("ZX1") até o teardown do laço com ZX1-> (dbCloseArea())

Outro ponto de dúvida que tenho sobre performance é sobre substrings, nesse trecho: cJson := SUBS(cJson, 1, len(cJson) - 1). Isso poderia gerar alguma fragmentação de memória alocada para as strings a mais do que eu já estou fragmentando. Novamente, não conheço profiler que o faça, e dessa vez não tenho conhecimento de como medir de dentro do código memória usada, chamadas de coletor de lixo nem fragmentação.

Então, reitero minha pergunta do título:

Como analisar o impacto em performance de um trecho de código?

A intenção aqui é evitar fazer alguma refatoração desnecessária no código, que no final das contas tenha pouco ganho e que seja difícil de fazer. Apenas para alterar os hotspots do trecho de código.

  • 1
    @Bacco, pois é, não consegui ver como resolver essa macro (&(conv2Json(ZX1->ZX1_CP_PRO, cTabela))) estaticamente sem precisar interpretar esse trecho de código... mas algo me diz que existem outros gargalos mais fáceis de serem removidos – Jefferson Quesado 19/11/18 às 18:45
8
+50

Analisando superficialmente o código, se esta STATIC FUNCTION linhaJson() é chamada muitas vezes, de dentro do mesmo contexto de execução, REMOVA as linhas : ZX1->(dbGoTop()) e ZX1->(dbCloseArea()). Você não precisa abrir e fechar o alias ZX1 a cada loop. Isso já vai te dar um com ganho de desempenho, de olhos vendados. E também não precisa posicionar no primeiro registro da ordem para fazer um DBSeek().

Agora, para avaliar o tempo gasto por esta função, e pelas chamadas vindas de dentro dela, a melhor alternativa é usar o Profiler do AdvPL. Por hora, veja na TDN no link Como executar um Profiler. Embora dessa forma o log gerado vai gerar informações sobre a rotina inteira, a análise do console.log do Protheus Server gerado após a execução da rotina permite identificar quais as funções que foram chamadas de que ponto do fonte, inclusive todas as chamadas da função LinhaJson(), e todas as chamadas de funções chamadas de dentro dela.

  • Essa linhaJson é chamada diversas vezes, garantidamente. Então, nesse caso, supondo que eu continue fazendo o while sobre ZX1->EOF() .OR. cChave == ZX1->(...), com esse ZX1->dbSkip() no final desse laço, como garantir que a ZX1 esteja no mesmo local no próxima vez que linhaJson for chamado? Sobre o profiler, assim que possível tentarei rodá-lo para identificar os hotspots, realmente não conhecia esse TDN. – Jefferson Quesado 22/11/18 às 1:32
  • Grande automan! rs Toma meu +1. :) – Luiz Vieira 22/11/18 às 1:46
  • 1
    @JeffersonQuesado, se a tabela ZX1 não for alterada durante o processamento, e você tem uma alta incidência de repetições do parämetro cChave, você poderia fazer um cache usando um array STATIC, apenas para a última chave processada. Por exemplo, em três chamadas consecutivas da função onde cChave nao foi alterado, as proximas chamadas nao fariam IO com o DBAccess. Espero ter ajudado. – siga0984 23/11/18 às 15:00
  • Consegui com sucesso fazer o profiling (mas infelizmente não consegui fazer usando a linhaJson acima descrita; tive dificuldades configurando o ambiente de testes, mas isso não vem ao caso). Estou tendo alguma dificuldade em entender tudo da saída do profiler, acho muito confusa a documentação da Totvs. Tem alguma TDN relativa ao assunto? Ou então acha que devo postar uma nova dúvida com as informações relevantes do profiling? – Jefferson Quesado 28/11/18 às 2:09
  • @JeffersonQuesado, existe uma documentação mais rica em detalhes na TDN, porém não está com acesso público liberado -- está restrita aos participantes da TOTVS. Uma boa alternativa é usar uma ferramenta do TDS, que é capaz de gerar e analisar o Profiler de execução -- vide link tdn.totvs.com/pages/viewpage.action?pageId=24347198 – siga0984 2/12/18 às 4:20

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.