2

Fui ver sobre a palavra chave new no C#, mas não achei alguém que explique bem o que eu quero saber. Dizem que o new cria uma nova instância, mas não entendi exatamente o que querem dizer com "criar uma instância".

5

A grosso modo podemos dizer que uma instância é um objeto. No caso estamos dizendo que está criando um objeto de um tipo específico.

Quando escrevemos o código criamos duas coisas, uma estrutura de dados e algoritmos que operam essas estruturas. Em linguagens que adotam a orientação a objeto é comum que essas duas coisas sejam escritas juntas formando um tipo. Este tipo pode ser uma classe, mas não precisa sempre assim, tem outras formas de organizar os dados e os algoritmos que forma um tipo.

Sempre que queremos criar um objeto usamos um modelo de como este objeto é criado.

Quando queremos criar um objeto nós dizemos de qual tipo será este objeto, então chamamos o construtor do tipo (um deles, porque pode ter mais de um), mas até para não confundir com uma chamada de método normal e também para deixar claro que haverá uma alocação na memória naquele ponto também usamos o operador de new antes do nome do construtor.

Não confundir com outro new existente na linguagem.

Algumas coisas que podem lhe interessar:

  • Então por exemplo: Eu tenho isso: public class Exemplo { private Exemplo ex = new Exemplo() } Quer dizer que eu criei um novo endereço na memória para essa nova instância classe ex com os novos valores do construtor(no caso não coloquei nenhum valor então ele invoca o construtor padrão). É isso? – Gatti 21/10/18 às 18:21
  • É basicamente isto, embora a forma correta seja um pouco diferente, precisaria entender outros conceitos anteriores para poder entender esses mais avançados de forma mais precisa. – Maniero 21/10/18 às 18:28
  • Obrigado! Ajudou MUITO! – Gatti 21/10/18 às 18:31
  • Só mais uma coisa... resolvi complementar o que eu acho que é o New... por exemplo... public class Exemplo { int A = 2 Exemplo (int a) { int a = A} private Exemplo Ex = new Exemplo() } Eu criei um novo endereço na memória para a classe Exemplo, e como a instância Ex é do tipo Exemplo ela pode ser armazenada no mesmo local da memória que Exemplo... com os valores novos do construtor... mas herdando tudo da classe Exemplo, pois estão no mesmo local na memória... agora está correto? Está faltando alguma coisa? – Gatti 24/10/18 às 3:22
  • new não cria endereços de memória, endereços existem por si só. Você não leu minha resposta com atenção. Eu disse que ele cria um objeto, não endereço. Como dois corpos podem ocupar o mesmo lugar no espaço? Não falamos nada de herança, new nada tem a ver com isso, isto não faz parte do escopo do que estamos falando. Todos seus conceitos estão errados. Talvez fosse o caso de fazer outra pergunta com todos esses detalhes, e reforço a ideia de detalhar muito tudo, se possível por exemplos, apresentar todo seu entendimento, e todas as dúvidas – Maniero 24/10/18 às 11:00
1

Antes de entender o conceito do operador new é necessário entender bem o que é uma variável.
Depois é necessário entender o conceito básico de estruturas e classes.


Em termos gerais, uma variável é o mecanismo na programação para se armazenar (e acessar) em memória algum valor que será usado novamente em algum ponto do programa.

Exemplos de variáveis de "tipos simples" (leia nota no final da resposta):

int   i = 123;
float f = 1.23F;
bool  b = true;
char  c = 'X';

O código acima definiu quatro variáveis, i, f, b e c. Elas são variáveis porque o valor que elas armazenam pode variar, pode ser alterado, ao longo de suas vidas. Já os valores atribuídos a elas, 123, 1.23F, true e 'X', são constantes, porque 123 será sempre 123, não é possível alterá-lo.

Como eu disse, uma variável armazena um valor na memória, então, quando você define uma variável como int i;, o que acontece nos bastidores é que o computador verifica qual endereço na memória está disponível para armazenar um tipo int, por exemplo 0x12345000 (notação para um número hexadecimal), e atribui esse endereço à variável i. Como o tipo int ocupa 4 bytes, nesse momento a faixa de endereço na memória do seu programa de 0x12345000 a 0x12345003 estará reservada à sua variável i. Quando você atribuir algum valor à essa variável, o programa armazenará esse valor nesse endereço da memória, e quando você consultar o valor dessa variável, o programa irá buscar o valor armazenado nesse endereço da memória.

Esses exemplos que citei são "tipos simples", mas existem também tipos mais complexos, como estruturas e classes.


Basicamente, uma estrutura é um agrupamento de variáveis, que servem a um mesmo propósito.

Exemplo de definição de uma estrutura:

public struct Point
{
   public int X;
   public int Y;
}

E uma classe também é, de certa forma, um agrupamento de variáveis que servem a um mesmo propósito (quando essas variáveis são internas chamamos de campos, quando podem ser acessadas de fora da classe chamamos de propriedades, a grosso modo), mas também um agrupamento de funções que servem a esse propósito (chamadas de métodos). No C# uma estrutura também pode ter propriedades e métodos, mas existem diferenças entre uma e outra.

Exemplo de definição de uma classe:

public class MinhaClasse
{
   private int meuCampo;

   public int MinhaPropriedade
   {
      get { return this.meuCampo; }
      set { this.meuCampo = value; }
   }

   public int MeuMetodo()
   {
      return this.meuCampo * 2;
   } 
}

Mas mesmo quando usamos esses tipos mais complexos, o mesmo conceito de variável continua valendo: a variável é um nome dado a um endereço da memória que está armazenando nossos valores (no caso de classes a variável na verdade armazena uma referência para outro endereço na memória, que contém os nossos valores, de fato, mas, vamos manter a ideia simples).

A definição de uma estrutura ou classe não contém valores variáveis (mas pode conter valores constantes), porque é apenas um modelo, uma "casca vazia sem conteúdo". Quando queremos usar esse modelo (estrutura ou classe) criamos um objeto, que é uma instância de um tipo de objeto (tipo de objeto = estrutura ou classe). Aí estamos atribuindo "conteúdo à casca vazia".

A nossa variável nesse caso será então o nosso meio de acesso ao endereço da memória em que está armazenado o nosso objeto (ou a referência ao nosso objeto). Como qualquer outra variável, ao longo de sua vida ela pode receber outros valores, ou seja, outros objetos. Então:

// Atribui à minha variável um objeto que já existe.
MinhaClasse meuObjeto = outroObjetoDoMesmoTipo;

Finalmente respondendo à pergunta:

Mas, quando queremos criar um novo objeto, um que ainda não existe, devemos usar o operador new:

// Cria um novo objeto e atribui à minha variável.
MinhaClasse meuNovoObjeto = new MinhaClasse();

Esse novo objeto provavelmente virá com os valores todos zerados (ou com seus valores constantes padrão, que podem ser diferentes de zero), a não ser que nosso tipo (estrutura ou classe) tenha um construtor que inicialize nosso novo objeto com valores informados na hora de sua criação, com o operador new.


Nota sobre "tipos simples"
No começo da resposta eu citei os tipos int, float, bool e char como tipos simples, e eles realmente são considerados assim (documentação), tanto que não precisam do operador new para que se crie um novo objeto desses tipos, mas, no C# mesmo esses tipos simples são, no fundo, estruturas.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.