2

Qual a diferença entre essas duas formas de conversão de um array? Se houver alguma diferença, a mesma impacta no desempenho?

List<String> list = Arrays.asList(meuArray);

ArrayList<String> arrayList = new ArrayList<String>(Arrays.asList(meuArray));
  • 1
    Uma diferença é que asList retorna uma lista que não pode ter seu tamanho alterado, então chamar add, remove e clear em list lançam exceção (java.lang.UnsupportedOperationException), mas em arrayList não. Se vc não vai usar estes métodos, o fator de decisão passa a ser o que o Maniero comenta na resposta dele abaixo. E para saber se impacta no desempenho, só fazendo testes de desempenho para saber :-) (talvez para listas muito grandes e/ou com elementos que ocupam muita memória tenha uma diferença significativa, mas de qq forma, só testando para saber) – hkotsubo 5/11/18 às 13:31
  • 1
    Isso mesmo @hkotsubo, ele não retorna a classe java.util.ArrayList e sim a classe java.util.Arrays.ArrayList – renanzin 5/11/18 às 15:10
3

O primeiro está atribuindo uma lista para list, só que esta lista será baseada no array que está sendo usado como base (meuArray), então no fundo list é só uma referência para a lista.

O segundo faz o mesmo com o argumento do construtor, mas o construtor de ArayList tem como função copiar o conteúdo que recebe como lista, então ele pegará a referência recebida e copiara cada elemento para uma nova lista, portanto é muito mais lento, mas terá uma lista isolado.

A questão é se deseja manter a mesma lista ou não. A diferença está no construtor e não no método asList(). O primeiro não constrói nada, ele apenas usa o que já foi construído pelo asList(), e este método geralmente não constrói nada forte também, ele até constrói um objeto de lista, mas ele referenciará o array de forma direta e não fará cópia alguma.

  • "o construtor de ArrayList tem como função copiar o conteúdo que recebe como lista" Isso está na especificação ou é um detalhe de implementação? – Gabriel 5/11/18 às 13:30
  • 1
    @Gabriel Não sei porque não vi a especificação, nem sei se tem, porque isto não faz parte da linguagem e sim da biblioteca, então só a documentação da implementação padrão existe como especificação, e ela é muito ruim dando margem pra interpretação. O fato é que foi feito assim, então todo mundo que queira ser compatível tem que fazer igual, não importa como seja implementado, a semântica deve ser de cópia de dados, pelo menos neste construtor, não há garantias que outro construtor seja diferente, este é assim. Dá para questionar, mas na prática é assim. – Maniero 5/11/18 às 13:46

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.