3

Estou com uma dúvida sobre a melhor forma de implementar alguns serviços com o Spring Rest, mas não consegui encontrar material para esse caso:

Digamos que eu tenha um serviço para fazer lançamentos (LancamentoService). Esse serviço faz o lançamento, atualiza o saldo e cobra tarifa. Logo, nele tenho injetado os repositories LancamentoRepository, SaldoRepository e TarifaRepository.

Além desse serviço, também teria serviços para fazer saque, transferência, etc, e todos esses precisariam fazer um lançamento, além de outras coisas. Para fazer isso eu estou injetando o LancamentoService dentro de cada um desses sevices.

Porém, mesmo que eu chame um serviço no SaqueService, por exemplo, que não precisaria fazer lançamentos, o LancamentoService é “carregado”, junto com todos os seus repositories.

Isso é assim mesmo? Se alguém tiver uma prática melhor ou algum material de referência agradeço bastante.

3

Logo no início da aplicação, o Spring já varre suas classes em busca de beans para serem gerenciados por ele. Isso significa que mesmo em classes nas quais seu programa sequer passou ainda, os beans dela já estão, em teoria, instanciados e gerenciados, prontos para uso. Em outras palavras, qualquer bean injetado em sua classe, mesmo que não em uso, estará previamente instanciado. É um pequeno preço a se pagar pela enorme facilidade que a inversão de controle proporciona no desenvolvimento.

Quanto à sua arquitetura, eu criaria um serviço para cada ação do lançamento (TarifaService, SaldoService etc.), injetaria dentro de cada um deles seu respectivo Repository e, finalmente, na classe LancamentoService, injetaria esses serviços criados. Isso facilita a você a centralização de regras de negócio que eventualmente precisem ser aplicadas à tarifa, por exemplo, e também se conforma às melhores práticas, que dizem que regras de negócio devem ser tratadas na camada de serviço e não na camada DAO (repositórios).

  • Entendi, então eu não estava muito longe do ideal. Aproveitando então: o uso de um Repository genérico traria algum benefício de performance? – Rodrigo Nunes 18/10/18 às 17:29
  • 1
    Não é repository genérico. Hoje, seguindo seu exemplo, você injeta direto na classe LancamentoService os repositories das ações que um lançamento pode ter. Isso não é uma boa ideia. O melhor é que cada um desses repositories tenha seu próprio serviço (ou seja, por exemplo, você criaria um SaldoService e, dentro dele sim injetaria o SaldoRepository, criaria um método público, por ex.: calcularSaldo(), e, na classe LancamentoService, você injeta esse SaldoService (e não o SaldoRepository, como você citou no seu exemplo) recém-criado e chama o método calcularSaldo(). – StatelessDev 18/10/18 às 18:55
  • Beleza. Muito obrigado! – Rodrigo Nunes 18/10/18 às 20:49

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.