4

Tirado daqui: O que é linguagem de programação, IDE e compilador?

Em geral o compilador é um programa de console, mas há casos que eles são bibliotecas que podem ser usadas em conjunto com outros programas.

A integração que acontece entre o IDE (ambiente de desenvolvimento integrado) e o compilador me deixa com dúvidas.

Quando há erros no código do usuário, o IDE precisa converter os erros reportados pelo compilador em algo amigável para montar na tela do editor de texto e mostrar ao usuário (com sublinhado vermelho/amarelo embaixo dos trechos com erro/warning, etc).

Quando o compilador é uma biblioteca eu imagino que é mais amigável de se fazer essa integração, mas e quando é um programa de console? Como o IDE faz para ler a informação fornecida pelo compilador?

O próprio compilador pode ser configurado para retornar os erros de uma forma mais amigável para o IDE, ou este tem que se virar para parsear toda aquela saída-padrão que o compilador mostra quando a gente tenta compilar por linha de comando?

3

Um compilador é um programa, ou seja, é um conjunto de algoritmos. A forma como ele é encapsulado para rodar em um computador importa pouco. É comum que seja uma aplicação console, mas pode ser qualquer outra coisa. Há compiladores que foram escritos para ser primariamente uma biblioteca e ser usada de várias formas, console é só uma delas.

Os que não foram escritos assim, não tem uma forma específica de integração e não foi feita nenhuma adaptação, a comunicação é feita via console mesmo, ou seja, chama o executável em um outro processo passando os argumentos específicos para fazer o que deseja e captura o resultado que ele emite em console (não precisa estar mostrando na tela). É simples e tosco assim :) Ele pega o texto que sai lá, dá uma ligeira interpretada e mostra de forma conveniente do jeito que ele acha melhor.

É possível que algum compilador tenha alguma configuração que facilite alguma coisa, mas em geral não tem ou é algo bem simples, nada que vá mudar muito o resultado final. Nada impede, mas desconheço algum que seja realmente flexível, que possa ser usado pelo IDE para informações adicionais.

Alguns casos o IDE pode querer usar um compilador próprio para fazer algumas tarefas, em geral algo mais limitado e que não fará todo trabalho que o compilador de verdade faz, mas pode ser baseado nele, já que hoje quase tudo é código aberto e pode ser mexido conforme a necessidade. Mas claro que alguns são feitos do zero e o compilador é do IDE (mesmo sendo dele, não é o IDE que está fazendo o trabalho).

Estes sublinhados geralmente são feitos por este compilador interno e não pelo compilador oficial. Então costuma ser uma biblioteca, mesmo que adaptada para isto. Seria inviável ficar invocando o tempo todo um compilador completo para indicar os erros em cada coisa que você vai digitando.

Há linguagens que fornecem um servidor de linguagem onde o IDE pode se comunicar através de uma API. Não é diferente de uma biblioteca, só a forma de acesso da API é que é diferente. Eu prefiro tudo no mesmo processo.

Um dos motivos que o .NET Compiler Platform foi criado assim é justamente não ter que escrever outro compilador para cada tipo de necessidade, e é algo que outras linguagens estão fazendo, como é o caso de Rust.

Não há uma solução única, mas o compilador padrão no console da linguagem não costuma ser usado para ajudar na edição do código. Quase todos IDEs tem seu próprio compilador de sintaxe e até semântica, mas sem otimizadores ou gerador de código, claro.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.