0

Estou fazendo um programa para ler as palavras de um arquivo de texto, gerando um código hash para usar como índice que irá guardar a palavra em um vetor que cabe ate 1000 palavras.

Função que gera o nº hash:

int a, i,j,soma = 0;
i = strlen(str);
j = 1;
char * c;
for(a = 0; a< i; a++){
    soma += (int)str[a] * pow(7, j);
    j++;
}
soma = soma%1000;
printf("Hash: %d\n", soma);
return soma;

A struct do Vetor:

typedef struct vetor{  
    char * palavra;  
}Vetor;

E o código:

char word[1000];
Vetor * vet = (Vetor *)malloc(1000*sizeof(Vetor));

FILE * file;
file = fopen("teste.txt", "r");


while(fgets(word, 1000, file) != NULL){
    char * p;
    p = strtok(word, " \n \r \t");
    while(p != NULL){
        strupr(p);
        int hashPos;
        hashPos = geraHash(p);

        printf("Palavra: %s  Hash: %d\n",p, hashPos);
        printf("\n");

        vet[hashPos].palavra = p;


        p = strtok(NULL, " \n \r \t");
    }
}

    printf(" %s " , vet[670].palavra);
    printf(" %s " , vet[801].palavra);
    printf(" %s " , vet[867].palavra);
    printf(" %s " , vet[846].palavra);


fclose(file);

O arquivo de texto teste.txt contém apenas as linhas: 1ª: "abc def" e 2ª: "asd cd".
Saída: Essa é a saída do programa

Não estou entendendo porque aparece a mesma palavra em duas posições diferentes geradas pela função hash. Alguém saberia me dizer onde estou errando?

0

1 Resposta 1

0

O problema está relacionado com a forma com o strtok funciona e com o facto de você estar a guardar o ponteiro original devolvido pelo strtok.

Atente na reserva que a documentação faz em relação à string passada ao strtok:

Notice that this string is modified by being broken into smaller strings (tokens).

Ou seja a string passada é modificada, e por isso quando guarda a palavra:

vet[hashPos].palavra = p;

Está a atribuir o ponteiro de uma string que vai ser modificada pelo strtok.

A solução passa por criar uma string duplicada daquela em que vai. Existe já uma função para fazer isso, a strdup, que aloca o espaço necessário para a string com malloc. Isto implica que se já não precisar destas strings tem de fazer free sobre elas para não ter nenhum vazamento de memoria.

Precisa então apenas de alterar a instrução que guarda a palavra para:

vet[hashPos].palavra = strdup(p);

Naturalmente poderia fazer a duplicação à mão à custa de malloc, strlen e strcpy:

vet[hashPos].palavra = malloc(sizeof(strlen(p) + 1)); // +1 para o terminador
strcpy(vet[hashPos].palavra, p);

Exemplo de execução na minha máquina:

inserir a descrição da imagem aqui

1
  • Entendi. Fiz como sugerido e realmente funcionou. Muito Obrigado pelo esclarecimento!
    – Kook_Ho
    Commented 13/10/2018 às 13:47

Você deve fazer log-in para responder a esta pergunta.

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag .